1

Eu tenho um arquivo de 1000 linhas e quero ler a linha 952.

Não quero ter que usar um laço para percorrer todas essas linhas, tem alguma forma mais otimizada de fazer isso?

5

Não, arquivos texto são arquivos de bytes sequenciais, e como cada linha pode ter um número de bytes diferente, não há uma forma direta de ir até uma certa linha sem saber a sua posição primeiro. Para saber onde está a próxima linha é necessário ler os bytes do arquivo até encontrar o byte que indica o fim da linha. É isso que o método readline() e seus equivalentes fazem.

Existem exceções:

  • Se todas as linhas do arquivo tem o mesmo tamanho em bytes, você pode multiplicar pelo número da linha e ir direto pra posição:

    tamanho_da_linha = 60 # todas as linhas do arquivo tem 60 bytes
    with open(nome_arq) as f:
        f.seek(tamanho_da_linha * 952) 
        # vai direto para a posicão da linha 952
        linha = f.readline()
    
  • Se você já sabe que o arquivo tem 1000 linhas, é possível percorrer de trás pra frente e percorrer um caminho menor, apesar que isto também percorreria o arquivo, porém em sentido inverso.

  • O módulo linecache apontado na outra resposta percorre o arquivo uma única vez e cria um índice remissivo, armazenando a posição em bytes dentro do arquivo onde se encontra cada linha. Isso permite depois que se posicione o arquivo em uma linha específica sem passar pelas demais linhas, mas é necessário percorrer o arquivo pelo menos uma vez para criar esse índice antes de usar.

  • Nosklo, muito obrigado pela sua resposta, ela meu deu ideias boas pra solucionar o problema. – weltonvaz 16/09/18 às 23:36
1

É possível sim, basta usarmos para ler a posição específica no caso linha 952 é a linha 951 pois a primeira linha é referenciado à posição 0:

archive = open('texto.txt', 'r')

print(archive.readlines()[951])

archive.close

Ou então podemos ir direto para não consumir muita memória:

trecho = open('texto.txt', 'r').readlines()[951]

Assim, ele retornará apenas uma lista, não mantendo muita memória alocada.

  • 1
    O problema disso é que o conteúdo inteiro do arquivo ficará em memória, então foge bastante do "otimizado" solicitado na pergunta. – Anderson Carlos Woss 21/12/18 às 11:08
  • 1
    Não necessariamente Anderson. Basta adicionar o archive.close ao final para limpar a memória. Também podemos otimizar o código para trecho = open('texto.txt', 'r').readlines()[951] retornando apenas uma lista do que desejamos, ao invés de abrir todo o arquivo. – Murilo Chaves 21/12/18 às 11:17
  • 1
    Não, o readlines sempre irá criar uma lista com todas as linhas na memória, independente se você fechar o arquivo ou não logo depois. No máximo, o que pode acontecer é essa memória ser liberada instantes depois, se o Python perceber que não será utilizada, mas durante o processo, todo o arquivo estará em memória e isso pode ser prejudicial dependendo do tamanho deste. – Anderson Carlos Woss 21/12/18 às 11:20
  • 1
    Claro que ele irá percorrer as outras linhas, porém a memória utilizada é somente no tempo de execução naquele momento. Porém, acredito que perante as soluções apresentadas é a forma mais otimizada até o momento, ao invés de fazer gambiarra. Enfim, deixei minha contribuição, caso queiram analisar a possibilidade de uso. Encerro por aqui. – Murilo Chaves 21/12/18 às 11:27
  • 1
    Só abrir um arquivo de log de alguns GBs e já era a sua memória. É uma solução, não questiono isso, mas não é tão otimizada quanto diz, por isso comentei. Quanto à outra resposta, utilizar o seek para movimentar o cursor do arquivo para o ponto desejado é completamente o inverso de "gambiarra", como diz. De qualquer forma, agradecemos a sua colaboração :D – Anderson Carlos Woss 21/12/18 às 11:32

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.