Exemplo

Ao executar qualquer um dos 2 comandos, é retornada a mensagem:

2 row(s) affected

Query:

ON DUPLICATE KEY UPDATE:

INSERT INTO `banco`.`tabela` (`id`, `resumo`, `descricao`, `grupo`, `solicitante`) 
VALUES ('129', 'Teste 2', 'Testando 2', '5', '1') 
ON DUPLICATE KEY UPDATE resumo = 'onduplicate', descricao = 'onduplicate', grupo = 5, solicitante = 1;

REPLACE:

REPLACE INTO `banco`.`tabela` (`id`, `resumo`, `descricao`, `grupo`, `solicitante`) 
VALUES ('129', 'Teste 2', 'Testando 2', '5', '1');

Dúvidas

  • Por que o banco de dados executa 2 alterações?
    • Quais seriam elas?
    • As 2 formas de fazer executam os mesmos processos?
  • Teria alguma vantagem uma sobre a outra?

Segundo a informação do manual relativo ao ON DUPLICATE KEY UPDATE: INSERT ... ON DUPLICATE KEY UPDATE Syntax

Com o ON DUPLICATE KEY UPDATE, o mysql_affected_rows() é 1 se a linha é inserida como uma nova e 2 se uma linha existente for atualizada.

Quanto ao REPLACE: REPLACE Syntax

Quando você utilizar um comando REPLACE, mysql_affected_rows() retornará 2 se a nova linha substituir uma linha antiga. Isto é porque uma linha foi inserida depois que a linha duplicada foi deletada.

Este fato torna fácil determinar se REPLACE adicionou ou subsitituiu uma linha: verifique se o valor de linhas afetadas é 1 (adicionado) ou 2 (substituido).

Note que a menos que a tabela utilize índices UNIQUE ou PRIMARY KEY, utilizar um comando REPLACE não faz sentido. Ele se torna equivalente a um INSERT, porque não existe índice a ser usado para determinar se uma nova linha duplica outra.

É possível que o cenário que está a negrito seja o que lhe está a acontecer, daí ele devolver o resultado de 2 ao invés de 1.

O manual em PT-BR encontra-se aqui: Manual de Referência do MySQL 4.1

Diferença entre REPLACE e ON DUPLICATE KEY UPDATE

REPLACE

  1. Tenta inserir a linha na tabela
  2. Se falhar, apaga linha e insere nova linha

ON DUPLICATE KEY UPDATE

  1. Tenta inserir a linha na tabela
  2. Se falhar, atualiza a linha

Conclusão (respondendo às duas novas questões)

Os processos executados são parecidos, mas no caso do REPLACE existe um "senão", que é o facto de ele apagar a linha para depois inserir. O ON DUPLICATE KEY UPDATE é mais seguro nesse aspeto porque apenas atualiza a linha.

Posto isto, a forma mais segura e, quase de certeza, mais rápida em tempo de execução, será a opção ON DUPLICATE KEY UPDATE.

  • Te importa em traduzir o quotes? É provável que nem todos os usuários saibam inglês. – fernandosavio 13/09 às 11:17
  • Sim, claro, tem toda a razão. Resposta editada. – João Martins 13/09 às 11:20
  • 1
    @JoãoMartins Te atrapalharia se eu colocasse na pergunta "se as 2 funções executam os mesmos processos?", pois seria bem interessante e complementaria mais o assunto. – rbz 13/09 às 11:25
  • 1
    Não @rbz, claro que não :) – João Martins 14/09 às 13:09
  • @JoãoMartins Adicionei, e já até foi mais uma de brinde! rsrs... Mas como vc é mestre no assunto, sei que vai responder facinho! ;) – rbz 14/09 às 13:13

Sua resposta

 
descartar

Ao clicar em "Publique sua resposta", você reconhece que leu nossos termos de serviço, política de privacidade e política de cookes atualizados, e que a sua continuidade no uso do website é sujeita a essas políticas.

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.