3

Há alguma diferença significativa entre esses dois métodos?

MyClass &ref = (*(new MyClass));
MyClass *ptr = (new MyClass);
2

Se você mandar imprimir já vê uma diferença:

#include <iostream>
#include <string>
using namespace std;

int main() {
    string &ref = *new string("teste");
    //string &ref2 = nullptr;
    string *ptr = new string("teste");
    cout << ref << endl;
    cout << ref.length() << endl;
    cout << ptr->length() << endl;
    cout << &ref << endl;
    cout << ptr;
}

Veja funcionando no ideone. E no Coding Ground. Também coloquei no GitHub para referência futura.

O ponteiro não é convertido automaticamente e o que está mandando fazer é imprimir seu valor, ou seja um endereço, e para pegar o dado efetivo não é algo tão simples.

Também pode ser observado que para acessar um membro pela referência usar-se o operador . e para o ponteiro usa-se o -> que faz a derreferência automaticamente.

A referência está recebendo o valor da string e não um ponteiro, note que teve que fazer a derreferência, não está armazenando na variável sequer a mesma coisa, então a comparação é laranjas com bananas. E não sei se deveria aceitar, mas é fato que aceita.

Se falhar a alocação virá um nulo e uma referência não aceita valor nulo em, condições normais. Acho até algo que deveria ser proibido, então não use.

Uma referência é um const * e não pode ser mudado, um ponteiro é livre.

Não use ponteiros ou referências sem necessidade. Sei que este é um exercício, mas neste caso foi sem necessidade. Se fosse fazer algo real jamais faria isto, então estamos avaliando algo que pode fazer, não que deve. Só use o que pode justificar.

Este é um caso que só está disfarçando o uso de um ponteiro, porque o new devolve um ponteiro e não uma referência. Então não o use para isto. Referência são úteis quando são criadas por conta própria, quando o dado está no stack. Só porque funciona, não quer dizer que deve usar.

Veja mais em Qual a diferença entre ponteiro e referência?. Também é útil: Quando devo escolher entre utilizar ou não um ponteiro ao criar um objeto?. E ainda: Em que realmente são usados ponteiros em C++?.

Nem falei que é melhor usar um smart pointer (veja mais) no lugar de ponteiro bruto.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.