3

Há alguma diferença significativa entre esses dois métodos?

MyClass &ref = (*(new MyClass));
MyClass *ptr = (new MyClass);

1 Resposta 1

2

Se você mandar imprimir já vê uma diferença:

#include <iostream>
#include <string>
using namespace std;

int main() {
    string &ref = *new string("teste");
    //string &ref2 = nullptr;
    string *ptr = new string("teste");
    cout << ref << endl;
    cout << ref.length() << endl;
    cout << ptr->length() << endl;
    cout << &ref << endl;
    cout << ptr;
}

Veja funcionando no ideone. E no repl.it. Também coloquei no GitHub para referência futura.

O ponteiro não é convertido automaticamente e o que está mandando fazer é imprimir seu valor, ou seja um endereço, e para pegar o dado efetivo não é algo tão simples.

Também pode ser observado que para acessar um membro pela referência usar-se o operador . e para o ponteiro usa-se o -> que faz a derreferência automaticamente.

A referência está recebendo o valor da string e não um ponteiro, note que teve que fazer a derreferência, não está armazenando na variável sequer a mesma coisa, então a comparação é laranjas com bananas. E não sei se deveria aceitar, mas é fato que aceita.

Se falhar a alocação virá um nulo e uma referência não aceita valor nulo em, condições normais. Acho até algo que deveria ser proibido, então não use.

Uma referência é um const * e não pode ser mudado, um ponteiro é livre.

Não use ponteiros ou referências sem necessidade. Sei que esse é um exercício, mas neste caso foi sem necessidade. Se fosse fazer algo real jamais faria isso, então estamos avaliando algo que pode fazer, não que deve. Só use o que pode justificar.

Esse é um caso que só está disfarçando o uso de um ponteiro, porque o new devolve um ponteiro e não uma referência. Então não o use para isto. Referência são úteis quando são criadas por conta própria, quando o dado está na stack. Só porque funciona, não quer dizer que deve usar.

Veja mais em Qual a diferença entre ponteiro e referência?. Também é útil: Quando devo escolher entre utilizar ou não um ponteiro ao criar um objeto?. E ainda: Em que realmente são usados ponteiros em C++?.

Nem falei que é melhor usar um smart pointer (veja mais) no lugar de ponteiro bruto.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.