5

Em uma outra questão (Em trigger temos INSERTED, DELETED, mas e o “UPDATED”? ) surgiu essa dúvida quanto a forma execução do banco de dados, devido a forma que a trigger acessa um registro alterado.

Dúvidas

Quanto a um UPDATE (não em uma trigger), gostaria de saber:

  • Quando fazemos um UPDATE o banco deleta e depois insere novamente o registro?
  • Isto ocorre em todos os bancos?
  • Sei que em SQL Server isso acontece dessa forma mesmo, tem registos no DELETED , que correspondem ao registo anterior, e no INSERTED que correspondem ao novo registo. – João Martins 28/08/18 às 14:14
  • @JoãoMartins onde são guardados esses registos DELETED e INSERTED? – Luís Almeida 28/08/18 às 14:15
  • São "tabelas" que estão disponíveis apenas dentro do próprio trigger. Exemplo: SELECT * FROM inserted irá devolver os registos que foram inseridos na tabela a que o trigger está associado. – João Martins 28/08/18 às 14:18
  • @JoãoMartins Importante ter dito, alterei a resposta para não parecer que é sobre trigger! – rbz 28/08/18 às 14:20
7

Pode ser. Depende! Não é igual em todos os sistemas gerenciadores de banco de dados.

Em certo sentido é sim, mas não quer dizer que precisa ser fisicamente assim. É um detalhe de implementação.

Em bancos de dados que usam MVCC é assim (boa parte dos DBs são assim ou usam um mecanismo parecido), ele nunca escreve por cima do que existe, sempre cria um novo, assim facilita muito a concorrência e o isolamento.

E pode ser mais adequando para lidar com mudanças na chave, afinal os dados costumam ser organizados em árvores com chaves e valores (o valor costuma ser uma tupla, termo oficialmente usado na área) e se a chave muda o local da árvore onde o a tupla deve estar muda de lugar, portanto deve deletar de onde está e inserir em local novo. Pode ser a árvore da chave primária, ou das secundárias.

Mas há esquemas que isto não é tão verdade. Eu conheço alguns bancos que não são assim. Porém eles têm outros problemas. A própria deleção é complicada e muitas vezes ela nem acontece online, então o registro a ser apagado é apenas marcado com inválido e no futuro faz-se uma limpa em lote em tudo o que está marcado, uma espécie de coleta de lixo.

Mas em índices secundários eu acho que sempre é assim. Não vejo como não ser em condições normais. Não que não seja possível, mas é esquisito e não me parece uma solução muito realista. Entenda que a tabela normal que todos chamam costuma ser a própria chave primária, ao contrário do que muita gente pensa, ela também costuma ser um índice.

Mas em geral é mais um INSERT seguido de um DELETE, até para ser mais fácil de lidar com atomicidade. Só quando a inserção é completa e feito tudo o que precisa é que ele pode considerar que o antigo deva ser deletado.

Em caso de uso do trigger é inserido algo novo e depois do fim da operação é deletado o antigo, por isso ambos são visíveis. Alias este é mais um motivo para serem operações separadas.

Veja mais sobre índices:

  • Respondida e dada lição de casa! – rbz 28/08/18 às 15:35
0

Nao , UPDATE é uma alteração de um campo do banco , que em sua operação não é realizado um delete antes , isto é visível quando voce faz uma trigger e voce consegue pegar a informanção que esta sendo alterada e comparar com a antiga (NEW e OLD) e voce tambem pode verifica que o banco tem um campo senquencial chamado ID que ele nao é alterado diferentemente de quando vc deleta e insere

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.