0

Estou fazendo um projeto de aplicativo para celular. Usando Python e Kivy. Meu projeto tem três classes principais a serem salvas em um banco de dados (é uma aplicação de venda de ingressos): Ingressos, Eventos e Usuários.

Pesquisando, vi que o JSON a principio é bem fácil de trabalhar, e ele é recomendado na documentação do Kivy como um dos métodos usuais de permanência de dados.

Porém me surgiram algumas dúvidas (que eu, infelizmente, não consegui sanar em pesquisas simples ou na documentação). A principal: é viável manter JSON como meu banco de dados? Considerando que o app possa crescer em números.

Devo fazer um arquivo JSON para cada classe ? (um para usuários, um para ingressos e um para eventos)

É isso. Se tiverem alguma recomendação de leitura que possa me sanar essas dúvidas, eu agradeço muito. Estou começando com as 3 tecnologias, isso deve justificar as dúvidas simples.

Desde já, obrigado pela atenção.

fechada como principalmente baseada em opiniões por Bacco 8/08 às 11:45

Várias perguntas boas geram algum grau de opinião com base na experiência de especialistas, mas as respostas a esta pergunta tenderão a ser quase que completamente baseadas em opiniões e não em fatos, referências ou experiência específica. Conheça as regras na central de ajuda e edite a pergunta para que fique adequada.

  • 2
    JSON é uma mera especificação de formato. Database são dados armazenados em algum lugar (independente de formato, tem a questão de armazenamento); Seria legal você editar e explicar melhor a relação que pretende entre as duas coisas pra ficar mais fácil de entender o problema de fato. Um JSON por si só não tem como ser um Database. – Bacco 22/08/18 às 23:07
  • Não sei como editar isso para melhorar o entendimento. Mas acho que você já me ajudou. JSON então é só um formato? Que tecnologia eu poderia usar junto a ele então para ter um banco de dados funcional ? – Giovane Machado 22/08/18 às 23:09
  • 2
    Precisa gravar os dados em algum lugar. Se é Python e vai armazenar localmente (no próprio dispositivo que roda a aplicação), tem o SQLite, que é poderoso e super leve. – Bacco 22/08/18 às 23:12
  • 1
    Nesse caso o JSON pode ser um formato para "conversar" com o servidor remoto, onde rodará o DB. json.org - lá a aplicação decodificará o JSON e fará as operações num DB. – Bacco 22/08/18 às 23:17
  • 1
    Seria legal uma busca aqui no site mesmo, e uma espiada nos itens relacionados aí ao lado: pt.stackoverflow.com/q/272434/70 – Bacco 22/08/18 às 23:28
2

Complementando o Alex Ayub:

Se seu banco de dados é relacional (isto é, cada dataset é uma tabela com colunas fixas) então você pode usar o SQLite (import sqlite3 as lite). Porém, se você pretende manter esse aplicativo (e a base) num seridor tipo da AWS (e está preocupado em escalabilidade, conformidade e adm em geral) você deverá usar o AWS RDS (nesse caso terá que usar o MySQL ou outra solução de servidor como SQL Server ou o Maria DB, etc; mas não o SQLite).

1

JSON é um formato , por exemplo :

Cliente = {
  Nome: 'Fulano',
  Sobrenome: 'teste',
  Idade: 36
}

Este é um exemplo de json, ele é um formato, aliás hoje padrão para se trabalhar com a comunicação entre FrontEnd e BackEnd(Apis), o padrão de envio e recebimento dos dados entre as partes transitam neste formato na maioria das vezes, ainda mais com o padrão restful das API's. Como dito acima é um formato, hoje existem bancos de dados NOSQL que trabalham quase que instantaneamente com JSON, pois funcionam com o mesmo padrão de documentos, por exemplo o MongoDB. Mas se você quiser gravar em um banco de dados, basta colocar o JSON no padrão que você quer e que o banco de dados que você escolheu entenda, então salve os dados.

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.