0

Escrevi uma função em php para fazer o upload de arquivos, rodando localhost ela funciona normal criando o diretório correto, porem no servidor ele cria errado, se passo o caminho: home\banners, ela cria uma pasta com o nome bootstrap..\assets e não salva o arquivo, é como se a função não estivesse fazendo uso do terceiro parâmetro do mkdir(path, mode, recursive = true), segue a função:

// arquivo config.php
define('DP', DIRECTORY_SEPARATOR);
define('UPLOAD_DIRECTORY', __DIR__ . '\..\assets' . DP);

// arquivo controllers.php
public function saveUploadFile(string $uploaddirectory = '', UploadedFile $file)
{
    // PEGA EXTENÇÃO DO ARQUIVO
    $_['ext'] = pathinfo($file->getClientFilename(), PATHINFO_EXTENSION);
    // RENOMEIA PARA NUMERO EXADECIMAL ALEATORIO
    $_['rename'] = bin2hex(random_bytes(16));
    // JUNTA NOME DO ARQUIVO + EXTENSÇÃO
    $image = sprintf('%s.%0.8s', $_['rename'], $_['ext']);
    // CRIA PATH QUE SERA SALVA A IMAGEM        
    $_['path'] = UPLOAD_DIRECTORY . $uploaddirectory;       
    // SE NÃO EXISTE DIRETORIO CRIAR
    if( !is_dir( $_[ 'path' ] ) ) {
        if( !mkdir( $_['path'], 0777, true ) ){
            exit('falha ao criar arquivo no diretorio '. $_['path']);
        }
    }
    // MOVE ARQUIVO PARA O PATH
    $file->moveTo($_['path'] . DP . $image);
    // DEVOLVE CAMINHO ONDE IMAGEM FOI SALVA
    return $_['path'] . DP . $image;
}

Estrutura das pastas:

root
  ├── app
  │    └── Controllers
  │            └── Controllers.php
  ├── bootstrap
  │     └── Config.php
  └── assets
       └── // imagens devem ficar aqui

1 Resposta 1

2

Troque:

\..\assets

Por:

/../assets

Aliais nem precisa usar:

define('DP', DIRECTORY_SEPARATOR);

Tanto Windows quanto Linux aceitam /, então faça tudo assim:

// arquivo config.php
define('UPLOAD_DIRECTORY', __DIR__ . '/../assets/');

// arquivo controllers.php
public function saveUploadFile(string $uploaddirectory = '', UploadedFile $file)
{
    // PEGA EXTENÇÃO DO ARQUIVO
    $_['ext'] = pathinfo($file->getClientFilename(), PATHINFO_EXTENSION);
    // RENOMEIA PARA NUMERO EXADECIMAL ALEATORIO
    $_['rename'] = bin2hex(random_bytes(16));
    // JUNTA NOME DO ARQUIVO + EXTENSÇÃO
    $image = sprintf('%s.%0.8s', $_['rename'], $_['ext']);
    // CRIA PATH QUE SERA SALVA A IMAGEM        
    $_['path'] = UPLOAD_DIRECTORY . $uploaddirectory;       
    // SE NÃO EXISTE DIRETORIO CRIAR
    if( !is_dir( $_[ 'path' ] ) ) {
        if( !mkdir( $_['path'], 0777, true ) ){
            exit('falha ao criar arquivo no diretorio '. $_['path']);
        }
    }
    // MOVE ARQUIVO PARA O PATH
    $file->moveTo($_['path'] . '/' . $image);
    // DEVOLVE CAMINHO ONDE IMAGEM FOI SALVA
    return $_['path'] . '/' . $image;
}

extras

Agora sobre o uso de $_['ext'], $_['path'], etc, realmente não sei porque fazer isto, as variaveis já estão isoladas no escopo de saveUploadFile, não tem porque ficar criando um array, outra coisa sua array nem esta iniciada, deveria ter algo assim:

public function saveUploadFile(string $uploaddirectory = '', UploadedFile $file)
{
    // PEGA EXTENÇÃO DO ARQUIVO
    $_ = array();

Porque se não tiver provavelmente você vai encher o log do PHP com vários warnings sem necessidade, ainda sim seria mais pratico só criar as vars diretamente, já que esta no escopo do método, não tem necessidade de arrays.

Outra ciosa que não tem sentido são os parâmetros:

saveUploadFile(string $uploaddirectory = '', UploadedFile $file)

Não tem porque o primeiro parametro ser opicional, na verdade é impossivel ele ser opicional, ou seja não tem como passar o segundo sem passar o primeiro, o certo seria:

saveUploadFile(string $uploaddirectory, UploadedFile $file)

O resultado final seria isto:

// arquivo config.php
define('UPLOAD_DIRECTORY', __DIR__ . '/../assets/');

// arquivo controllers.php
public function saveUploadFile(string $uploaddirectory, UploadedFile $file)
{
    // PEGA EXTENÇÃO DO ARQUIVO
    $ext = pathinfo($file->getClientFilename(), PATHINFO_EXTENSION);

    // RENOMEIA PARA NUMERO EXADECIMAL ALEATORIO
    $rename = bin2hex(random_bytes(16));

    // JUNTA NOME DO ARQUIVO + EXTENSÇÃO
    $image = sprintf('%s.%0.8s', $rename, $ext);

    // CRIA PATH QUE SERA SALVA A IMAGEM        
    $path = UPLOAD_DIRECTORY . $uploaddirectory;

    // SE NÃO EXISTE DIRETORIO CRIAR
    if( !is_dir( $path ) ) {
        if( !mkdir( $path, 0777, true ) ){
            exit('falha ao criar arquivo no diretorio '. $path);
        }
    }

    // MOVE ARQUIVO PARA O PATH
    $file->moveTo($path . '/' . $image);

    // DEVOLVE CAMINHO ONDE IMAGEM FOI SALVA
    return $path . '/' . $image;
}
  • 1
    era isso mesmo, as barras invertidas corrigi outras partes do código também e agora esta criando corretamente, obrigado! – Hebert Lima 22/08/18 às 21:03
  • 2
    @HebertLima então não use as coisas no automatico, use quando necessárias :) ... no caso escrever / é escrever bem menos que escrever DIRECTORY_SEPARATOR ou DS – Guilherme Nascimento 23/08/18 às 17:08
  • 2
    Caro @MarcosXavier boas praticas é sinônimo de mitos em programação, tem muita coisa que é engano, as pessoas entendem da linguagem mas não entendem da arquitetura do sistema operacional, então inventam fabulas sobre porque deve usar de forma X ou de forma Y. A questão é entender a necessidade de uma feature e o objetivo pelo que foi criado, até mesmo em frameworks grandes eu já encontrei "redundâncias" que você percebe que é por confusão do DEV ou porque simplesmente as pessoas seguem "receitas de bolo", mas não aprendem de fato a essência. – Guilherme Nascimento 25/08/18 às 1:32
  • 2
    Caro @MarcosXavier o problema é gente seguindo receita de bolo sem aprender o básico e aprender a essência, pra mim você não esta discordando de mim, na verdade você não esta é entendendo a raiz do problema que eu quero falar – Guilherme Nascimento 28/08/18 às 18:34
  • 2
    Sempre costumo dizer (tem muitas referências no próprio site, se pesquisar) que a expressão "Boas práticas" geralmente vem acompanhadas de besteira. O tempo anda solidificando essa experiência (já são 30 anos na área, tem coisa que é tiro e queda). As "boas práticas" simplesmente não existem. Se você tem uma razão pra fazer algo, é pela razão (e você diz qual é). Se não diz a razão real, é pq não sabe ao certo. Se tiver algo que você realmente acha "boa prática", não precisa de um nome novo para aquilo. Digo isso para abrir a mente dos colegas que infelizmente vão ouvir muito a frase por aí. – Bacco 28/08/18 às 18:43

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.