6
public Action<string> Escrever = (texto) => 
{
        Console.WriteLine(texto);

};

Podendo chamar assim

 Escrever.Invoke("Algum texto aqui dentro");

VS

public string Escrever(string texto)
{
   Console.WriteLine(texto);
}

Podendo chamar assim

Escrever("Algum texto aqui dentro");

ou ainda

public Func<int, int, int> Soma = (n1, n2) => {
    return n1 + n2;
};

Podendo chamar assim

Soma.Invoke(1,2);

VS

public int Soma(int n1, int n2)
{
   return n1 + n2;
}

Podendo chamar assim

Soma(1,2)

Em que situações devo usar umas e outras?

Qual as formas mais eficientes?

  • Eu acho que isso não tem a ver com método ser diferente, você está apenas definindo que o retorno de Escrever será da classe Action usando string como constraint. – Wallace Maxters 22/08/18 às 14:58
  • 1
    O segundo caso, geralmente Func é usado para definir funções locais (ou anônimas, não sei bem como se chama em C#). Lembra muito as closures do PHP e javascript. – Wallace Maxters 22/08/18 às 15:00
4

Por padrão use métodos, ele tem a menor indireção possível. Se for um método estático ou de instância simples há apenas a indireção mínima necessária que é mandar para a parte do código onde ele está escrito ou até em alguns casos com otimizações ele pode até eliminar isto e copiar o código e ser mais rápido, fora que é um mecanismo bastante simples.

Quando precisa que o método seja personalizado em uma classe que deriva da sua aí precisa deixar o método virtual. neste caso praticamente impede a otimização e existe um nível extra de indireção para descobrir qual é o tipo concreto do objeto antes de decidir que método chamar, se é da classe base ou derivada. Isto é o tal do polimorfismo.

Mas pode ser que precise de uma personalização maior, pode querer que cada instâncias do objeto tenha uma ação personalizada naquele método, não basta só deixar a classe derivada personalização a implementação do método. Neste caso você precisa ter uma infraestrutura dentro da instância que controle isto, e é aí que o método anônimo entra.

Esta forma criar uma variável que é de um tipo delegate, então ela é um indireção extra como o virtual é, e hoje nunca pode ser otimizado, mesmo no futuro poucos casos seriam possíveis e com custo alto para o compilador.

Feito isto você tem a implementação do campo Escrever ou Soma como um objeto que terá como seu valor básico a implementação de um método, que nada mais é que um corpo de um método normal, mas ele não terá um nome vinculado nele estaticamente.

Desta forma você pode criar um objeto e colocar a implementação que quiser e mudar a execução. Pode determinar um jeito diferente de fazer a tal escrita ou soma que é para fazer. Pode inclusive trocar no meio da execução. Na forma declarada, o valor está livre para ser trocado, assim como uma variável qualquer do tipo int ou string, então pode mandar dizer que "agora" o método a ser executado tem outra implementação, por exemplo:

objeto.Escrever => Write($"Tenho um texto para te dizer: {texto}");

Isto não executará nada, só mudará o valor do campo Escrever. Para executar isto tem que chamar:

objeto.Escrever()

Não é necessário usar o Invoke().

Em geral você não quer que a implementação seja mudada no objeto no meio da sua execução, então pode fazer assim:

public readonly Action<string> Escrever;

E depois no construtor fazer algo assism:

this.Escrever = (texto) => WriteLine(texto);

O this provavelmente não é necessário, foi mais para ilustrar.

Se fizer só

public readonly Action<string> Escrever = (texto) => WriteLine(texto);

não faz sentido, neste caso é melhor usar um método normal, afinal você não pode personalizar em nenhum momento que seria o objetivo disto.

E se fizer

public static readonly Action<string> Escrever = (texto) => WriteLine(texto);

aí é só um jeito muito mais complicado e ineficiente de fazer

public void Escrever(texto) => WriteLine(texto);

Tem algumas perguntas que explicam melhor o mecanismo interno da função anônima, principalmente me . E tem também outras que falam sobre o carregamento de variáveis em clausura.

Ambos podem usar a sintaxe tipo lambda (=>) e tornar o código menos verboso.

public Func<int, int, int> Soma = (n1, n2) => n1 + n2;

public int Soma(int n1, int n2) => n1 + n2;

Veja mais em:

  • public int Soma(int n1, int n2) => n1 + n2; Só se aplica quando apenas tem uma linha? – Amadeu Antunes 22/08/18 às 15:39
  • Sim, embora dê pra usar algum truque para mais, mas é abuso. – Maniero 22/08/18 às 15:40
  • mostra então :) – Amadeu Antunes 22/08/18 às 15:40
  • Serei processado por atentado ao puder :D – Maniero 22/08/18 às 15:41

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.