1

Tenho uma função __autolader que deve pegar a pasta ['Conn','etc'], porém a mesma não funciona no meu ambiente Ubuntu 14.04 Lamp, e funciona bem no Windows 7 WAMP. Já fiz vários debugs sem resultado, como resolver esse problema?

function __autoload($Class) {

    $cDir = ['Conn'];
    $iDir = null;

    foreach ($cDir as $dirName):
        if (!$iDir && file_exists(__DIR__ . "\\{$dirName}\\{$Class}.class.php") && !is_dir(__DIR__ . "\\{$dirName}\\{$Class}.class.php")):
            include_once (__DIR__ . "\\{$dirName}\\{$Class}.class.php");
            $iDir = true;
        endif;
    endforeach;

    if (!$iDir):
        trigger_error("Não foi possível incluir {$Class}.class.php", E_USER_ERROR);
        die;
    endif;
}
2

Para evitar problemas com o tipo de barra, você pode usar a constante pré-definida DIRECTORY_SEPARATOR dessa forma:

foreach ($cDir as $dirName):
    if (!$iDir && file_exists($file = __DIR__ . DIRECTORY_SEPARATOR . $dirName . DIRECTORY_SEPARATOR . $Class . '.class.php') && !is_dir($file)):
        include_once ($file);
        $iDir = true;
    endif;
endforeach;

Isso garante compatibilidade entre sistemas diferentes...

Um viva ao Windows que aceita qualquer tipo de barra!!! \o/

2

OK! Conseguir solucionar! Invertendo as barras!! Fica a dica!

foreach ($cDir as $dirName):
        if (!$iDir && file_exists(__DIR__ . "//{$dirName}//{$Class}.class.php") && !is_dir(__DIR__ . "//{$dirName}//{$Class}.class.php")):
            include_once (__DIR__ . "//{$dirName}//{$Class}.class.php");
            $iDir = true;
        endif;
    endforeach;
  • 1
    poderia usar a função realpth() para "canonicalizar". – Daniel Omine 13/09/14 às 3:27
  • 1
    Quase lá... Canonizar ^_^ – Bruno Augusto 13/09/14 às 14:21
  • @DanielOmine quase lá² : realpath() xD – gmsantos 14/09/14 às 21:23
  • haha desculpe, não sabia como escrever em português, por isso coloquei entre aspas. – Daniel Omine 15/09/14 às 7:45
2

Se você não quer mais ter problemas com esse tipo de situação eu recomendo o uso de um AutoLoader pronto. Minha dica é utilizar o AutoLoader do Composer, para isso você tem que instalar o mesmo.

Instalando o Composer

Para instalar o Composer basta rodar uma linha de comando, mais nada! Tem outras maneiras de instalar o Composer, mais vou mostrar a que eu mais gosto.

Execute o seguinte comando na raiz do seu projeto:

$ curl -sS https://getcomposer.org/installer | php

Ou

php -r "readfile('https://getcomposer.org/installer');" | php

Lembrando que se você que utilizar a segunda opção você tem que executar o PHP para isso coloque a pasta dele em variáveis de ambiente ou passe o caminho dele na hora de executar o comando.

Pronto agora você está com o Composer instalado no seu projeto! Agora só precisamos pedir para ele instalar as dependências em seu projeto e ao instalar as dependências ele irá instalar um AutoLoader automaticamente.

Instalando as dependências

Primeiro você tem que ter o arquivo de configuração do Composer. Na raiz do seu projeto crie o seguinte arquivo:

composer.json

{
    "name": "fabio/autoload",
    "description": "Ensinando Autoload",
    "type": "project",
    "license": "MIT",
    "authors": [
        {
            "name": "Fábio Lemos Elizandro",
            "email": "fabio@elizandro.com.br"
        }
    ],
    "autoload": {
        "psr-0": {
            "": ""
        }
    },
    "require": {}
}

Veja que eu não declarei nenhuma dependência pois estou somente interessado no AutoLoader. Após criar este arquivo execute o seguinte comando na raiz do seu projeto:

$ php composer.phar install 

Ou

$ php composer.phar update

Isso vai depender da sua intenção.

Configuração alternativa

Você pode configurar o AutoLoader do seu projeto, uma configuração que eu utilizo é a seguinte:

"autoload": {
        "psr-0": {
            "": "src/"
        }
    },

Agora eu posso deixar meus códigos fontes dentro do diretório sem precisar incluir o mesmo no namespace.

Utilizando o AutoLoader

Vou deixar um exemplo de utilização simples que é um index.php instanciando uma classe

Classe de exemplo

//src/Response.php
class Response 
{
    private $content;

    public function setContent($content)
    {
        $this->content = $content;
    }
    public function flush()
    {
        echo $this->content;
    }
}

Index

//index.php
require "vendor/autoload.php";

$response = new Response();

$response->setContent('teste');
$response->flush();

NOTA: Esse mini tutorial é válido para PHP >= 5.3, não sei como é o comportamento para versões mais antigas

  • Faltou o mais importante: require_once('vendor/autoload.php') na página pública que irá executar sua aplicação. Ou a ideia é expor todo o código da aplicação na pasta pública? É interessante usar uma implementação pronta, só que é mais interessante ainda conhecer como ela funciona. – gmsantos 14/09/14 às 12:40
  • Nota: se não for trabalhar com códigos que precisem funcionar em versões do php sem suporte a namespaces (< 5.2) prefira usar a PSR-4. – gmsantos 14/09/14 às 12:43
  • @gmsantos realmente esqueci de colocar o exemplo – Fábio Lemos Elizandro 14/09/14 às 21:14
  • @gmsantos nunca utilizei PHP menor que 5.3, então coloquei uma nota no final da resposta. Obrigado – Fábio Lemos Elizandro 14/09/14 às 21:25
  • Mesmo com a edição, prefira o psr4 ao invés do psr0. – gmsantos 14/09/14 às 21:31

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.