0

Estou desenvolvendo alguns middlewares e ao me aprofundar no código fonte do Django me deparei com o seguinte:

class MiddlewareMixin:

    def __init__(self, get_response=None):
        self.get_response = get_response
        super().__init__()

    def __call__(self, request):
        response = None
        if hasattr(self, 'process_request'):
            response = self.process_request(request)
        response = response or self.get_response(request)
        if hasattr(self, 'process_response'):
            response = self.process_response(request, response)
        return response

Essa classe é usada para compatibilidade com versões anteriores do Django, mas o que me chamou a atenção foi a chamada: super().__init__() quando a mesma não possui uma classe base. Alguém poderia me explicar o porquê disso?

7

Na verdade, o super do Python faz mais do que localizar os ancestrais explícitos de uma classe. Se ele fizesse só isso, poderia muito bem nem existir - era só sempre colocar a classe pai explicitamente no código - o super inclusive deixaria isso menos explícito, e talvez fosse melhor nem usar.

O que o super faz de verdade é achar a linha de herança correta em hierarquias de herança múltipla - aí que está a mágica dele!

Perceba que essa classe é um "mixin" - em Python, em geral classes desse tipo se destinam a sere combinadas com outros "mixin" numa hierarquia comum - e o diagrama de herança não só tende a ficar complicado, como nõa tem nem como ser previsto por quem escreve o mixin - (ainda mais nesse caso que são coigos escritos em momentos diferentes - o mixin está no framework, e o código que vai herdar dele vai ser escrito pelo usuário do framework, junto com as classes próprias do sistema lá).

Agora, se todos os métodos relevantes chamarem o seu ancestral com o super, não importa a ordem de composição da classe final: todos os métodos vão ser executados.

E sim, todas as classes herdam de object, então mesmo que essa seja a última classe colocada na hierarquia de heranças, o super chamado a partir dela ainda vai chamar o método correspondente em object

Python tem um algoritmo muito bacana para determinar a ordem de chamada de métodos, normalmente referido só pela sigla em inglês "mro" (method resolution order). Formalmente ele é complicadinho, mas intuitivamente, ele faz "a coisa certa". Esse artig que eu linkey é a documentação oficial do algoritmo.

No programa, essa ordem fica explícita em qualquer classe no atributo __mro__ - essa é a ordem de ancestralidade considerada quando o super() faz a sua chamada.. Se você achar código com alguma classe que faça uso desse mixin, e imprimir <nome_da_classe>.__mro__ vai ver ela lá no meio.

Aqui tem um exemplo de uma hierarquia de classes com herança múltipla- veja como todos os métodos __init__ são chamados:

class Base:
    def __init__(self):
        print(__class__.__name__)
        super().__init__()

class MixinBranch1(Base):
    def __init__(self):
        print(__class__.__name__)
        super().__init__()

class MixinBranch2(Base):
    def __init__(self):
        print(__class__.__name__)
        super().__init__()


class Branch1(MixinBranch1):
    def __init__(self):
        print(__class__.__name__)
        super().__init__()

class Final(MixinBranch2, Branch1):
    def __init__(self):
        print(__class__.__name__)
        super().__init__()

E no modo interativo:

In [177]: Final.__mro__
Out[177]: 
(__main__.Final,
 __main__.MixinBranch2,
 __main__.Branch1,
 __main__.MixinBranch1,
 __main__.Base,
 object)
In [178]: Final()
Final
MixinBranch2
Branch1
MixinBranch1
Base

(esse exemplo usa uma outra feature pouco conhecida do Python 3 que é a variável mágica __class__ (não confundir com self.__class__) - __class__ é uma referência automática para a classe onde está o código que faz uso dela, não importa se o método foi chamado de uma sub-classe.)

1

Toda classe possui uma classe base. Quando você não especifica a classe base, automaticamente a classe herda de object que é a classe "pai de todos":

>>> class Foo:
...     pass
... 
>>> print(Foo.__mro__)
(<class '__main__.Foo'>, <class 'object'>)

No seu exemplo o super() está chamando o __init__ de object (que não faz nada, mas existe). Ele foi colocado ali para que, no caso de uma herança múltipla, todos os __init__ sejam executados.

  • não é a "razão de ser" do super. – jsbueno 6/08/18 às 13:16

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.