5

Eu acompanho de perto todo o desenvolvimento do Angular. Sei que a terceira geração do motor de renderização (o Ivy, codinome para o Render 3) será lançada logo.

No geral, os objetivos para esse novo renderer são: inserir a descrição da imagem aqui

Como pode-se ver no diagrama acima, uma das promessas deste novo motor é a redução do bundle size, e pelo que eu entendi a técnica usada para essa redução é o "Tree-Shaking".

O que exatamente o Tree-Shaking faz?

Como ele pode ser usado em outros projetos TypeScript? (pelo que eu li há uma correlação entre TypeScript e esta técnica)

6

Na verdade em geral se aplica a JavaScript, ou mais precisamente à geração de código JavaScript "otimizado". O código original pode estar em TypeScript, JavaScript mesmo, ou outra linguagem. Segundo a Wikipedia o conceito surgiu no contexto do LISP, nos anos 1990, mas se trata da solução para um problema comum em linguagens dinâmicas. É bem provável que o conceito seja mais antigo do que essa troca de mensagens na Usenet.

O nome vem da ideia de chacoalhar uma árvore (tradução de tree shaking) para derrubar as frutas podres e as folhas mortas. Em programação é uma metáfora para eliminação de código morto, que existe em seu projeto mas não é utilizado na prática. Pense no monte de tralha que o npm e outros incluem na sua base de código.

A metáfora é a de uma árvore porque isso é feito construindo a árvore de dependências do seu código, que diz qual módulo/arquivo depende de quais outros. Geralmente o algoritmo de tree shaking vai percorrer seu código a partir de um ou mais pontos de entrada (arquivos), e marcar os outros arquivos que vão sendo citados por import, montando uma árvore com os módulos efetivamente utilizados no código.

Referências (em inglês)

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.