16

Estou desenvolvendo uma aplicação web para rodar no linux.

No meu projeto o visitante do meu site poderá enviar imagens quantas vezes ele quiser. Minha estrutura de pastas para upload de imagens será separada por ano/mês. Parecido com a estrutura do WordPress para uploads de arquivos:

/wp-content/uploads/2014/09/imagem.jpg

A pergunta é:
Existe um limite de quantidade de arquivos em uma única pasta? Se por exemplo em um único mês eu tiver no meu site 1.000.000 de imagens na pasta 2014/09?
Outra pergunta:
Se houver muitos arquivos em uma pasta, o desempenho fica comprometido ao solicitar um arquivo na pasta?

Creio que depende do sistema de arquivo e as vezes fico me perguntando: Como as grandes empresas como facebook e google lidam com quantidade de arquivos e pastas?

27

Existe sim um limite, mas quem impõe isso não é o sistema operacional, e sim o sistema de arquivos. Verifique qual sistema de arquivos seu servidor usa, e busque pela sua quantidade máxima de arquivos por pasta. Nessa resposta no SOen tem vários, mas não todos, de modo que alguma pesquisa adicional pode ser necessária. Vou transcrever a lista aqui, e complementar com alguns mais:

FAT32:

  • Máximo número de arquivos: 268,173,300
  • Máximo número de arquivos por pasta: 216 - 1 (65,535)
  • Máximo tamanho de arquivo: 2 GiB - 1 sem LFS, 4 GiB - 1 com

NTFS:

  • Máximo número de arquivos: 232 - 1 (4,294,967,295)
  • Máximo tamanho de arquivo
    • Implementação: 244 - 26 bytes (16 TiB - 64 KiB)
    • Teórico: 264 - 26 bytes (16 EiB - 64 KiB)
  • Máximo tamanho de volume
    • Implementação: 232 - 1 clusters (256 TiB - 64 KiB)
    • Teórico: 264 - 1 clusters

ext2:

  • Máximo número de arquivos: 1018
  • Máximo número de arquivos por pasta: ~1.3 × 1020 (problemas de performance a partir de uns 10.000)
  • Máximo tamanho de arquivo
    • 16 GiB (blocos de tamanho 1 KiB)
    • 256 GiB (blocos de tamanho 2 KiB)
    • 2 TiB (blocos de tamanho 4 KiB)
    • 2 TiB (blocos de tamanho 8 KiB)
  • Máximo tamanho de volume
    • 4 TiB (blocos de tamanho 1 KiB)
    • 8 TiB (blocos de tamanho 2 KiB)
    • 16 TiB (blocos de tamanho 4 KiB)
    • 32 TiB (blocos de tamanho 8 KiB)

ext3:

  • Máximo número de arquivos: min(tamanhoVolume / 213, numeroDeBlocos)
  • Máximo tamanho de arquivo: mesmo que ext2
  • Máximo tamanho de volume: mesmo que ext2

ext4:

  • Máximo número de arquivos: 232 - 1 (4,294,967,295)
  • Máximo número de arquivos por pasta: ilimitado
  • Máximo tamanho de arquivo: 244 - 1 bytes (16 TiB - 1)
  • Máximo tamanho de volume: 248 - 1 bytes (256 TiB - 1)

ReiserFS:

  • Máximo número de arquivos: 232−3 (~4 bilhões)
  • Máximo tamanho de arquivo: 1 EiB (8 TiB em sistemas de 32 bits)
  • Máximo tamanho de volume: 16 TiB

ZFS:

  • Máximo número de arquivos: ilimitado
  • Máximo número de arquivos por pasta: 248
  • Máximo tamanho de arquivo: 16 exbibytes (264 bytes)
  • Máximo tamanho de volume: 256 trilhões de yobibytes (2128 bytes)

Quanto à performance, também vai depender do sistema de arquivos, mas a princípio eu diria que não há problema: se você tem um nome de arquivo completo, carregá-lo, salvá-lo etc não depende de quantos arquivos há na pasta. É na hora de enumerá-los que a coisa fica complicada. De acordo com essa resposta no serverfault, o problema é mais significativo nos sistemas de arquivos mais antigos, onde não se previa um número muito grande de arquivos.

  • NTFS: Embora ele possa armazenar 4 bilhões de arquivos por pasta, ele degrada relativamente rápido - por volta de mil já se começa a perceber problemas de desempenho, vários milhares e o explorer vai parecer travar por um tempo considerável.

  • EXT3: o limite físico é 32 mil arquivos, mas a performance sofre após alguns milhares de arquivos também.

  • ReiserFS, XFS, JFS, BTRFS: esses são bons para muitos arquivos numa pasta já que são mais modernos e projetados para manipular muitos arquivos (os demais foram projetados na época em que os discos rígidos eram medidos em MB e não em GB). O desempenho é muito melhor pois eles usam busca binária para obter o arquivo que você quer (os outros usam um algoritmo mais linear).

(Esse último comentário me deixou meio em dúvida se minha afirmação de que a performance ao acessar um arquivo individual está mesmo correta. Ainda estou convicto de que seja assim mesmo, mas uma confirmação a partir de fontes confiáveis seria desejável.)

De todo modo, se puder evitar 1 milhão de arquivos na mesma pasta, evite. Sua proposta de agrupar os arquivos por ano e mês é boa, e pessoalmente não acredito que seja necessário agrupar também em dia. Mas se o custo de se fazer isso não for muito alto, por que não? Se por outro lado for demandar alterações significativas no seu projeto, sugiro esperar para lidar com o problema quando e se ele surgir.

  • Poderia juntar as duas respostas dos links que vc me mandou em uma única resposta e responder aqui nessa pergunta? – Slowaways 4/09/14 às 1:03
  • Acrescentaria um conhecimento enorme à comunidade SO BR! – Slowaways 4/09/14 às 1:04
  • 3
    @RowAraujo Posso sim, e vou aproveitar para dar uma pesquisada em quais sistemas de arquivos os linuxes modernos usam. – mgibsonbr 4/09/14 às 1:10
  • Obrigado pela atualização! – Slowaways 4/09/14 às 2:04
  • 1
    Olá! Obrigado pela informação, mas acessando o link do serverfault que você deu verifica-se que ele foi atualizado e a informação agora está mais atualizada com relação ao que você colocou, sugiro que os visitantes consultem a fonte citada sobretudo a respeito do ext3 em que o limite citado 32000 refere-se a subdiretórios e não à quantidade de arquivos. Abraço! – agofearth 21/02/18 às 11:29

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.