5

Eu estava vendo alguma coisas no Javascript (que pra mim parecem novidade) e acabei me deparando com um exemplo que mostrava uma função chamada uneval.

Algumas dúvidas abaixo sobre ela:

  • Essa função é nova no Javascript (estamos em 2018)?

  • Ela faz o "contrário" de eval?

  • Li também que ela não deve ser usada em produção. Usar ela traz algum risco para minha aplicação?

  • Ela funciona em quais navegadores?

  • 1
    Para nada. Próxima? Ao que parece, ela representa em string a definição de um objeto que, se utilizada com o eval, o reconstrói. Sinceramente, não consigo pensar em aplicação alguma disso. Talvez exista apenas por uma necessidade interna, visto que nem é especificada. – Woss 12/07/18 às 22:49
  • Você só consegue testar esse método no Mozilla Firefox. – Leo Caracciolo 12/07/18 às 23:09
  • 2
    uneval() método escrito por um estagiário da Mozilla. be careful. – Tobias Mesquita 12/07/18 às 23:29
  • 1
    Tem uma aplicação nesse link htmlstaff.org/ver.php?id=26934 Como dito anteriormente, só funciona no Firefox – Leo Caracciolo 12/07/18 às 23:31
  • 2
    Na documentação tá deprecated – Jefferson Quesado 13/07/18 às 1:36
4

Resposta: para nada prático.

Dado o conteúdo na internet, acredito que a função uneval tenha sido criada pela equipe da Mozilla sob alguma demanda interna e acabaram por deixando a função ali - quem sabe o Firefox até use ela para alguma coisa.

Compatibilidade

Ela é, de fato, exclusiva do Firefox e não está prevista em nenhuma especificação corrente, então não nenhum tipo de previsão ou sequer se discute implementá-la em outros navegadores, então, na prática, ela realmente não terá utilidade alguma - a menos que você tenha uma aplicação que rode exclusivamente no Firefox, tal como uma extensão do navegador, por exemplo.

Compatibilidade da função uneval no deskyop

No mobile não é diferente.

Compatibilidade da funcao uneval no mobile

Função

Mas o que ela faz? Bom, de forma simplificada, ela faz o inverso da função eval. Enquanto o eval constrói um objeto a partir de sua representação como string, a função uneval constrói uma string que representa um objeto. Por exemplo, ao fazer uneval(function foo(){}); o retorno será a string "(function foo(){})" e, sendo uma string, você pode fazer qualquer coisa que pode ser feito com uma string: exibí-la no console, enviar via HTTP, etc. No PHP, existe a função var_export que possui função bastante semelhante.

Por exemplo, você poderia mostrar o código fonte de uma função no console.log, junto com uma mensagem de erro, para facilitar o debug ou até alimentar algum outro tipo de log - estejam cientes que existem inúmeras maneiras melhores de se fazer isso, então não façam assim:

Nota: o exemplo abaixo só funcionará no Firefox pelos motivos supracitados.

function sum(a, b) {
  if (isNaN(a) || isNaN(b)) {
    throw "Desculpe, sei apenas somar números";
  }
  
  return a + b;
}

try {
  const result = sum(2, 'a');
} catch (error) {
  console.log('Falha na função sum(a, b):', error);
  console.log( uneval(sum) );
}

Assim, a saída no console seria:

Falha na função sum(a, b): Desculpe, sei apenas somar números
function sum(a, b) {
  if (isNaN(a) || isNaN(b)) {
    throw "Desculpe, sei apenas somar números";
  }

  return a + b;
}

Mas, convenhamos, nem é uma aplicação tão útil assim.

E o método Object.prototype.toString?

Ambas parecem fazer a mesma coisa: retornar a representação em string de um objeto, porém, o método toString não se preocupa em gerar uma string que seja um código JavaScript válido, enquanto a uneval sim. Se tomar a representação de ambas de um objeto JS fica fácil perceber a diferença:

const obj = new Object()

console.log(obj.toString())  // [object Object]
console.log(uneval(obj))  // ({})

Para demonstrar a validade do código JavaScript, basta aplicar a função eval:

console.log( eval(obj.toString()) )  // Erro
console.log( eval(uneval(obj)) ) // Object {  }

Embora a combinação eval+uneval recria o objeto, não significa que serão o mesmo objeto.

obj == eval(uneval(obj))  // false
  • 1
    uneval(algo) da na mesma que algo.toString()? – Costamilam 13/07/18 às 17:12
  • @GuilhermeCostamilam Não. Embora pareçam ser, o método toString não se preocupa em criar uma representação do objeto que seja código JavaScript válido. Por exemplo, pode fazer obj = new Object(); ao fazer obg.toString() você obtém [object Object], enquanto no uneval obtém ({}). – Woss 13/07/18 às 17:19
  • E algo.valueOf()? – Costamilam 13/07/18 às 17:25
  • @GuilhermeCostamilam o valueOf é completamente diferente e nem cabe nesta comparação :D – Woss 13/07/18 às 17:28
  • 1
    Você respondeu muito bem e falou justamente da parte de interesse, eu ia responder, mas acho que a sua esta tão boa que vou lhe indicar outra coisa que acho interessante citar sobre o non-starndard 'ligado' a isto: developer.mozilla.org/en-US/docs/Web/JavaScript/Reference/… – Guilherme Nascimento 20/07/18 às 18:45

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.