3

No manual da srand man srand diz que srand tem como parâmetro um unsigned int, porém ao utilizar sem cast o compilador não reclama. Tem alguma possibilidade de dar errado caso não utilizar com cast (unsigned int) ? Se sim, quais os possíveis erros ?

Um exemplo, comparando as duas linhas de código abaixo:

srand(time(NULL));
srand((unsigned int)time(NULL));
  • 1
    Compile com warning ligado. warning é erro que permite compilar mas ainda é erro. É um erro que você não precisa se preocupar em toda compilação, mas quando finalizar o programa é um erro que não pode existir. – Maniero 30/08/14 às 11:24
  • @bigown Eu sempre compilo usando gcc -Wall -pedantic -std=c99 -o saida entrada.c e nunca deixo meus códigos finalizados com warning, a não ser em casos muito extremos. Mas neste caso, o compilador não acusou nenhum warning, foi isso que eu quis dizer em "...porém ao utilizar sem cast o compilador não reclama...", reclama, no caso, seria o warning, desculpa não ter explicitado isto. – ViniciusArruda 30/08/14 às 21:03
2

Ele esta fazendo o cast implicitamente, o que nao tem problemas em alguns casos.

Por exemplo:

int x = 3;
double y = 4.5;
x = x + y;

O que acontece nesses casos e o seguinte:

1. Na soma de `x` com `y`, `x` e promovido para `double` e a soma acontece como se ambos fossem desse tipo;
2. O resultado da soma, 7.5, e convertido de volta para `int`, ja que `x` e do tipo inteiro.

Normalmente, o compilador faz essas operacoes implicitamente. Voce tambem pode fazer explicitamente, por exemplo:

int x = 65;
printf("%c\n", (char)x);

Agora, nos interpretamos x como char para imprimir, entao o seu valor da A.

Ha, contudo, casos em que esses conversoes implicitas dao errado, principalmente com ponteiros.

  • Mas e se ao invés de time(NULL) eu tivesse uma variável do tipo int que tivesse em seu conteúdo um valor negativo ? – ViniciusArruda 31/08/14 às 2:45
  • ele simplesmente iria interpretar o valor como positivo. lembre-se de que no PC não existem valores negativos, é só uma outra interpretação do valor em binário. – Lucas Virgili 1/09/14 às 3:38
  • Para ele interpretar como valores positivo, ele vai utilizar que método de conversão ? Seria complemento a 2 ou alguma outra coisa específica ? – ViniciusArruda 4/09/14 às 1:26
  • Bom, espero que caiba aqui. Um numero no computador sempre tem uma representacao em binario, certo? Vamos assumir que nosso computador tenha uma representacao com 8 bits apenas, ou seja, 8 0 ou 1. Por exemplo, o numero 7 seria: 00000111. Para representar os negativos a gente usa uma maracutaia: o bit mais a esquerda, nesse caso o 8o, vai ser 1 se o numero for negativo. Logo, -7 e 10000111. Espero que tenha ficado mais claro. – Lucas Virgili 4/09/14 às 12:08
  • Então se for 8 bits para representar os inteiros, iria de -128 até 127 ? Quando o complemento a 2 é utilizado ? – ViniciusArruda 4/09/14 às 22:38
1

Ao adicionares o header que contem a declaração da função srand() (o header stdlib.h) o compilador fica a saber qual o tipo do parametro.

Depois ele converte o tipo que usaste no tipo requerido, se possível. Se não for possível dá uma mensagem.

#include <stdlib.h>
int main(void) {
    srand(42); // ok
    srand(4.2); // ok, conversao de 4.2 para 4
    srand(srand); // NOT ok! nao é possivel converter pointers para unsigned
}

Se removeres o #include já estão todos mal embora o compilador não se queixe

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.