22

Estou passando por uma dúvida técnica em JavaScript: qual a diferença entre Object.create e new Object()? Quais os casos em que tenho que adotar um ao invés do outro?

2 Respostas 2

8

O método Object.create recebe parâmetros. O primeiro é obrigatório e será usado como protótipo do novo objeto. O segundo é um mapa de propriedades com as quais objeto já "nasce".

new Object() é uma forma mais longa e não recomendada de se dizer {}.

As três linhas de código abaixo são equivalentes:

let a = {}; // legal
let b = new Object(); // coisa de dinossauros pedantes

let c = Object.create(null); // isso pode ser útil se ao invés de nulo
                             //você passar um parâmetro.

O método create pode ser bastante útil se você usar alguma lógica mais complexa para criar seus objetos. Novamente, os dois trechos de código abaixo são equivalentes:

// forma verbosa
let foo = {};
foo.prototype = Array;

let bar = {nome: "john", idade: 21};

for (let propriedade in bar) {
    foo[propriedade] = bar[propriedade];
}

// forma curta
let foo = Object.create(Array, {nome: "john", idade: 21});
5
  • 6
    Nossa, eu uso new Object().... Me senti ofendido :p. – Edgar Muniz Berlinck 28/08/14 às 20:19
  • 2
    Coia de dinossauros pedantes foi ótimo. foo.prototype = Array não tem nem direito a apelação, vai direto para a forca. Estou sem tempo para elaborar uma resposta, mas existem algumas particularidades de cada método, por exemplo, com Object.create você pode "herdar" as propriedades de um objeto sem herdar seu protótipo, bem como fazer uma série de coisas interessantes (e.g., mixin). Para mais detalhes: MDN - Object.create(). – Anthony Accioly 28/08/14 às 20:42
  • 2
  • 1
    Oi! A sua resposta está com vários detalhes incorretos e/ou pouco precisos. Irei destacá-los aqui: 1) O segundo argumento de Object.assign não serve para "definir as propriedades com as quais objeto já nasce", mas sim define os descritores de propriedade iniciais. 2) Object.assign(null) não é o mesmo que {} ou new Object (como o primeiro exemplo de código incorretamente sugere). 3) O segundo exemplo de código está incorreto, uma vez que a propriedade prototype não define um protótipo, mas sim é uma propriedade especial de construtores que será atribuída ao protótipo [...] – Luiz Felipe 13/02 às 14:22
  • 1
    do objeto durante a instanciação. Utilize a (não recomendada) propriedade __proto__ para isso ou métodos como Reflect.setPrototypeOf ou Object.setPrototypeOf para isso. Além disso, como disse anteriormente, o segundo argumento de Object.assign não define propriedades iniciais, mas sim os descritores de propriedade iniciais, de modo que torna isto incorreto: Object.create(Array, {nome: "john", idade: 21}). Procurei detalhar um pouco mais na resposta que escrevi. – Luiz Felipe 13/02 às 14:23
4

TL;DR

Na grande maioria das vezes, para se criar um objeto em JavaScript, basta fazer algo assim:

const myObject = {
  // ...
};

De modo que, terá sido criado um novo objeto myObject cujo protótipo aponta para Object.prototype. O {} (forma literal), é análogo a se utilizar new Object() ou Object(). Apesar dessa equivalência, prefira sempre utilizar {}.

Já a função Object.create, diferentemente do demonstrado anteriormente, deverá ser utilizada quando:

  • For necessário definir um protótipo diferente ao objeto a ser criado; e/ou:
  • For necessário definir descritores de propriedade iniciais do objeto a ser criado (não confundir com propriedades).

Portanto, ao se criar um objeto com {}, new Object() ou Object(), limita-se a um novo objeto cujo protótipo é sempre Object.prototype. A função Object.create permite que sejam criados objetos com um protótipo diferente e/ou propriedades com descritores definidos com maior granularidade.


Primeiro argumento de Object.create

O primeiro argumento de Object.create é útil para definir um "protótipo customizado" na criação de um objeto. Então, no exemplo abaixo:

const customPrototype = {}; // Qualquer objeto.

const obj = Object.create(customPrototype);

O objeto obj terá como protótipo o objeto customPrototype, que foi passado no primeiro argumento da função. Então a avaliação de Reflect.getPrototypeOf(obj) === customPrototype resultaria em verdadeiro.

É, de certo modo, o mesmo que isto:

const customPrototype = {}; // Qualquer objeto.

const obj = {};
Reflect.setPrototypeOf(obj, customPrototype);

A desvantagem de redefinir o protótipo após o objeto ter sido criado é que os atuasi interpretadores de JavaScript não possuem otimizações para a redefinição prototípica, uma vez que é uma operação pouco usual e relativamente custosa (toda a cadeia de protótipos do objeto será alterada). Portanto, é mais indicado definir o protótipo customizado durante a criação do objeto do que fazer isso uma vez que o objeto já tenha sido criado. Por isso existe o primeiro argumento de Object.create.

Segundo argumento de Object.create

O segundo argumento de Object.create define os descritores de propriedade que o objeto a ser criado possuirá.

Ao contrário do inúmeras pessoas pensam, o segundo argumento de Object.create não serve para definir propriedades iniciais para um objeto, mas sim definir os descritores de propriedades iniciais que o objeto irá assumir. Sobre descritores e atributos de propriedades, é um assunto extenso que dá uma resposta por si só. Trato em mais detalhes sobre eles em O que são e como funcionam os descritores e atributos de propriedade do JavaScript?.

Então, um exemplo (criando um novo objeto cujo protótipo é null e com os dados descritores de propriedades):

const obj = Object.create(null, {
  name: {
    value: 'Bob',
    writable: false,
    enumerable: false,
    configurable: false
  },
  age: {
    value: 50,
    writable: false,
    enumerable: false,
    configurable: false
  }
});

console.log(obj);
console.log(Object.keys(obj));

console.log('---\nAs propriedades estão aqui!');

// As propriedades estão lá! Só não podem ser enumeradas
// normalmente porque o atributo `enumerable` de cada
// propriedade foi definido, na criação, como `false`.
console.log(Object.getOwnPropertyNames(obj));
console.log(obj.name);
console.log(obj.age);

Desse modo, não é correto fazer isto:

// Este código não é válido.
const obj = Object.create(null, {
  name: 'Bob',
  age: 50
});

Como o segundo argumento não contém descritor(es) de propriedade válido(s), o seguinte erro será lançado:

Uncaught TypeError: Property description must be an object

É pouco intuitivo e menos útil. Seria muito mais interessante utilizar o segundo argumento de Object.create para definir as propriedades (não confundir com descritor de propriedade) a serem assumidas pelo objeto durante a sua criação. Se isso for necessário, pode-se combinar Object.create com Object.assign:

// Criaremos um objeto cujo protótipo é `null`
// E as propriedades definidas inicialmente são `name` e `age`:
const obj = Object.assign(Object.create(null), {
  name: 'Bob',
  age: 50
});

console.log(obj); //=> { name: "Bob", age: 50 }
console.log(Reflect.getPrototypeOf(obj)); //=> null

Mais detalhes sobre o Object.assign nesta resposta ou na documentação.

A título de curiosidade, além de Object.create, as funções Object.defineProperty e Object.defineProperties também podem ser utilizadas para definir propriedades através da descrição de propriedades em um objeto. A diferença é que Object.create faz na criação e, as duas últimas, uma vez que o objeto já tenha sido criado.

Considerações sobre {}, Object() e new Object()

São equivalentes:

1 | const a = {};
2 | const b = new Object();
3 | const c = Object();

Na linha 1, cria-se um objeto a partir da notação literal. Na linha 2, cria-se um objeto a partir da instanciação do construtor Object. Na linha 3, cria-se um objeto a partir da invocação de Object. Todos os três criarão um novo objeto cujo protótipo é Object.prototype.

Demonstração:

const a = {};
const b = new Object();
const c = Object();

console.log(Reflect.getPrototypeOf(a) === Object.prototype); //=> true
console.log(Reflect.getPrototypeOf(b) === Object.prototype); //=> true
console.log(Reflect.getPrototypeOf(c) === Object.prototype); //=> true

Então, não é correto dizer que as três formas acima são equivalentes à Object.create(null), uma vez que os protótipos são diferentes.

Ao utilizar Object.create(null), cria-se um novo objeto no qual null é o protótipo. Já utilizar {}, Object() ou new Object() são três formas equivalentes de se criar um novo objeto no qual Object.prototype é o protótipo.

No entanto, Object.create(Object.prototype) é, sim, equivalente às três formas em questão.


São detalhes sutis, mas que fazem diferença. Esta outra excelente respsota dá mais detalhes sobre a cadeia de protótipos, que é um conceito fundamental para entender esta resposta sobre Object.create.

Além disso, a leitura sobre descritores de propriedades é, também, importante para entender plenamente o funcionamento de Object.create.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.