5

Em seu texto sobre Inversão de Controle, Fowler usa como exemplo um trecho de código em Ruby que promove o dito princípio ao "invocar um método bind sobre o campo de entrada de texto que passa um nome de evento e uma Lambda como argumento. Sempre que a caixa de entrada de texto detecta o evento, ela chama o código na clausura. Usar clausuras assim é muito conveniente, porém muitas linguagens não as suportam".

require 'tk'
root = TkRoot.new()
name_label = TkLabel.new() {text "What is Your Name?"}
name_label.pack
name = TkEntry.new(root).pack
name.bind("FocusOut") {process_name(name)}
quest_label = TkLabel.new() {text "What is Your Quest?"}
quest_label.pack
quest = TkEntry.new(root).pack
quest.bind("FocusOut") {process_quest(quest)}
Tk.mainloop()

Acredito que ele se refere por exemplo à seguinte linha:

name.bind("FocusOut") {process_name(name)}

Não conheço Ruby. Gostaria de saber se a introdução de lambdas no Java 8 permitiu fazer algo semelhante e como funcionaria no caso dele. Gostaria se possível que a explicação ilustrasse por que não era possível fazer isso nas versões anteriores do Java, para melhor compreensão do problema.

7

Closures

O seguinte não é lambda, mas sim um bloco ou closure. É bem comum ver blocos em funções de alta ordem atuando como funções de primeira classe, não só em Ruby mas como na maioria das linguagens. Um exemplo em Ruby:

[1, 2, 3].map { |item| item + 1 }
# => [2, 3, 4]

No exemplo, Array#map é uma função de alta ordem, e a função/bloco, passada como parâmetro, atua como função de primeira classe.

Outro em JavaScript:

[1, 2, 3].map(function(item) {
    return item + 1;
});
// => [2, 3, 4]

De forma simples, uma closure é uma função que pode ser guardada em uma variável e pode acessar outras variáveis locais ao escopo dela.

Se não fossem as closures, o JavaScript não funcionaria.

Closures vs Lambdas

Essa é uma longa discussão de difere e implementação para implementação. Uma função lambda é uma função anônima, sem nome. Em muitas linguagens, internamente um lambda é convertido em uma declaração normal de função.

As closures tem uma grande diferença para funções lambdas pois as closures se envelopam ao seu contexto, dando assim acesso às variáveis de seu escopo léxico. E é por isso que as closures são chamadas também de lexical closures.

Java

Anteriormente comentei que closures e lambdas eram de uma forma no papel, mas variam de implementação para implementação, então... no Java existem closures, mas essas são idênticas às funções lambdas.

A closure is a lambda expression paired with an environment that binds each of its free variables to a value. In Java, lambda expressions will be implemented by means of closures, so the two terms have come to be used interchangeably in the community. Fonte.

Isso quer dizer que no Java as expressões lambda são encapsuladas no escopo local, assim como as closures, conceitualmente.

Desde o Java 8, existem expressões lambda. Veja:

StateOwner stateOwner = new StateOwner();

stateOwner.addStateListener(
    (oldState, newState) -> System.out.println("State changed")
);

Este é o lambda (que também atua como closure) no Java.

(oldState, newState) -> System.out.println("State changed")

Versões anteriores do Java

As versões anteriores do Java permitiam fazer isso, mas de um jeito um pouco diferente e que não é lambda, pois não eram funções anônimas.

StateOwner stateOwner = new StateOwner();

stateOwner.addStateListener(new StateChangeListener() {

    public void onStateChange(State oldState, State newState) {
        System.out.println("State changed")
    }
});

Veja que a função onStateChange tem um nome e não é lambda. Mas era possível passar uma função como parâmetro de outra.

Outro obstáculo era que no Java 7 ou inferior, para passar uma função como parâmetro de outra, a assinatura do método que recebe deveria ser uma interface, assim respeitando os tipos. No Java 8 você pode usar o Function<TipoRetorno>.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.