1

Estava a ler novamente, sobre async e defer. Percebi que o Async, apesar de carregar o script de forma assincrona, após o carregamento, o HTML é pausado para execução do Script.

o Defer funcionaria como um Async, porém a execução do Script é feita após a renderização do HTML.

Isso confirma?

E se confirmado, não havendo fatores complicantes, usar defer no lugar do async promove páginas mais rápidas, ou melhor, com visualização mais rápida?

  • O Defer serve para indicar que determinado script deve ser carregado antes do evento DOMContentLoaded, porém ele irá baixar na ordem (enquanto o script A.js não for baixado/executado, o navegador não irá baixar/executar o script B.js). Já o Async serve para indicar ao navegador que ele pode continuar baixando e executando outros scripts independentes, ou seja, o navegador irá baixar e executar sem seguir a ordel (1º A.js, 2º C.js, 3º E.js etc). E não, o defer — sozinho — não tem um impacto grande no carregamento da página, mas ambos (depende dos fatores) sim. – Valdeir Psr 3/06/18 às 23:21
  • @ValdeirPsr você diz que "enquanto script A.js não for baixado/executado, o navegador não irá baixar/executar o script B.js... Porém, eu li um artigo, e entendi que apenas na EXECUÇÃO ele fará na ordem e não assincrono, mas para dar o fetch/baixar ele fará de forma assincrona. – Alexandre C. Caus 3/06/18 às 23:25
  • 5 scripts, .js com atributo defer, são baixados de forma assincrona, e executados de forma sincrona(dessa vez, sem atrapalhar a renderização do conteúdo, como o "async" atrapalharia). – Alexandre C. Caus 3/06/18 às 23:28
  • Estou errado? Então, seguindo essa lógica, para evitar a pausa na renderização, o defer seria o mais indicado, se pude-se ser usado? – Alexandre C. Caus 3/06/18 às 23:29
5

O HTML não é necessariamente "pausado", na verdade o que deve estar ocorrendo é que alguma execução de script que esta manipulando o DOM de suas páginas, logo não é necessariamente o async que pausou algo.

O async faz "o download" ocorrer sem parar o processo de renderização, ou seja não tem haver com a execução do script, mas sim com o download, logo depois do download a execução de uma rotina especifica pode sim afetar algo, depende muito do que fez.

O defer é semelhante ao evento DOMContentLoaded, exemplo:

document.addEventListener("DOMContentLoaded", function(event) {
   ....
});

Ou semelhante ao $(document).ready() do jQuery, como eu disse são semelhantes apenas e só, o atributo defer é usado apenas para scripts externos e vale notar também que ele será executado antes do evento DOMContentLoaded.


Quando async é omitido ou é false o script terá que baixar e executar antes (a partir do ponto aonde foi injetado na página), por exemplo:

 <p>foo</p>
 <script src="foo.js"></script>
 <p>bar</p>

Neste caso <p>foo</p> seria renderizado e <p>bar</p> não, neste caso abaixo:

 <head>
 <script src="foo.js"></script>
 </head>
 <body>
 ...

O <body> só seria renderizado depois de foo.js ser baixado e executado.

Essa resposta do @Renan já dá uma boa margem de entendimento (inclusive sua pergunta):

Creio eu que com isto tudo o que você deseja resolver é o bloqueio de renderização (blocking-render), logo isso deve ser um problema especifico, vou explicar um detalhe, é provavelmente que você tenha scripts em série assim:

<script src="jquery.js"></script>
<script src="foo.js"></script>
<script src="bar.js"></script>
<script src="baz.js"></script>

Neste caso o jquery.js é baixado e executado, então só depois disto o download de foo.js começara, o mesmo vale para bar.js e baz.js, que precisam esperar os anteriores serem baixados e carregados na ordem que estão, no entanto se fizer isso:

<script async src="jquery.js"></script>
<script async src="foo.js"></script>
<script async src="bar.js"></script>
<script async src="baz.js"></script>

Todos serão baixado quase ao mesmo tempo, o que irá diferenciar é o peso e a concorrencia, que poderá variar qual será baixado antes, supondo que todos dependam do jQuery.js, se eles forem baixados primeiro e o jquery só depois todos irão falhar, então não basta apenas colocar async para vencer o bloqueio de renderização e acabar quebrando o site, por isto mesmo formulei esta resposta com uma sugestão de como fazer download assincrono e conseguir preservar a ordem:

Note que defer respeita a ordem de execução e download, mas ele só é iniciado após a página HTML ter sido baixada por completo e ter sido renderizada, mas também é preciso notar que você pode usar defer e async combinados que irá ter o comportamento de ambos combinado:

Carregarão assincronamente na ordem que forem baixados e executados, mas só após o HTML ter sido renderizado por completo


CSS e o bloqueio de renderização [extra]

Como expliquei nesta resposta https://pt.stackoverflow.com/a/115240/3635 o CSS também afetar causando o bloqueio de renderização, mas ele não tem um atributo async para resolver, o que você poderia experimentar é usar o evento onload para só processar o CSS quando ele estivesse devidamente carregado:

<link rel="stylesheet" href="css.css" media="none" onload="if(media!='all')media='all'">
<noscript><link rel="stylesheet" href="css.css"></noscript>

Ou até mesmo só carregar ele via JavaScript, por exemplo:

function loadCss(css) {
    var added = false;

    function trigger()
    {
        if (added) return;

        added = true;

        var css = document.createElement("link");

        css.onload = function() {
            document.body.appendChild(css);
        };

        css.rel = "stylesheet";
        css.src = css;
    }

    if (document.readyState !== "loading") {
        trigger();
    } else {
        document.addEventListener("DOMContentLoaded", trigger);
    }
}

loadCss("css/seu_css.css");
loadCss("css/seu_outro_css.css");
  • 1
    Que resposta completa pra caramba.. Hahaha, obrigado – Alexandre C. Caus 3/06/18 às 23:42

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.