5

Gostaria de saber como poderia retornar os números de um vetor de vetores (matriz) dentro de um R (raio) específico usando Python.

Segue em base esta imagem:

inserir a descrição da imagem aqui

Seguindo o vetor utilizado:

mapa = [
    [0.0, 0.1, 0.2, 0.3, 0.4, 0.5, 0.6],
    [1.0, 1.1, 1.2, 1.3, 1.4, 1.5, 1.6],
    [2.0, 2.1, 2.2, 2.3, 2.4, 2.5, 2.6],
    [3.0, 3.1, 3.2, 3.3, 3.4, 3.5, 3.6],
    [4.0, 4.1, 4.2, 4.3, 4.4, 4.5, 0.6],
    [5.0, 5.1, 5.2, 5.3, 5.4, 5.5, 5.6],
    [6.0, 6.1, 6.2, 6.3, 6.4, 6.5, 6.6]
]

Usando o nó da linha 3 e coluna 3:

Temos as respectivas saídas

Em R = 0:

[3.3]

Em R = 1:

[2.2, 2.3, 3.2, 3.4, 4.2, 4.3]

Em R = 2:

[1.2, 1.3, 1.4, 2.1, 2.2, 2.3, 2.4, 3.1, 3.2, 3.4, 3.5, 4.1, 4.2, 4.3, 4.4, 5.2, 5.3, 5.4]

Se ainda usássemos um R = 3 teríamos as saídas:

[0.1, 0.2, 0.3, 0.4, 1.1, 1.2, 1.3, 1.4, 1.5, 2.0, 2.1, 2.2, 2.3, 2.4, 2.5, 3.0, 3.1, 3.2, 3.4, 3.5, 3.6, 4.0, 4.1, 4.2, 4.3, 4.4, 4.5, 5.1, 5.2, 5.3, 5.4, 5.5, 6.1, 6.2, 6.3, 6.4]

Eu tinha feito um código esdrúxulo para aprendizagem retornando em forma retangular se ajudar (https://github.com/MuriloChaves/Kohonen_Fausett/blob/master/vizinhanca/codigos/vizinhos_bidimensional_retangular.py)

  • 1
    Uma matriz hexagonal é idêntica a uma "quadriculada", o que muda é o cálculo de distância das coordenadas> Ao processar as distâncias você tem que tratar as diagonais da direita (ou só da esquerda) da mesma forma que a vertical, ou subtrair/somar um offset de um dos eixos ao calcular as distancias a cada linha par (ou impar, depende de como organizou).Não se esqueça que o Y (no caso do seu gráfico) não vale 1, tem que calcular a distancia da diagonal, e somar com o offset horizontal (quando houver) * fator horizontal. – Bacco 4/06/18 às 21:14
  • 1
    PS: No seu caso dá pra simplificar usando só offset, se for só pra determinar hexágonos concêntricos (sem calcular distância real) – Bacco 4/06/18 às 21:21
  • A ordem da rotação (e do início) importa? Ou posso pegar a partir de qualquer ângulo em qualquer direção? – Jefferson Quesado 4/06/18 às 22:20
3

Como você mesmo pode perceber, por dentro do Python, você não vai usar uma "matriz hexagonal" - vai usar uma estrutura bidimensional mesmo.

O que você precisa é uma forma de (1) percorrer as coordenadas interessantes para você (no caso o tal do hexagono) e (2) mapear essas coordenadas "em cima do hexagono" para números na matriz retangular.

Para gerar as coordenadas "hexagonais" dado um centro e o número do raio, uma técnica pode ser trabalhar com um offset de ".5" para as linhas impares, e arredondar o valor na hora de mapear para os dados na estrutura retangular.

Então, dá pra pensar em gerar as coordenadas para 6 segmentos de reta - podemos colocar num "for" os 6 segmentos como direções. Para cada anel R, achamos a coordenada no canto superior esquerdo, e percorremos as 6 direções em sequência a partir daí. Para obter os dados na ordem que você apresenta, é só ordenar cada coordenada priorizando a linha e em seguida a coluna em ordem crescente - isso é possível com o uso do parâmetro "key" na função "sorted" do Python: usamos uma função que recebe uma coordenada, e retorna ela como uma tupla "linha, coluna" - essa tupla é usada como comparação na ordenação das coordenadas.

def normaliza(coord):
    return int(coord[0]), int(coord[1])

def extrai_coords(centro, r):
    if r == 0:
        return [centro]
    cx, cy = centro
    if cy % 2 == 0:
        cx += .5
    cursor = [cx - r / 2, cy - r]
    coords = []
    for direcao in [(1, 0), (.5, 1), (-.5, 1), (-1, 0), (-.5, -1), (.5, -1)]:
        for i in range(r):
            coords.append(normaliza(cursor))
            cursor[0] += direcao[0]
            cursor[1] += direcao[1]
    return coords


def extrai_dados(mapa, coords):
     return [mapa[coord[1]][coord[0]] for coord in sorted(coords, key=lambda c: (c[1], c[0]))]

No prompt interativo, usando o mapa que você passou, esse trecho de código da as mesmas saídas que você espera:

In [17]: extrai_dados(mapa, extrai_coords((3,3), 2))
Out[17]: [1.2, 1.3, 1.4, 2.1, 2.4, 3.1, 3.5, 4.1, 4.4, 5.2, 5.3, 5.4]

Por fim, note que essa é a solução para pegar aneis concêntricos em hexágono, não os dados num raio "R" redondo - para matrizes maiores há diferença. Também, se seu problema depende mito dessa geometria, vale a pena colocar isso numa classe, e especializar tanto o __repr__ quanto os __getitem__ e __setitem__ da classe, de forma que você possa pensar direto nesse mapeamento que permite os hexágonos, e não tenha que se preocupar com as "coordenadas não inteiras" em cada operação.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.