2

Tenho o seguinte Factory. Nele eu instancio uma classe responsavel por dar parse no arquivo em questão. Para que seja instanciado esse parser, primeiramente é verificado nas condições se aquele parser é o correto para realizar o processamento.

public class InvoiceParserFactory
{
    public static InvoiceParser getParser(InvoicePdfReader reader)
    {
        String invoiceText = reader.getText();

        if (isXxxParser(invoiceText)) {
            return new XXX_PARSER(invoiceText);
        }
        else if (isYyyParser(invoiceText)) {
            return new YYY_PARSER(invoiceText);
        }
        else {
            throw new InvoiceException("Can't find parser.");
        }
    }

    private static boolean is_XXX_PARSER(String invoiceText) {
        Pattern p = Pattern.compile("xxx_regex");
        Matcher m = p.matcher(invoiceText);

        //as condições aqui são diferentes, portanto não da pra simplificar esses métodos
    }

    private static boolean is_YYY_PARSER(String invoiceText) {
        Pattern p = Pattern.compile("yyy_regex");
        Matcher m = p.matcher(invoiceText);

        //as condições aqui são diferentes, portanto não da pra simplificar esses métodos
    }
}

Aqui um exemplo de um PARSER:

public final class XXX_PARSER extends InvoiceParser
{
    @Override
    protected void parseSomeText() {
        //implementação
    }
}

Essa lógica não escala nesse design pattern, já que terei centenas ou até milhares de PARSERS. Vi em alguns exemplos que seria interessante colocar todos os PARSERS em uma collection e implementar um método estatico em cada PARSER para verificar se o PARSER em questão é o que precisa ser instanciado. Só que ai me depararia com a necessidade de instanciar o PARSER antes mesmo de usa-lo, pois teria que usar talvez Set<InvoiceParser> e depois set.add(new XXX_PARSER) e assim em diante, só que se eu instanciar dessa maneira em uma collection eu quebro todo meu algoritmo que está baseado no construtor da classe InvoiceParser, que é pai de todos os PARSERS.

Qual seria a melhor forma de refatorar esse Factory para que atenda minha necessidade?

  • 2
    Se guardar um set do tipo Class<?> não precisa de instanciar de antemão os vários parsers. Pode ate guardar um map com a class e respetiva regex, e se algum dos elementos jogar, instancia o parser por reflexão. – Isac 8/05/18 às 2:42
  • Qual versão do Java você está utilizando? – Felipe Marinho 8/05/18 às 13:04
  • Estou utilizando Java 8 – Gustavo Piucco 8/05/18 às 14:02
2

Você poderia utilizar uma enum com um elemento para cada tipo de parser. Nela você teria a forma como o parser é criado e o pattern correspondente. Exemplo:

Classe InvoiceParser:

private abstract class InvoiceParser {/*métodos da classe*/}

Duas implementações como exemplo:

private class XxxParser extends InvoiceParser {
    public XxxParser(String text) {}
}

E:

private class YyyParser extends InvoiceParser {
    public YyyParser(String text) {}
}

A enum com um factory method que encontra o parser adequado:

public enum Parser {
    //O primeiro parâmetro é a regex
    //o segundo é a forma como se cria o parser
    XXX_PARSER("xxx_regex", XxxParser::new),

    YYY_PARSER("yyy_regex", YyyParser::new);

    //interface com um método para criar o parser
    //permite o uso de lambda e method references
    @FunctionalInterface
    private static interface ParseCreator {
        InvoiceParser create(String text);
    }

    //cache interno
    private static final Parser[] VALUES = Parser.values(); 

    private final Pattern pattern;

    private final ParseCreator creator;

    private Parser(String regex, ParseCreator creator) {
        this.pattern = Pattern.compile(regex);
        this.creator = creator;
    }

    //factory method que encontra o parser adequado ao reader
    public static final InvoiceParser forReader(InvoicePdfReader reader) {
        for(Parser parser : VALUES) {
            if(parser.pattern.matcher(reader.getText()).find()) {
                return parser.creator.create(reader.getText());
            }
        }
        throw new IllegalArgumentException();
    }
}

Caso a regex não seja o único critério utilizado para identificar o parser adequado, você poderia adicionar a enum um objeto responsável por verificar esses critérios adicionais específicos de cada parser, nesse caso a enum ficaria dessa forma:

public enum Parser {
    //o primeiro parâmetro é a regex
    //o segundo é a forma como se cria o parser
    //o terceiro são os critérios adicionais
    XXX_PARSER("xxx_regex", XxxParser::new, reader -> {
        //suas condições adicionais
        return true;
    }),

    YYY_PARSER("yyy_regex", YyyParser::new, reader-> {
        //suas condições adicionais
        return true;
    });

    //interface com um método para criar o parser
    //permite o uso de lambda e method references
    @FunctionalInterface
    private static interface ParseCreator {
        InvoiceParser create(String text);
    }

    //interface com um método para verificar se o parser é o adequado
    //permite o uso de lambda e method references
    @FunctionalInterface
    private static interface Parseable {
        boolean canParse(InvoicePdfReader reader);
    }

    //cache interno
    private static final Parser[] VALUES = Parser.values();

    private final Pattern pattern;

    private final ParseCreator creator;

    private final Parseable parseable;

    private Parser(String regex, ParseCreator creator, Parseable parseable) {
        this.pattern = Pattern.compile(regex);
        this.creator = creator;
        this.parseable = parseable;
    }

    //factory method que encontra o parser adequado ao reader
    public static final InvoiceParser forReader(InvoicePdfReader reader) {
        for(Parser parser : VALUES) {
            if(!parser.pattern.matcher(reader.getText()).find()) {
                continue;
            }
            //verifica os critérios específicos do parser
            if(parser.parseable.canParse(reader)) {
                return parser.creator.create(reader.getText());
            }
        }
        throw new IllegalArgumentException();
    }
}

Para encontrar o parser adequado bastaria fazer:

InvoiceParser parser = Parser.forReader(reader);
  • Quando se usa o XxxParser::new é instanciado de imediato o parser? Ou seja, todos os parsers colocados no enum são pré-instanciados? Se sim, isso seria um problema pois eu teria que tirar lógicas do construtor dos parsers – Gustavo Piucco 8/05/18 às 17:10
  • 1
    @GustavoPiucco Não. Cada vez que você evoca o método create na linha return parser.creator.create(reader.getText()); ele vai criar um novo parser. – Felipe Marinho 8/05/18 às 17:15
  • Não seria uma "melhor prática" usar um Map estático com todos os parsers ao invés de Enum? – Gustavo Piucco 8/05/18 às 18:38
  • 1
    @GustavoPiucco Não acho que exista uma "melhor prática" para esse caso. É simplesmente uma questão de utilizar a melhor solução para o problema. Se você acha que utilizar um Map vai ser a melhor, seja por um aumento de performance, melhora na legibilidade ou mesmo manter certa consistência no código (caso, por exemplo, você tenha solucionado problemas parecidos com um Map) vá em frente e use, não há problema algum. – Felipe Marinho 8/05/18 às 19:00
  • 1
    @GustavoPiucco Só seriam necessárias algumas adaptações (a criação de uma nova classe para agrupar algum dos valores), visto que, na segunda enum, são utilizados 3 parâmetros no construtor, enquanto um Map só aceita 2 valores (chave e valor). – Felipe Marinho 8/05/18 às 19:02
1

Você pode usar um ServiceLoader. Esse é o mecanismo que foi introduzido no Java 6 para resolver problemas exatamente desse tipo que você tem. No seu caso, o InvoiceParserFactory corresponde a um serviço. As implementações desse serviço estão espalhadas no classpath/modulepath em um monte de lugares. A função do ServiceLoader é encontrar todas as implementações, instanciá-las e dar o resultado.

Primeiro, vamos dar uma mexida na sua classe InvoiceParserFactory (que se tornou uma interface):

package com.example.invoice;

import java.util.ServiceLoader;

public interface InvoiceParserFactory {
    public boolean acceptsText(String text);

    public default boolean acceptsText(InvoicePdfReader reader) {
        return acceptsText(reader.getText());
    }

    public InvoiceParser newParser(String text);

    public default InvoiceParser newParser(InvoicePdfReader reader) {
        return newParser(reader.getText());
    }

    public static InvoiceParser getParser(InvoicePdfReader reader) {
        ServiceLoader<InvoiceParserFactory> loader =
                ServiceLoader.load(InvoiceParserFactory.class);

        for (InvoiceParserFactory factory : loader) {
            if (factory.acceptsText(reader)) {
                return factory.newParser(reader);
            }
        }

        throw new InvoiceException("Can't find parser.");
    }
}

Essa interface aproveita-se do fato de que a partir do Java 8, interfaces podem ter métodos estáticos ou com implementações default. A partir do Java 9, métodos privados também são permitidos em interfaces.

Vamos supor que essa interface está dentro do JAR invoice-api.jar.

Então, no arquivo xxx.jar, você põe essa classe:

package com.example.xxx.invoice;

import com.example.invoice.InvoiceParserFactory;

public class XxxInvoiceParserFactory implements InvoiceParserFactory {
    // ...

    public XxxInvoiceParserFactory() {
    }

    @Override
    public boolean acceptsText(String text) {
        Pattern p = Pattern.compile("xxx_regex");
        Matcher m = p.matcher(invoiceText);
        // ...        
    }

    @Override
    public InvoiceParser newParser(String text) {
        return new XxxParser(text);
    }
}

Dentro do xxx.jar, você põe um arquivo com o mesmo nome da classe/interface do serviço oferecido (não da implementação) dentro de uma pasta chamada services dentro da pasta META-INF. Por exemplo, no caso acima, o arquivo se chamaria META-INF/services/com.example.invoice.InvoiceParser. Dentro desse arquivo você põe o nome completo da classe implementadora:

com.example.xxx.invoice.XxxInvoiceParserFactory

Vamos supor que o JAR yyy.jar tenha duas implementações distintas de InvoiceParser, uma chamada YyyBlueInvoiceParser e a outra YyyRedInvoiceParser. Nesse caso no arquivo META-INF/services/com.example.invoice.InvoiceParser dentro desse outro JAR você põe isso:

com.example.yyy.invoice.YyyBlueInvoiceParserFactory
com.example.yyy.invoice.YyyRedInvoiceParserFactory

Ou seja, o que acontece é que cada JAR tem dentro da pasta META-INF/services, arquivos com os nomes dos serviços oferecidos, dentro de cada um desses arquivos, está o nome das implementações existentesa par esses serviços.

Uma aplicação que tenha xxx.jar, yyy.jar e invoice-api.jar no classpath conseguirá enxergar essas três implementações. Para alterar as implementações é fácil, basta que cada JAR que contenha alguma(s) implementação(ões) do seu serviço a(s) declare dentro do META-INF/services/com.example.invoice.InvoiceParser dentro do próprio JAR e então é só adicionar o JAR ao classpath e o ServiceLoader o encontrará.

Entretanto, há um porém. Para que o ServiceLoader possa localizar e instanciar os serviços, eles devem estar em classes públicas, ter um construtor público sem parâmetros e a classe correspondente tem que ser uma implementação ou subclasse do serviço oferecido.

Idealmente você deveria ter as subclasses de InvoiceParser como serviço ao invés das implementações de InvoiceParserFactory. Entretanto, para conseguir isso, você precisa refatorar as suas subclasses de InvoiceParser de uma forma que consiga se livrar da necessidade de ter o PDF como parâmetro para poder ter um construtor sem parâmetros.

Há uma outra forma de oferecer serviços em JARs modulares (Java 9+) que estejam no modulepath ao invés do classpath, mas isso é um pouco mais complicado. O javadoc da classe ServiceLoader descreve isso com detalhes.

Também já falei um pouco sobre o ServiceLoader nessa outra resposta minha.

  • Não seria o ServiceLoader que preciso, acredito que é muito mais simples do que você acabou imaginando. O regex serve para identificar o formato/tipo da fatura, e após identificar esse formato, instanciar o parser responsavel de extração de dados dessa fatura. Meu problema era só resolver a quantidade enorme de if-elseif para instanciar esses parsers que se encontram no mesmo JAR. Pois para cada parser, tem um regex que identifica que aquele parser é o que deve ser utilizado, entende? De qualquer forma essa resposta me ajudou pra resolver um problema futuro. – Gustavo Piucco 8/05/18 às 12:37
0

Você pode utilizar a biblioteca Reflections e então fazer isso:

public class InvoiceParserFactory {

    private static final Set<Class<? extends InvoiceParser>> SUB_TYPES;

    static {
        Reflections reflections = new Reflections("com.example.meupacote");
        SUB_TYPES = reflections.getSubTypesOf(InvoiceParser.class);
    }

    public static InvoiceParser getParser(InvoicePdfReader reader) {
        String invoiceText = reader.getText();

        for (Class<? extends InvoiceParser> k : SUB_TYPES) {
            try {
                return k.getDeclaredConstructor(String.class).newInstance(invoiceText);
            } catch (Exception e) {
                // Engole e pula.
            }
        }
        throw new InvoiceException("Can't find parser.");
    }
}

Em cada implementação de InvoiceParser, você deve colocar um construtor que lança uma exceção se a String passada não for compatível com ele:

public class XxxInvoiceParser extends InvoiceParser {

    // implementação...

    public XxxInvoiceParser(String invoiceText) {
        if (!isXxx(invoiceText)) throw new IllegalArgumentException();
        // implementação...
    }

    @Override
    protected void parseSomeText() {
        // implementação...
    }

    private static boolean isXxx(String invoiceText) {
        Pattern p = Pattern.compile("xxx_regex");
        Matcher m = p.matcher(invoiceText);

        // implementação...
    }
}
  • Esse código vai pegar todas as implementações de InvoiceParser dentro do pacote com.example.meupacote automaticamente? Reflection comparado ao exemplo do @Felipe Marinho, perde em performance? Em escala(muitas implementações de InvoiceParser) seria um problema? – Gustavo Piucco 8/05/18 às 20:21
  • 1
    Sim. Nos pacotes e em quaisquer subpacotes. Não sei acerca da performance, mas uma das finalidades de haver o pacote especificado é exatamente essa. No entanto, eliminar esse custo de desempenho é fácil (alterei a resposta para isso), pois o conjunto de classes só precisa ser pesquisado uma vez. – Victor Stafusa 8/05/18 às 20:53
  • 1
    @GustavoPiucco Ainda existe um gargalo de que ele tem que testar todas as implementações uma por uma até achar aquela que é adequada. Se esses testes forem pesados, encontrar a implementação correta é complicado. Entretanto, tanto o código da sua pergunta como todas as respostas aqui descritas tem esse mesmo problema. A solução é que as implementações rejeitem um PDF que não lhes pertençam o mais rápido possível por meio de testes muito simples e óbvios e com isso, mesmo com milhares de implementações distintas, o impacto seja pequeno. – Victor Stafusa 8/05/18 às 20:56

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.