5

Se tenho um data.frame:

> dato<-as.data.frame(matrix(1:64,8,8,T))[-3,]
> dato
  V1 V2 V3 V4 V5 V6 V7 V8
1  1  2  3  4  5  6  7  8
2  9 10 11 12 13 14 15 16
4 25 26 27 28 29 30 31 32
5 33 34 35 36 37 38 39 40
6 41 42 43 44 45 46 47 48
7 49 50 51 52 53 54 55 56
8 57 58 59 60 61 62 63 64

Como posso "chamar" o vector de índices (1, 2, 4, 5, 6, 7, 8)?

Pois quero utiliza-lo como índice em um for.

5

Complementando a excelente resposta do @Marcus-Nunes, para obter os indices de forma automática do seu data.frame, você pode usar a função row.names():

dato <- as.data.frame(matrix(1:64, 8, 8, T))[-3, ]

# selectionar o nome das linhas e converter caracteres em numérico
rw <- as.numeric(row.names(dato))
rw
# [1] 1 2 4 5 6 7 8

Usando rw num loop for():

for(i in rw) {
  print(i)
}
# [1] 1
# [1] 2
# [1] 4
# [1] 5
# [1] 6
# [1] 7
# [1] 8
5

O ponto chave aqui é perceber que todo for no R é executado a partir de um vetor de índices. Veja o exemplo abaixo:

for (j in 1:5){
  print(j^2)
}
[1] 1
[1] 4
[1] 9
[1] 16
[1] 25

Para fazer este loop, eu implicitamente eu criei um vetor de índices com o comando 1:5:

1:5
[1] 1 2 3 4 5

Em particular, este vetor começa em 1 e termina em 5, com incremento de 1. Se eu tivesse feito ele explicitamente antes de criar meu for, eu obteria o mesmo resultado:

indices <- c(1, 2, 3, 4, 5)
for (j in indices){
  print(j^2)
}
[1] 1
[1] 4
[1] 9
[1] 16
[1] 25

Portanto, o for no R está definido em cima das posições de um vetor. Este vetor pode ser o que eu bem entender. Vamos supor que eu deseje elevar ao quadrado não os cinco primeiros números inteiros positivos, mas os cinco primeiro números primos. Assim eu teria

indices <- c(2, 3, 5, 7, 11)
for (j in indices){
  print(j^2)
}
[1] 4
[1] 9
[1] 25
[1] 49
[1] 121

Percebe como a lógica é a mesma? Eu só preciso definir corretamente o meu vetor de índices e fazer meu contador variar nele. No teu caso, seria algo como

indices <- c(1, 2, 4, 5, 6, 7, 8)
for (j in indices){
  # comandos a serem executados
}

Claro que o vetor indices poderia ter sido definido de uma maneira menos explícita. Por exemplo, o comando

indices <- (1:8)[-3]
[1] 1 2 4 5 6 7 8

cria um vetor com os oito primeiros números inteiros positivos e retira a observação presente na terceira posição.

Enfim, há diversas maneiras de resolver o problema. A única característica que não muda é que o R vai sempre fazer o contador do loop variar nas posições de um vetor, da primeira até a última.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.