2

estou tentando criar um mapa com o pacote spatstat do R de forma que a barra lateral mostre os valores da terceira (de preferência) ou quarta coluna do meu data frame e que as cores tmb sejam reflexo dessa terceira (ou quarta coluna) escolhida.

Meu script:

#dados

x=c(6.839887, 6.671494, 6.651083, 6.655289, 6.591903, 6.653641, 6.661709, 6.671664, 6.660044, 6.624659, 6.648162, 6.536877, 6.654134, 6.674678,6.618935, 6.677705, 6.643918, 6.644119, 6.670517, 6.583619, 6.649991, 6.647649, 6.656308, 6.645772, 6.648740, 6.643103, 6.652199, 6.666641,6.633400, 6.621282, 6.635427, 6.646127, 6.630862, 6.657919, 6.671616, 6.622935, 6.648225, 6.676911, 6.640234, 6.719334, 6.653202, 6.656747,6.724692, 6.639747, 6.630575, 6.657916, 6.618957, 6.640006, 6.645280, 6.614058, 6.576136, 6.631994, 6.617391, 6.782351, 6.620072, 6.661061,6.597216, 6.648755, 6.618436, 6.659507, 6.653993, 6.663255, 6.630893, 6.656322, 6.617265, 6.649022, 6.629346, 6.595224, 6.540263, 6.623435,6.652709, 6.608565, 6.618335, 6.645100, 6.790914, 6.643620, 6.462808, 6.680115, 6.716004, 6.668781, 6.765199, 6.674251, 6.647542, 6.724564,6.724556)

y=c(17.16749, 17.16727, 17.16678, 17.16673, 17.16813, 17.16663, 17.16652, 17.16636, 17.16629, 17.16856, 17.16521, 17.16519, 17.17002, 17.16465,17.17015, 17.16407, 17.16356, 17.17122, 17.16334, 17.17152, 17.16282, 17.16278, 17.16272, 17.17257, 17.16198, 17.17279, 17.16169, 17.16161,17.16146, 17.17352, 17.17389, 17.16076, 17.17420, 17.16046, 17.15917, 17.17571, 17.15895, 17.15881, 17.15860, 17.15827, 17.15797, 17.15776,17.17761, 17.15664, 17.15622, 17.15610, 17.15571, 17.15561, 17.15527,17.15514, 17.15494, 17.15447, 17.15438, 17.18041, 17.18053, 17.15402,17.18090, 17.15384, 17.18121, 17.15355, 17.15352, 17.15349, 17.18213,17.15242, 17.15201, 17.14978, 17.18591, 17.18688, 17.18707, 17.18761,17.14712, 17.18788, 17.18794, 17.14619, 17.18868, 17.14588, 17.14511,17.14471, 17.14440, 17.14430, 17.19116, 17.19140, 17.14222, 17.14123,17.33627)

z=c(32.23228,526.46061, -1300.03539, -376.04329, 139.67322,-913.24800,  -526.46061, 354.55511, 483.48424, 161.16141, 182.64960, 419.0196, 75.20866, -225.62598, -1536.40546, -397.53148, -1106.64169,  -440.50786, 118.18504,-290.09054, -1471.94089, 440.50786,-848.78343, -1385.98814, -676.87793, -1622.35821, -1450.45271,75.20866, -1557.89365, 161.16141, 376.04329, 354.55511, -32.23228,-1171.10626,-75.20866, 547.94880, -805.80706, 870.27162, -698.36612,-32.23228, -2331.46842,  -182.64960, 75.20866, -719.85431,-1837.24009,913.24800, -1106.64169, 698.36612, 483.48424, -676.87793, -3019.09045, 891.75981, 1106.64169, 333.06692, -913.24800,333.06692, 934.73619, 354.55511, 75.20866, -891.75981, -247.11416, -1966.16922, 139.67322, -784.31887, -569.43699, -118.18504,-440.50786, 397.53148, -655.38974, 139.67322, 53.72047, -633.90155,-633.90155, 419.01967, -547.94880, 75.20866, 569.43699, 290.09054, -376.04329, 547.94880, 75.20866, -10.74409, 182.64960,-397.53148, -479.53833 )

w=c(96326.91, 96769.46, 95127.94, 95960.41, 96423.22, 95476.93, 95825.18,96615.67, 96731.03, 96442.47, 96461.73, 96673.36, 96365.44, 96095.53,94914.31, 95941.10, 95302.53, 95902.47, 96403.96, 96037.64, 94972.60,96692.58, 95535.03, 95050.29, 95689.84, 94836.56, 94992.03, 96365.44,94894.87, 96442.47, 96634.90, 96615.67, 96269.09, 95244.36, 96230.54,96788.68, 95573.74, 97076.62, 95670.50, 96269.09, 94193.69, 96134.12,96365.44, 95651.15, 94642.01, 97114.98, 95302.53, 96923.12, 96731.03,95689.84, 93567.91, 97095.80, 97287.46, 96596.43, 95476.93, 96596.43,97134.15, 96615.67, 96365.44, 95496.30, 96076.24, 94525.17, 96423.22,95593.10, 95786.52, 96191.98, 95902.47, 96654.13, 95709.18, 96423.22,96346.17, 95728.52, 95728.52, 96673.36, 95805.85, 96365.44, 96807.89,96557.96, 95960.41, 96788.68, 96365.44, 96288.37, 96461.73,95941.10, 99451.20)

shap.lo=data.frame(x,y,z,w)

library(spatstat)
shap.lo.win <- owin(range(shap.lo[,1]), range(shap.lo[,2]))
centroid.owin(shap.lo.win) ; area.owin(shap.lo.win)

shap.lo.ppp <- as.ppp(shap.lo[,c(1,2,3)], shap.lo.win) # fazendo um objeto ppp

plot(density(shap.lo.ppp,0.02), col=topo.colors(25), main='', xlab='x', 
     ylab='y')

points(x, y)

O resultado é a imagem abaixo:

inserir a descrição da imagem aqui

Gostaria de saber dos amigos pq a barra lateral mostra valores diferentes daqueles mostrados na terceira coluna do meu data frame, ou seja, além de não exibir nenhum valor negativo mostra valores muito maiores do que aqueles contidos na terceira coluna.

É possível fazer isso, isto é, fazer com que as cores e a barra lateral representem a terceira ou a quarta coluna do data frame ?

Agradeço a ajuda de todos!

  • Com esse código, a quarta coluna deve ser difícil, as.ppp(shap.lo[,c(1,2,3)], etc) só usa as três primeiras colunas. (E já agora, shap.lo[, 1:3] é a mesma coisa e é mais simples e legível.) – Rui Barradas 28/04/18 às 17:59
  • também n vai amigo... perceba que no exemplo utilizo a terceira coluna e os valores são muito acima – david 28/04/18 às 18:03
  • Se calhar não. O que está a utilizar é a densidade, não os dados. Experimente dns <- density(shap.lo.ppp,0.02); str(dns) para ver o que está no gráfico. – Rui Barradas 28/04/18 às 18:06
  • Os valores que tem estão no intervalo range(dns$v). – Rui Barradas 28/04/18 às 18:08
  • ahh, entendi. então não existem maneira de fazer com que essas cores e barra lateral mostre os valores da terceira ou quarta coluna ? – david 28/04/18 às 18:17
1

Má Notícia

A barra lateral está mostrando os dados corretos. A função

plot(density(shap.lo.ppp,0.02), col=topo.colors(25), main='', xlab='x', 
  ylab='y')

está plotando a densidade gaussiana estimada para shap.lo.ppp. Por definição, uma função densidade não possui valores negativos. Além disso, a integral dela sobre o domínio considerado deve ser igual a 1. Por isso, para que o volume desta superfície que aparece no gráfico seja iguala 1, é necessário que alguns pontos sejam picos bem altos, maiores do que 20000.

Esta é a razão para a tua escala começar em zero e terminar em um valor bem acima do esperado por ti.

Boa Notícia

Felizmente, é possível enganar o R para ele plotar exatamente o que tu deseja. Em primeiro lugar, vou estimar a densidade destes pontos do teu problema:

densidade <- density(shap.lo.ppp, 0.02)

Com isto feito, vou calcular o mínimo e o máximo de v, o objeto que possui os valores da densidade estimada:

min(densidade$v)
[1] 1.826526e-12
max(densidade$v)
[1] 23782.84

Ou seja, são zero e mais de 20000, como suspeitávamos. Os valores mínimos e máximos da escala que te interessam são dados por

min(shap.lo.ppp$marks)
[1] -3019.09
max(shap.lo.ppp$marks)
[1] 1106.642

Se definirmos que o mínimo (0) da densidade vale -3019.09 e seu máximo (23782.84) vale 1106.642, basta fazer uma interpolação linear nos valores intermediários de densidade$v para transformar a escala naquela que queremos. Escrevi uma função para fazer isto automaticamente:

conversao_densidade <- function(densidade, shap.lo){
  # razao entre as amplitudes
  razao     <- (max(densidade$v)-min(densidade$v))/(max(shap.lo$z)-min(shap.lo$z))

  # deslocamento para o valor minimo
  conversao <- densidade$v/razao+min(shap.lo$z)

  # resultado
  return(conversao)
}

Agora é só substituir densidade$v pelos valores interpolados e fazer um novo gráfico, desta vez com a escala desejada:

densidade$v <- conversao_densidade(densidade, shap.lo)

plot(densidade, col=topo.colors(25), main='', xlab='x', 
 ylab='y')

inserir a descrição da imagem aqui

  • Obrigado Marcos, realmente a barra lateral agora mostra os valores da coluna que eu pretendia, muito agradecido. Porém ainda há um desacordo entre os valores de shap.lo$z e as cores correspondentes. Por exemplo, o ponto x =6.6334 ; y=17.16146 ; z = -1557.894 ; w=94894.87 localiza-se no gráfico entre as cores amarelas e a bege, isto é, cores que indicam valores mais positivos ( figura ), sendo que o valor de z = -1557.894. Alguma sugestão de como solucionar ? – david 29/04/18 às 12:06
  • Isto não pode ser feito através da densidade. Como escrevi acima, a função density vai te dar a densidade gaussiana estimada para shap.lo.ppp. Portanto, a altura de alguns pontos vai ser aproximada por esta estimativa. Não é um problema que precisa ser solucionado. – Marcus Nunes 29/04/18 às 13:23

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.