1

Quando solicitamos uma quantidade de memória ao sistema e utilizamos muito mais que o solicitado o que acontece? Fiz esse teste e o código aqui compilou normalmente.

A princípio funcionou como deveria, queria saber o que isto implica, acredito que isso não é uma coisa que se faz, mas para fins didáticos queria entender sobre.

int main(){
    player *p = (player*) malloc(5 * sizeof (player));

    for (int x=0;x<15;x++){
        p[x].id = 10 + x;

       std::cout << "Endereço: " << p + x<< std::endl;
    }

    for (int x=0;x<15;x++)
         std::cout << "Endereço: " << p + x << ", Valor: " << p[x].id << " ou " << (p + x)->id << std::endl;

    return 0;
}
  • O código está incompleto. O segundo for, por exemplo, não tem as chaves {}; não há declaração de player. – Pedro H. N. Vieira 9/04/18 às 21:32
  • @PedroH.N.Vieira, For, If, Else, etc. são comandos de controle de fluxo que executam apenas o próximo comando, quando tivermos que executar apenas um comando, não há necessidade de chaves, o que acontece quando queremos que mais de um comando seja executado como resultado de um desvio de fluxo é que o próximo comando é um bloco, um bloco, esse bloco é considerado o próximo comando e portanto é ele que será executado, portanto nenhum problema ai. E dado o contexto e a pergunta, não é necessário a declaração de player. – Zeero 9/04/18 às 21:53
  • Alguma das respostas resolveu sua dúvida? Acha que pode aceitar uma delas? Veja o tour como fazer isso, se ainda não o fez. Você ajudaria a comunidade identificando qual foi a melhor solução para você. Pode aceitar apenas uma delas. Mas pode votar em qualquer pergunta ou resposta que achar útil no site todo. – Maniero 4/08/18 às 1:39
2

quando solicitamos uma quantidade de memoria ao sistema e utilizamos muito mais que o solicitado o que acontece?

Você escreve em uma área não reservada para isto e passa por cima de outra coisa, obviamente criando sérios problemas para a aplicação já que o valor que estava lá é perdido. A pior coisa que pode lhe acontecer é funcionar, porque está errado, mas parece que não. É assim que boa parte das invasões de sistemas ocorre.

Neste caso não aconteceu um problema porque não tem outra coisa na memória, mas nenhum código real é assim.

Da mesma forma que não liberou memória, neste caso não tem importância, mas em código real possivelmente haveria problemas.

Funcionar é diferente de estar certo.

Carro Fiat 147 todo detonado andando pelas ruas

Geralmente não se usa malloc() em C++.

1

Quando utilizamos muito mais do que a memória que alocamos, simplesmente o Sistema Operacional não saberá que o que está sobrando pertence ao seu programa e qualquer outro processo poderá usar este espaço, então no meio da execução do programa os dados que estão além do que o que você alocou podem ser modificados e transformados em lixo. No Windows geralmente não costuma dar problema de compilação, mas utilizando uma ferramenta de análise de memória como Valgrind, você perceberá muitos erros.

Alocar Memória significa dizer ao Sistema Operacional: "Proteja um espaço de memória pra mim de forma sequencial, e me dê o endereço do início deste bloco que você alocou, porquê eu já sei o tamanho e posso manipular manualmente, apenas proteja este espaço para que nenhum outro processo use esta memória até que meu processo finalize ou a libere."

Liberar Memória é o oposto, você não apaga os dados que estão lá, inclusive, sabendo o endereço, se nenhum outro processo modificou os dados, é possível que outro processo consiga acessar os dados que estavam armazenados no endereço criado por outro processo, e isso seria considerado lixo para outros processos, enquanto que no contexto da sua execução ele serve para algum propósito.

Liberar Memória é dizer para o Sistema Operacional: "Agora pode permitir que qualquer processo use o espaço de memória que se inicia no endereço X, de tamanho N"

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.