6

Li um artigo sobre o Razor. Esse artigo diz que se trata de uma engine view, mas o que vem a ser uma engine? De acordo com o artigo o Razor é uma nova sintaxe que trabalha com CSS e HTML para facilitar a vida dos programadores com um código mais limpo e legível.

4

Engine é como se fosse um motor com suporte a varias funções especificas para cada tipo de uso no caso do Razor como citado é uma engine View que trabalha com modo gráfico HTML e CSS, as engines são feitas para facilitar a vida em geral de um programador trazendo com ela funções pré-programadas facilitando seu uso no dia a dia.

Existem vários tipos de Engines como Game Engine : Uma muito conhecida é a Nvidia, Unity entre outras.

As engines são nada mais nada menos do que bibliotecas que facilitam sua compilação, e descomplica grandes syntaxs, Imagine só se você precisasse criar uma função para exibir uma tabela de produtos ? Poderia ser um pouco trabalhoso no caso do Razor você pode utilizar o DataGrid apenas passando os parâmetros necessários, e deixando que o Razor faça o trabalho por você de buscar e organizar os dados na tabela.

Bom saber

O termo “game engine” originou-se no meio da década de 1990, especialmente em conexão com jogos 3D, como tiro em primeira pessoa. O primeiro motor 3D a ser usado para criar jogos de computador foi o Freescape Engine, desenvolvido pela Incentive Software em 1986, usado para criar jogos de tiro em primeira pessoa a partir de 1987. Preços de motores de jogos variam muito, desde a gratuidade e valores baixos, como US$ 99,00, até valores exorbitantes como US$ 31.200,00 ou mais caros. O processo de desenvolvimento de jogos é frequentemente agilizado, quando um mesmo motor de jogo é usado para criar diferentes jogos

Fonte

WikiPedia

  • No caso do Razor, por que dizer que é um "motor"? Quando você disse uma biblioteca, eu consigo imaginar várias classes com suas funções, etc. Mas um motor... – HeyJoe 19/03/18 às 13:03
  • sim, necesse caso é uma classe com varias funções, que agrupadas geram esse motor; vamos imaginar um motor de um carro com suas varias peças juntas fazendo ele funcionar, no caso do razor creio que ele é em c#, ele não deixa se ser uma biblioteca, mas ganha esse titulo de engine por porssuir muitas funcionalidade que de ante-mão te facilitando assim poupando-o tempo e escrevendo menas linhas de codigo o conceito de engine pode parecer um pouco complexo mas tendo em mente q ela é uma junção de funcionalidades que poderiam ser escritas por vc mas q por conveniencia já estão prontas – Marcos Brinner 19/03/18 às 13:09
  • O Razor é o motor, pois ele faz as coisas funcionarem. Consegue me dar exemplos do que seriam as outras partes do "carro"? – HeyJoe 19/03/18 às 13:47
6

Engine neste contexto pode ser um framework, uma biblioteca, um conjunto de ferramentas, um SDK, ou seja, softwares que estão disponíveis para desempenhar uma tarefa específica e que fora desenvolvido, provavelmente, por especialistas.

O desenvolver provavelmente tratará como SDK ou algo semelhante quando está desenvolvendo. Mas quando estiver rodando não terá o conjunto completo, mas só o executável que fará o trabalho que ele precisa, portanto é só a biblioteca que fará o trabalho.

O termo é muito usado em jogos e outras formas de renderização, mas pode ser usado para diversas qualificações. O Google é um engine de busca.

O engine que costuma ser traduzido como motor, mas eu prefiro mecanismo. Ele é o que faz funcionar algo, é a parte principal de algo maior e sem ele o maior não serviria para nada ou seria muito difícil criá-lo.

O Razor é um renderizador de páginas HTML, assim como o navegador tem um renderizador, mas no navegador o engine pega o HTML e outros componentes e desenha na tela o que for preciso, enquanto que o Razor pega um código, que pode ter HTML padrão, HTML que só ele entende, e programação mesmo (em geral C#), e cria o código HTML puro padrão que será entregue para o servidor HTTP.

Ele pode ser usado em qualquer aplicação que precise gerar HTML. O primeiro uso dele é renderizar a view do ASP.NET MVC. Ainda é muito usado no ASP.NET Core. Mas há gente usando isoladamente, ou seus próprios engines de MVC ou outra forma de lidar como interação via HTML.

O Razor permite que misture códigos de linguagens diferentes (HTML/C#), e que partes destes códigos sejam executados no momento da renderização. As primeiras versões dele só o C# podia fazer isto, mas agora é possível até mesmo usar HTML personalizado que ele entende e transforma no que é padrão, desde que tenha um componente que o ensine fazer a transformação de forma adequada, e este componente será escrito em C# em outro local. Então ele é tão poderoso que você pode criar suas próprias tags HTML (que os navegadores não entenderão, por isso é feita a transformação para um código padrão W3C.

Neste caso todo o código controle da view, o controller, o model, o tratamento de rotas, todas essas coisas do MVC não as outras "partes do carro". O MVC não deixa de ser um engine. Você pode pode ter motores dentro de motores, ou motores auxiliares trabalhando em conjunto com o principal.

O .NET não deixa de ser um engine, embora não seja comum usar esse termo.

Um computador é o dispositivo (device), mas raramente se usa este termo. Engine é um termo bastante geral que tomou mais forma em algumas áreas da computação.

  • Então EngineCode seria um conjunto de códigos? por exemplo um código que faz diversas funçoes? – Maria Clara 19/06/18 às 17:02
  • @MariaClara desconheço o termo. – Maniero 19/06/18 às 17:19

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.