6

Eu estou estudando padrões de projetos e gostaria de saber se a seguinte abordagem esta correta para o padrão bridge e se tem como melhorar:

Padrão Bridge

8

Não dá para saber o que deveria ser feito porque não tem na pergunta, mas isto não parece fazer sentido.

As classes das cidades não implementam a interface. Não sei o que São Paulo está fazendo como agregação ali, a não ser que seja um estado, mesmo assim não consigo ver sentido nisso, Osasco não é um detalhe de implementação de SP. E entendo menos ainda porque Cidadão herda de São Paulo. Pra mim nada disto faz sentido. Isto parece um amontoado de quadrinhos que não fazem nada.

Me parece que achou uma solução e agora que fazer um problema se adaptar a ela. Isto não funciona. Ache o problema e depois procure a melhor solução.

Este padrão existe por uma deficiência da orientação a objeto. Quase todos os padrões classificados pela Gang of Four foram criados para isto. Em uma linguagem funcional não seria tão complicado.

Eu até falo algo sobre isto em Porque não há método String.ToInt()?.

O padrão permite que uma classe delegue para outras o que fazer. Em vez de herdar uma característica ele permite configurar uma característica no objeto.

Ele permite que o objeto indique qual é o tipo que manipulará algum aspecto daquele objeto. Em geral é feita uma injeção de dependência, então quando for chamado um determinado método desta classe ele chamará o método da classe injetada neste objeto.

Nessa resposta no SO tem um bom exemplo:

               ----Shape---
              /            \
         Rectangle              Circle
        /         \            /      \
BlueRectangle  RedRectangle BlueCircle RedCircle

Fica melhor assim e este é o padrão da ponte:

          ----Shape---                        Color
         /            \                       /   \
Rectangle(Color)   Circle(Color)           Blue   Red

Padrão Bridge

Assim evita ter dois níveis de herança que sempre é um complicador e evita ter 4 classes com tudo o que precisa. Você configura a classe de cada forma concreta com a cor que ela deve ter.

Um exemplo em Java retirado daqui:

class Node {
    public int value;
    public Node prev, next;

    public Node(int i) {
        value = i;
    }
}

class Stack {
    private StackImpl impl;

    public Stack( String s ) {
        if (s.equals("array")) {
            impl = new StackArray();
        } else if (s.equals("list")) {
            impl = new StackList();
        } else {
            System.out.println("Stack: unknown parameter");
        }
    }

    public Stack() {
        this("array");
    }

    public void push(int in) {
        impl.push( in );
    }

    public int pop() {
        return impl.pop();
    }

    public int top() {
        return impl.top();
    }

    public boolean isEmpty() {
        return impl.isEmpty();
    }

    public boolean isFull() {
        return impl.isFull();
    }
}

class StackHanoi extends Stack {
    private int totalRejected = 0;

    public StackHanoi() {
        super("array");
    }

    public StackHanoi(String s) {
        super(s);
    }

    public int reportRejected() {
        return totalRejected;
    }

    public void push(int in) {
        if (!isEmpty() && in > top()) {
            totalRejected++;
        }
        else {
            super.push(in);
        }
    }
}

class StackFIFO extends Stack {
    private StackImpl stackImpl = new StackList();

    public StackFIFO() {
        super("array");
    }

    public StackFIFO(String s) {
        super(s);
    }

    public int pop() {
        while (!isEmpty()) {
            stackImpl.push(super.pop());
        }
        int ret = stackImpl.pop();
        while (!stackImpl.isEmpty()) {
            push(stackImpl.pop());
        }
        return ret;
    }
}

interface StackImpl {
    void push(int i);
    int pop();
    int top();
    boolean isEmpty();
    boolean isFull();
}

class StackArray implements StackImpl {
    private int[] items;
    private int total = -1;

    public StackArray() {
        this.items = new int[12];
    }

    public StackArray(int cells) {
        this.items = new int[cells];
    }

    public void push(int i) {
        if (!isFull()) {
            items[++total] = i;
        }
    }

    public boolean isEmpty() {
        return total == -1;
    }

    public boolean isFull() {
        return total == items.length - 1;
    }

    public int top() {
        if (isEmpty()) {
            return -1;
        }
        return items[total];
    }

    public int pop() {
        if (isEmpty()) {
            return -1;
        }
        return items[total--];
    }
}

class StackList implements StackImpl {
    private Node last;

    public void push(int i) {
        if (last == null) {
            last = new Node(i);
        } else {
            last.next = new Node(i);
            last.next.prev = last;
            last = last.next;
        }
    }

    public boolean isEmpty() {
        return last == null;
    }

    public boolean isFull() {
        return false;
    }

    public int top() {
        if (isEmpty()) {
            return -1;
        }
        return last.value;
    }

    public int pop() {
        if (isEmpty()) {
            return -1;
        }
        int ret = last.value;
        last = last.prev;
        return ret;
    }
}

public class BridgeDisk {
    public static void main(String[] args) {
        Stack[] stacks = {new Stack("array"), new Stack("list"),
                new StackFIFO(), new StackHanoi()};
        for (int i=1, num; i < 15; i++) {
            for (int j=0; j < 3; j++) {
                stacks[j].push( i );
            }
        }
        Random rn = new Random();
        for (int i=1, num; i < 15; i++) {
            stacks[3].push(rn.nextInt(20));
        }
        for (int i=0, num; i < stacks.length; i++) {
            while (!stacks[i].isEmpty()) {
                System.out.print(stacks[i].pop() + "  ");
            }
            System.out.println();
        }
        System.out.println("total rejected is " + ((StackHanoi)stacks[3]).reportRejected());
    }
}

Veja outro exemplo.

Ele é como o padrão Adapter, mas precisa ser desenvolvido pensando nesta adaptação enquanto que o Adapter pode ser usado mesmo em classes que não foram pensadas para isto.

Ele é idêntico ao padrão Strategy, exceto pelo fato que este último é sobre o comportamento e o Bridge é sobre a estrutura do objeto.

Na verdade boa parte dos padrões definidos pelo Gang of Four são muito parecidos quando no mesmo grupo.

  • Foi bem clara a resposta. Como eu disse na pergunta, estou estudando o padrão mencionado, tentei puxar um exemplo da vida real pois todos os artigos que li é bem semelhante ao seu exemplo ou sobre JDBC. Mesmo assim foi bem claro e adorei saber que os padrões GOF foram criados justamente para suprir uma deficiência da orientação a objeto, vou pesquisar mais sobre. – ayowole agbedejobi 20/03/18 às 13:05
  • Sim, porém na forma feita, não vejo sentido. – Maniero 21/03/18 às 11:25

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.