9

É uma boa prática ou existe algo da Microsoft recomendando o uso de ushort, uint e ulong sempre que eu tiver certeza que o valor será igual ou maior que 0?

Posso ganhar alguma vantagem utilizando eles ao invés do tradicionais short, int e long? (Além de não ser possível receber um número menor que 0).

Um exemplo seria um método que realizasse a geração de um nome de usuário aleatório, e fosse possível informar o comprimento máximo:

public static string GenerateUsername(int maxLength) {...}

Neste caso eu sempre sei que o comprimento máximo não será menor que 0, então eu deveria utilizar uint ao invés de int?

Minha dúvida surgiu principalmente porque acredito nunca ter visto o uso destes tipos em frameworks, bibliotecas, etc...

11

Não, estes tipos existem essencialmente para comunicação de baixo nível com o sistema operacional ou outros serviços que exijam estes tipos.

Todo framework, exceto quando está fazendo o citado anteriormente, é todo projetado para trabalhar com os tipos sinalizados.

Os tipos não sinalizados realmente não podem ter um número negativo armazenado nele, mas nada garante que se atribua um número negativo para ele, o que causará uma perda de dados e não terá o resultado esperado (em contexto unchecked, o C# protege o uso indevido por padrão). Nem pense nestes tipos como números naturais positivos, eles não são isto.

Um nome de usuário com 4 bilhões de caracteres? Espero que não. Um byte é suficiente, e este tipo é sinalizado porque quase sempre quando só quer 1 byte de capacidade, quer ele inteiro. Há quem reclame desta decisão da linguagem.

Se fosse outro exemplo que faz sentido o int permitiria 2 bilhões de tamanho. Quase sempre isto é suficiente, tanto que as coleções do .NET usam um int como length. Se precisa mais que 2 bilhões provavelmente precisa bem mais que 4 bilhões, e aí um long é mais adequado. É muito raro precisar mais que 2 bilhões e menos de 4. Se isto for necessário o long ainda é a melhor solução. A perda de 4 bytes não costuma ser um problema. Se for um problema, aí o uint pode ser usado, mas com muito cuidado e se prepare para ter outros problemas se comunicando com o resto da aplicação que não espera este tipo.

Só porque não permite valor menor que 0 não é motivo para usar uint.

Se usar o uint sozinho não tem tanto problema, o caldo entorna quando começa misturar ele com o tipo sinalizado, as regras de promoção começam ficar complicadas.

Em C é bem mais usado porque é uma linguagem que faz mais coisas de baixo nível. Embora o uso acaba se valendo até mais em tipos de tamanho fixo já que o padrão do C é ter tipos com tamanho dependente da plataforma. Em C# o uso é extramente raro, e quase todos os poucos casos é por causa de interoperabilidade.

Não é o caso de C#, hoje, mas tem linguagens que fazem um uso "esperto" em certas situações do número negativo onde se espera só positivos.

As regras de uma linguagem não são as mesmas de outra, o que complica um pouco mais.

Por incrível que pareça lidar um unsigned costuma ser mais lento nas principais arquiteturas de processadores, assim como short pode ser mais lento que int.

Se bem que hoje economizar memória é mais importante, as pessoas falam bobagem quando acham que memória não é problema hoje em dia. O processador típico hoje tem só 4, 6 ou 8MB, em mobile nem isso, e é uma memória meio lenta, a rápida tem 32 ou 64KB. RAM é um auxílio para armazenar grandes volumes de dados que não cabem no processador, para fazer algo ser rápido o dado deve estar no processador, isto dá muito mais performance que economizar alguns ciclos de processamento puro.

Mas não tente fazer economia sem testar muito bem em vários cenários, e só se precisar muito, e souber de todos os detalhes que podem mudar. Ou seja, é o tipo de otimização que não é para o bico de quase nenhum programador.

Antes de ver o exemplo no Fiddle anote os resultados que espera que este código imprimirá:

var x = 0u;
System.Console.WriteLine(x - 1);

Veja no .NET Fiddle.

Você acertou todos os resultados? tem certeza que sempre acertará todos? Sabe todas as regras? nem eu sei :)

Experimente passar umint onde se espera um uint. Tem solução, mas é o ideal ou fica parecendo gambiarra por uma decisão errada antes?

Estes tipos sequer fazem parte da CLS.

Se quer um tipo que garanta só positivos escreva um um que faça isto e que interaja bem com todos os outros tipos numéricos, incluindo aqueles que não parecem ser tão numéricos assim, como DateTime.

Por isto que sempre falo que programação é mais complicado do que parece, e que bom que é assim, não seria divertido se não fosse :) Por sorte algumas pessoas procuram aprender todos os detalhes. Por azar de todos a maioria considera que só aprender o superficial é suficiente.

É ótimo ter o tipo na linguagem para os casos onde ele é necessário, mas não é para usar sem motivo.

  • Estou tão acostumado com int, que infelizmente as vezes nem percebo que o utilizo sem necessidade =/ – Vinícius Lima 19/03/18 às 1:15

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.