2

Tenho um projeto que será razoavelmente grande, então seria bem interessante modularizar, eu sei, existe o OSGi, mas eu achei muito complexo e tive dificuldade para adaptar a minha aplicação, a impressão que tive é que vai complicar mais do que facilitar a manutenção,é arrodeio demais simplesmente para usar uma classe que está em um jar separado através de uma interface, então estou pensando em fazer através de ClassLoader, a estrutura que eu penso é a seguinte

Projeto Core

package core;

public interface IModulo {
<T> T getString();
}

Projeto Modulo exemplo

package modulo1;

import core.IModulo;

public class Teste implements IModulo{

public <T> T getString() {
    return (T) "Hello";
}
}

Projeto principal, onde será "instalado" os módulos, esse projeto principal já tem o projeto Core como dependência, ou seja, a interface IModulo já está no classpath, se eu executar através de um simples classe main, funciona, mas pelo Tomcat não, veja o trecho de código

  import core.IModulo;
   public class Main {
public static void main(String[] args) {

    try {
        String jarDoModulo = "C:\\modulo1.jar";
        File file = new File(jarDoModulo);
        URL url;
        url = file.toURL();

        URL[] urls = new URL[] { url };
        ClassLoader cl = new URLClassLoader(urls);          
        Class<IModulo> cls = (Class<IModulo>) cl.loadClass("modulo1.Teste");
        IModulo modulo1 = cls.newInstance();
        System.out.println(modulo1.getString());

    } catch (ClassNotFoundException e) {
        e.printStackTrace();
    } catch (MalformedURLException e) {
        e.printStackTrace();
    } catch (InstantiationException e) {
        // TODO Auto-generated catch block
        e.printStackTrace();
    } catch (IllegalAccessException e) {
        // TODO Auto-generated catch block
        e.printStackTrace();
    }

}

}

O erro que aparece é

Caused by: java.lang.ClassNotFoundException: core.IModulo
at java.net.URLClassLoader$1.run(URLClassLoader.java:366)
at java.net.URLClassLoader$1.run(URLClassLoader.java:355)
at java.security.AccessController.doPrivileged(Native Method)
at java.net.URLClassLoader.findClass(URLClassLoader.java:354)
at java.lang.ClassLoader.loadClass(ClassLoader.java:423)
at java.lang.ClassLoader.loadClass(ClassLoader.java:356)
... 60 more
1
  • 1
    Olá Rodrigo, eu troquei a tag java-ee pela tomcat para tentar te ajudar a atrair mais respostas. Cada container possui suas especificidades de configuração de recursos e ClassLoaders. Além do que o Tomcat é um caso especial que não chega nem mesmo a ser um servidor de aplicação Java EE, é apenas um container Servlet / JSP. 9/08/14 às 15:19
1

Pelo que entendi seu requisito é basicamente separar implementações de determinadas interfaces do core. Estas implementações ficam em projetos jar à parte do seu projeto web principal.

O problema em que você esbarrou acontece pois o Tomcat possui sua própria hierarquia de class loaders.

Da forma que seu código foi escrito, dentro do Tomcat o IModulo será administrado por um WebappClassLoader e a classe Teste pelo seu URLClassLoader (que não possuí nenhuma instância de IModulo carregada, logo, dispara uma exceção).

Existem dois caminhos recomendados aqui:

  1. Coloque o modulo1.jar na pasta WEB-INF/lib do seu projeto principal. Dessa forma as classes do seu módulo estarão disponíveis para a aplicação e você não precisará nem mexer com class loaders. A modularidade ainda é mantida no sentido de ser possível trocar a implementação do módulo sem alterar a aplicação core.

  2. Usar ou escrever um ClassLoader personalizado (se você realmente quer deixar seu módulo em um local non-standard). Até o Tomcat 7 você poderia usar um VirtualWebappLoader para disponibilizar o jar do seu módulo; a partir do Tomcat 8 você pode usar o recurso de PreResources.

6
  • O problema da solução 1 é que eu teria que derrubar o tomcat e refazer o deploy para adicionar um modulo, com o classLoader penso eu, que eu posso "instalar" o jar em runtime e utilizá=lo em ter que parar o tomcat, estou certo? 10/08/14 às 5:04
  • Olá Rodrigo. Você não precisa derrubar o Tomcat, mas devido a própria natureza dos class loaders, precisará sim fazer um reload da aplicação. Configurar o Tomcat para ler novas versões de um .jar no WEB-INF/lib é questão de colocar um reloadable="true" no context.xml. Nesse processo ele "reabrirá" a aplicação (como se você tivesse dado um touch no web.xml) descartando o antigo ClassLoader e abrindo um novo com todos os recursos do seu novo jar. 10/08/14 às 15:03
  • Você ainda pode fazer uma cópia de toda a pasta da sua aplicação, substituir apenas o jar e fazer um deploy paralelo para evitar indisponibilidade para clientes consumindo versões antigas da aplicação. 10/08/14 às 15:03
  • Se mesmo um reload em ambiente versionado não atende seus requisitos eu diria para ir de OSGi mesmo. Substituição de classes a quente requer código não trivial (localizar todas as referências antigas de determinada classe, descartá-las, substituí-las por uma nova versão mantendo o estado das variáveis compatíveis, forçar GC do antigo ClassLoader para evitar leaks, etc). 10/08/14 às 15:04
  • 1
    Entendi Anthony, realmente acaba sendo um código complexo e OSGi deve não ficar tão complexo assim, bem, primeiramente eu estou organizando a infra do meu projeto, onde eu já realmente separo fisicamente os módulos, olha, incrivelmente o código do projeto ficou limpinho e muito fácil de entender, extender, testabilidade etc... impressionante a modularização o quanto facilita, no caso ele está "modularizado" mas não com hotdeploy, acredito que com calma, tentando aplicar o OSGi em cima da minha estrutura que fiz agora, a coisa fique mais clara. 10/08/14 às 18:40

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.