2

Quando eu estudava pseudocódigo, eu aprendi que quando você chama uma função e cria uma variável, ela só "existe" quando eu chamo aquela função, por exemplo.

funcao teste():
      x = 10
      retorna x

No caso, quando eu chamasse a minha função teste, ele criaria a variável x, e depois que ela retornasse ele apagaria.

Eu estou estudando C++ e tentei fazer essa função pra gerar números aleatórios.

int gerar_numeros() {
    srand(time(NULL));

    int x = rand() % 100;

    return x;
}

e para atribuir no vetor esse trecho na função main().

for (int c = 0; c <= 10; c++)
    {
        vetor[c] = gerar_numeros();
    }

Mas o problema é que ele só mudava os números quando eu rodava o script de novo, por exemplo, na primeira vez o todos os valores do vetor era 5, na segunda vez 10 e assim vai, aí eu mudei a lógica pra essa e deu certo.

void gerar_numeros(int vetor[]) {
    srand(time(NULL));

    //int x = 1 + rand() % 100;

    for (int c = 0; c <= 10; c++)
    {
        vetor[c] = rand() % 100;
    }

Naquela lógica de cima é como se a variável x ficasse guardada na memória, e por isso sempre retorna o mesmo número.

6

Variável é um conceito mais abstrato. Ela é algo que ajuda você entender a memorização de dados no seu código. O que vai efetivamente na memória não é a variável. No código através dela você acessa uma posição de memória onde está o dado. Quando está usando a variável não existe, só um endereço.

O que você deve estar falando é escopo de variável.

A primeira função de falto cria uma posição de memória que será acessada pelo seu código com o nome de x e lá terá o valor 10, logo em seguida este valor é copiado para outra área por causa do return e o valor original é descartado no fim da função.

No segundo código nenhuma variável é necessária, basta retornar o que deseja. Mas se vai chamá-la mais de uma vez não pode chamar o srand() nela, esta função inicializa o gerador de números aleatórios, então todas as vezes está indo para o começo da lista.

Um problema não tem nada com o outro. Não é problema de escopo da variável.

Você tentou uma solução aleatória (não resisti) e obteve uma solução para o problema, mas provavelmente não da forma mais adequada.

Desde que já tenha inicializado a semente de aleatórios pode só fazer isto:

int gerar_numeros() { return rand() % 100; }

Note que os números não são exatamente aleatórios, é o chamado pseudoaleatório. Serve para muita coisa, mas não para tudo. Inclusive o C++ já tem solução melhor que do C, que foi a usada.

  • Entendi, o problema é que eu estava iniciando o srand() toda vez que eu chamava a função certo? Obrigado!! – zaque 11/03/18 às 23:41
  • 2
    @zaque Sim srand define o ponto de inicio de geração dos aleatórios. Se define sempre o mesmo ponto de inicio antes de gerar um numero então gera sempre o mesmo numero. – Isac 11/03/18 às 23:56
  • 1
    Para ser mais completo, o problema não é tanto que chamou srand() varias vezes, porque está dando uma semente de time(NULL), que muda. O problema é que chamou srand() varias vezes muito rapido. O código está completando antes que time(NULL) muda de valor. Se executar o código original para gerar muito mais números (talvez 100000), vai resultar em muitos números do mesmo valor seguido por muitos números de outro valor. – Kyle A 14/03/18 às 13:21

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.