2

Estou tentando conectar um leitor RFID ao Windows via Bluetooth.

Consigo identificar qual a 'COM' ele está, porém quando tento chamar via PHP usando 'fopen' por exemplo, da erro "failed to open stream: Permission denied".

Tentei utilizar a função PHPSERIAL, mas também da erro: "Warning: Specified serial port is not valid in C:\xampp\htdocs\serial\PhpSerial.php on line 120".

Tentei executar via terminal o comando "MODE COM7:9600,n,8,1", e da a msg "O dispositivo COM7 não está disponível neste momento."

Em todos os casos, o leitor chega a bipar, porém gera o erro.

Alguém já trabalhou com algo do tipo?

Segue os códigos testados.

<?php
    include 'PhpSerial.php';
    $serial = new PhpSerial;
    $serial->deviceSet("COM7");
    $serial->confBaudRate(2400);
    $serial->confParity("none");
    $serial->confCharacterLength(8);
    $serial->confStopBits(1);
    $serial->confFlowControl("none");
    $serial->deviceOpen();
?>

<?php
    $port = fopen("COM7", "r+b");
    echo fgets($port);
    fclose($port);
?>
  • fopené para abrir um arquivo, no teu caso, para leitura. Onde está o arquivo? – William Aparecido Brandino 9/03/18 às 19:54
  • Vi algumas pessoas dando exemplo de abrir conexão com porta serial usando "FOPEN", fornecendo somente a "COM" como no exemplo acima, acabei testando o código. Não tenho experiencia com porta serial, bluetooth, então qualquer coisa é válida para se chegar ao resultado desejado rs – Eduardo 9/03/18 às 20:06
  • 1
    Não sei se php seria a linguagem adequada para o que você quer, mas já tentou executar o xampp no modo de administrador ? – Marcos Brinner 9/03/18 às 20:39
  • 1
    Eu acredito que python é melhor para mexer com isso....mas nunca mexi. – Karl Zillner 12/03/18 às 22:42
  • 1
    Mesmo sendo um sistema PHP daria para utilizar o python, já que python é nativo linux e o PHP poderia chama-lo via shell – Karl Zillner 15/03/18 às 20:15
3
+50

Lidar com hardware muito específico a partir de linguagens de alto nível geralmente é um desafio, principalmente se for em aplicações Web. Algumas considerações sobre o seu problema e uma sugestão de solução:

O fato do leitor bipar significa que a leitura foi feita no próprio leitor, mas não significa que o valor lido foi enviado a um destino através de alguma interface. Se o leitor é wireless, ele pode nem mesmo estar pareado ao computador, mas acusar a leitura, se estiver energizado.

Se você já detectou que o leitor está pareado ao computador, bastaria acessar a porta correspondente e obedecer o protocolo de comunicação. Pelo que entendi, você já venceu essa etapa e descobriu que o leitor está mapeado na porta COM7.

Sua pergunta não deixa claro que tipo de aplicação você está construindo, se é um script PHP rodando em linha de comando ou se esse código será executado em uma página Web. Se o código for executado em uma página Web, lembre-se que ele irá procurar o leitor na porta COM do servidor onde roda o script PHP, não no cliente Windows, a não ser que o servidor Web seja executado no cliente Windows.

De qualquer maneira, a classe PhpSerial só funciona em modo read/write no Linux. No Windows ela não é capaz de ler o que vem da porta, apenas escrever na porta. Além disso, essa classe é experimental e cheia de bugs, então eu não confiaria nela para rodar uma aplicação real em produção.

Sugiro que você use outra linguagem para conectar-se à porta serial e receber o resultado da leitura. Coloque o código que faz a leitura em um serviço que vai rodar na máquina onde o leitor estiver pareado. Esse serviço pode ser feito usando alguma linguagem nativa do Windows (C#, VB etc.), C, C++, Java ou em cima do Node.js, por exemplo.

Quando o leitor bipar, o serviço recebe o resultado e armazena em um buffer, disponibilizando uma interface HTTP para consulta. O tamanho do buffer e a estrutura de dados (FIFO, LIFO etc.) vai depender do seu requisito de negócio, ou seja, com que frequência a aplicação precisa receber o valor lido. A sua aplicação então busca o valor via HTTP GET no localhost. Se for uma aplicação Web, basta fazer via request AJAX quando o cursor for posicionado no campo, lembrando de configurar no seu serviço o Header HTTP Access-Control-Allow-Origin com o servidor de origem da página, para que o CORS (Cross-Origin Request Sharing) funcione.

Uma vez lido pela interface HTTP, o valor é removido do buffer.

Não é uma solução trivial, mas já desenvolvi algo parecido que roda perfeitamente em centenas de clientes há alguns anos. O lado negativo dessa solução é ter que desenvolver e manter um serviço a mais, além de precisar monitorar esse serviço, para identificar se travou.

  • Meu sistema está hospedado na Web, em um servidor dedicado LINUX. A ideia seria que o sistema web (PHP) chamasse o leitor que está pareado "localmente", realize a leitura e retorne o conteúdo para a web. Óbvio q não é tão fácil assim, permissões, segurança, etc. Neodynamic tem algo parecido com o que preciso, porém voltado para impressão, o software WebClientPrint Processor com suporte ao PHP, onde vc instala no computador cliente, o script da web faz a chamada e envia a impressão. – Eduardo 21/03/18 às 16:57
  • Consegui pegar uns exemplos na web e consegui desenvolver um console onde identifica e lista os dispositivos bluetooth pareados, inicia a conexão com o leitor, inicia o recebimento de tags, finaliza e salva direto no banco de dados. Seria possível chamar esse .exe em um dado momento? – Eduardo 21/03/18 às 16:58
  • Exatamente. Você já conseguiu fazer a parte mais difícil. Uma página Web não conseguirá rodar um arquivo executável, mas você pode deixa-lo rodando o tempo todo (como um servicço, ou rodar na inicialização), com uma porta HTTP aberta localmente. A página só fará uma consulta AJAX no localhost para buscar os valores e povoar o campo. Nesse momento o seu console descarta os valores lidos. – Guilherme Brügger 21/03/18 às 17:12
  • Desculpe, é um "Aplicativo do Windows", .NET 4.5. É q n tenho prática ou conhecimento em questão de console, aplicativos, etc. Exemplo de caso: o RH da empresa acessa o sistema web, cadastra um novo funcionário e atrela o crachá RFID. Para atrelar, o ideal seria chamar a conexão com o leitor nesse momento, realizar a leitura da tag, e o retorno voltaria para o navegador para prosseguir com o cadastro. Com o q vc disse de HTTP/AJAX, o cenário seria possível? Teria alguns termos para pesquisar e dar uma lida para ter melhor entendimento ou algum exemplo? Estou meio perdido rs. – Eduardo 21/03/18 às 17:44
  • Nesse cenário, o funcionário do RH entraria na tela de cadastro. Quando chegasse no campo "ID do crachá:", seria feita uma consulta AJAX recorrente (um polling a cada 1 ou 2 segundos, por ex.) a um endereço local, ex.: localhost:8082. Essa porta estaria aberta no seu aplicativo .NET. A consulta retornaria um indicador de que não há um valor no buffer do aplicativo. Nesse momento, o funcionário usaria o equipamento para ler o ID do crachá. O aplicativo então colocaria esse valor no buffer e ele seria retornado na próxima requisição AJAX, aparecendo no campo correto. – Guilherme Brügger 21/03/18 às 18:35
0

Verifique as permissões do servidor de página (na máquina onde você roda o PHP), pois esse erro de permissão que você está vendo deve estar vindo de daí...

Outras coisas:

1) não sei em que pé está atualmente, mas me parece que o PHP só aceita até a porta COM5. Mais que isso pode dar erro;

2) Troque o seu segundo parâmetro do fopen de "r+b" para w+ para testar. Ficará fopen("COMx", "w+"); onde COMx tem que ser igual ou menor a COM5.

  • 2) Testei todas as possibilidades do fopen. – Eduardo 21/03/18 às 16:40
  • veja se isso ajuda: phpclasses.org/package/… – wBB 21/03/18 às 19:50
  • lembrando que o dispositivo com o qual você vai estabelecer a comunicação tem que estar conectado ao mesmo PC/servidor onde o PHP está instalado. – wBB 21/03/18 às 19:52

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.