3

Basicamente estou na dúvida sobre quando eu devo usar relacionamento 1:1 ou uma tabela grande.

No meu caso eu teria o objeto

public class Person(){
  public Guid Id {get;set;}
  public string Name {get;set;}
  public string Cnpj {get;set;}
  public PersonAdress Adress {get;set;}
}

e depois eu teria o objeto

public class PersonAdress (){
  public Guid PersonAdressId {get;set;}
  public stirng Enderedo {get;set;}

  public virtual Person Person {get;set;}
}

Esta é realmente uma boa pratica?

Ou seria melhor eu ter uma unica entidade

public class Person(){
  public Guid Id {get;set;}
  public string Name {get;set;}
  public string Cnpj {get;set;}
  public string Endereço {get;set;}
}

É claro que fiz uma versão resumida de mais objetos, eles teriam mais campos e mais relacionamentos 1:1.

Fiz alguns testes de desempenho no SQLServer e houve uma diferença muito pequena, em um universo de 20.000 registros.

Porem como eu tenho conhecimento do DBA, fico preoculpado.

  • 2
    Sim, é uma boa prática separar as entidades, e seu exemplo está certo do ponto de visto de como relacionar – Ricardo Pontual 9/03/18 às 18:39
  • @RicardoPontual muito obrigado! – Rodrigo K.B 9/03/18 às 18:41
  • 1
    Sim! Essa é uma boa prática sim. Inclusive, imagine que, as pessoas se mudam. Se você quiser manter um histórico, desta forma fica mais fácil de alterar mais para frente ne... – DiegoSantos 9/03/18 às 18:46
1

Tentar modelar tabelas menores sem duvidas é uma boa prática, para isso existe os níveis de normalização de banco de dados para te guiar nesse processo. O seu teste não tem resultados tão perceptíveis porque é um exemplo pequeno (20mil registros para um SQL Server é praticamente nada), o problema vai escalar junto com o tamanho do seu projeto, tanto no banco de dados quanto no seu back-end devido ao ORM.

No contexto do banco de dados, normalizar serve para diminuir a redundância e duplicidade de informação dentro do banco de dados. Vejo muita gente falando que dividir demais causa a necessidade de fazer muito JOINS, mas vale lembrar que o join é um dos conceitos básicos do banco relacional, sendo uma operação muito bem refinada e performatica.

No contexto de classe, um objeto grande fica, normalmente, muito mais tempo na memória e sobrevive a inspeções do Garbage Collector, se torna um objeto de gen2. O problema com esse tipo de objeto é que é necessário fazer um FullGC para fazer a limpeza dele, que é bastante custoso para a performance.

  • muito obrigado por sua resposta, muito esclarecedora, tenho muita preocupação com o desempenho de minhas aplicações. – Rodrigo K.B 9/03/18 às 19:15

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.