8

Quando devo escolher entre usar o for ou foreach?

Ambos fazem praticamente a mesma coisa, e eu mesmo sempre me pergunto se estou utilizando a opção "correta"...

Minha dúvida aumenta quando pessoas dizem pra utilizar o for por "ser mais performático" e outros dizem pra usar o foreach pelo código ficar mais legível. Porém o @Maniero mostra que pode acontecer o contrário nesta resposta, e que o foreach pode sim ser mais rápido que o for.

  • Sendo assim, como é possível saber quando utilizar um ou o outro em questões como performance, flexibilidade, fácil manutenção e integração por exemplo?
  • Quais parâmetros devo analisar ou levar em consideração para decidir qual pode ser mais vantajoso?
  • Acho que essa diferença de performance é tão mínima, e nunca é o gargalo em um software, normalmente fazemos outras coisas tão grotescas que isso ai é ínfimo. – Dorathoto 26/02/18 às 14:16
  • @Dorathoto A dúvida não é apenas sobre performance, editei a pergunta, pra ver se ficou um pouco mais fácil de enter o que eu quero :) – Vinícius Lima 26/02/18 às 14:19
  • Se poderia colocar um contexto, um código, uma particularidade, porque, eu acho que é mais especulação do que um fato, veja, a pergunta é boa, mas, vai gerar muitas opiniões porque falta o contexto de aplicação. Usar for ou foreach é mais layout do que certo ou errado. – Virgilio Novic 26/02/18 às 14:28
  • Não sei se ajuda, mas como regra geral eu sigo a seguinte, quando eu não sei quantos elementos irei iterar no laço eu utilizo foreach, quando eu sei utilizo For, por outro lado o foreach usa mais recursos nas iterações – Hebert Lima 26/02/18 às 18:24
15

Vou falar de coleções, mas entenda que sejam todos os tipos enumeráveis.

Semântica

É uma questão semântica. Você está percorrendo uma coleção (array, lista, string, dicionário, estrutura JSON, conjunto de dados de um DB, etc.)? Então o foreach é bem adequado, ele foi feito para isto, ele pega a coleção e analisa item por item, é exatamente o que você quer. É mais conveniente.

Segurança

Ele costuma ser mais seguro, robusto, confiável já que torna difícil errar, alguns erros são impossíveis nele, e mais legível porque indica o que vai fazer: varrer uma coleção.

Não faz o que precisa, de forma conveniente

Mas tem lá suas idiossincrasias também. Ele usa a coleção de forma imutável, se é o que deseja, e quase sempre é, ele é ótimo, mas se precisa modificar a coleção (não estou falando dos itens dela) aí, hoje (não sei no futuro), só o for resolve para você.

Outra idiossincrasia é que ele pega o valor por cópia e muitas vezes você faz operações que parecem que é uma referência, mas não é. Mas já está aí as estruturas por referência (ref) que podem minimizar isto.

Tem coleção que não possui ordem e o foreach é a única forma de percorrer corretamente.

Tem casos que precisa fazer algo que o foreach não suporta, por exemplo se precisar um await na coleção. Mas tem proposta para aceitar um foreach await.

Se precisa varrer a coleção ao contrário não tem como usar o foreach e parece que não querem colocar um foreachreverse na linguagem, apesar das inúmeras propostas. Tem paliativo com custo.

Índice

Outro ponto bem importante é quando precisa do índice do item. Algumas linguagens proveem o índice se você quiser no foreach, mas a maioria não oferece isto, então se precisa, não tem muito jeito, o for é sua solução, ele exige o uso de uma variável de índice para que você acesse o item manualmente. C# não oferece o índice, um dos motivos de ter o for.

É possível criar uma estrutura onde você passa uma coleção e recebe o valor do item junto com o índice, aí poderia usar o foreach até no caso de precisar do índice, mas a performance é pior e fica feio (ainda que isto seja subjetivo).

using static System.Console;
using System.Linq;

public class Program {
    public static void Main() {
        var lista = new[] { "abc", "def", "ghi" };
        foreach (var item in lista.Select((value, i) => (i, value ))) {
            WriteLine($"{item.i} => {item.value}");
        }
    }
}

Coloquei no GitHub para referência futura. Não coloquei nos IDEs online porque nenhum está aceitando tuplas ainda.

Flexibilidade

O for "puro" é um mecanismo ligeiramente de mais baixo nível e deveria ser evitado, mas não renegado como muitos o fazem. Tem linguagens que nem tem um for, algumas sequer o while que tem semântica semelhante, mas não igual. Você pode andar em passos de variadas formas. Um for é um while "enfeitadinho", apenas por coincidência ele varre uma coleção.

Performance

Se precisa dela e a linguagem oferece melhor performance para aquele caso específico usando o for no lugar do foreach pode ser mais interessante seu uso. Tem que medir, afinal se precisa da performance você já fez medições. Não é para correr pro mais rápido sem sequer saber se precisa e qual é mais rápido. Em muitos casos o C# é tão ou mais rápido usando o foreach do que fazendo manual, ele consegue otimizar melhor eliminando verificações desnecessárias porque ele pode provar que não fará acesso em item indevido fora da faixa existente.

Tem casos que a performance do foreach pode ser bem pior, dependerá do enumerador utilizado. Tem casos que até criará um algoritmo exponencial sem querer, e isto é trágico. Não tem nada de diferença trivial em um caso assim. Claro que precisa saber como não entrar em um O(N2) usando o for, não é simples, mas pelo menos ele permite você otimizar (não em todos os casos, tem problemas que são exponenciais mesmo).

Contagem

Se o que você varrerá não é uma coleção então o for provavelmente será uma opção mais interessante, afinal aí você está fazendo uma contagem, está evoluindo uma sequência, possivelmente criando uma coleção nova, então não faz sentido usar um foreach.

Há uma proposta para C# ter ranges, aí o foreach poderá ser usado até mesmo quando não tem uma coleção. Na verdade isto já pode ser usado com Enumerable.Range(), mas costuma ser esquisito o seu uso na maioria dos casos, me parece uma forçação para usar o foreach onde não precisa. De fato a criação deste método foi para uso com LINQ que tem foreachs internos e precisa de uma solução assim.

Só lembre que um for não é só para fazer uma contagem. Muitas pessoas acham que só um for (var i = 0; i < c.Length; i++) pode ser usado, mas qualquer das três partes pode ter quase qualquer coisa, o primeiro e terceiro são statements, espera-se uma inicialização ali, mas pode fazer outras coisas, pode fazer várias inicializações, pode fazer nada. O terceiro é um passo, pode colocar o que quiser que seja executado em cada passo da repetição, em geral não faz sentido deixar em branco, mas pode. O segundo precisa ser uma expressão booleana e até pode ficar em branco, apesar de não ser muito adequado. Até isto funciona:

for (;;)

O que isto faz?

E note que for ou foreach são comandos e não funções por isso o "correto" é for () e não for(). Ambos funcionam igual, mas o segundo parece que é uma função, dá a ideia errada.

Conclusão

Embora funcione em qualquer caso, tem certo e tem errado. Você viaja do Rio para SP de moto, carro, caminhão, ônibus ou avião, cada um tem uma vantagem, estão aí as diretrizes para escolher.

1

De uma maneira geral, há benchmarks por ai mostrando que a diferença entre eles não é tão grande na maioria dos cenários, mas há alguns específicos que tem uma diferença.

Veja nesse benchmark por exemplo que mostra a interação dos dois comandos em vários tipos de objetos, e em particular com um DataTable (ainda se usa muito???) a performance do foreach é superior, no cenário de teste proposto é claro: http://cc.davelozinski.com/c-sharp/for-vs-foreach-vs-while

Já esse outro benchmark mostra uma diferença pouco relevante entre os dois: https://www.dotnetperls.com/for-foreach

Concluindo, a não ser que você tenha um cenário bem específico, acredito que seja mais uma questão de preferência usar um ou outro. Claro que um loop foreach aparenta ser mais legível, mas depende do tipo de coleção que você está usando (array, dicionário, lista, etc).

Por fim, no Stackoverflow em inglês, tem um post legal sobre o assunto, que aborda outros aspectos além de performance, que tem também outros resultados para comparação: https://stackoverflow.com/questions/365615/in-net-which-loop-runs-faster-for-or-foreach

1

Ambos fazem praticamente a mesma coisa...

Ambos fazem a mesma coisa quando pensamos em percorrer uma coleção.

Sendo assim, como é possível saber quando utilizar um ou o outro?

Depende da sua necessidade, o for executa uma operação N vezes, enquanto que o foreach executa uma operação em todos objetos/valores da coleção especificada. Perceba que o for tem bem mais uso que o foreach, já que o foreach serve basicamente para iterar sobre uma coleção.

Quais parâmetros devo analisar ou levar em consideração para decidir qual pode ser mais vantajoso?

Questão de benchmark, como você mesmo citou, vai depender do caso em qual um é mais performatico que o outro.

O foreach deve ser utilizado em um contexto ao qual eu vou percorrer todos os objetos/valores da minha coleção. O foreach acaba funcionando em qualquer IEnumerable já que ele utiliza o GetEnumerator() para realizar sua operação, enquanto que o for só possui lógica utilizar em coleções ao qual eu posso utilizar um index (arrays e coleções de IList).

Existe casos de limitação também. Exemplo é que o foreach não permite você adicionar ou remover itens dentro da coleção enquanto você interagem sobre ele. Se você precisa fazer isso, é necessário utilizar o for ou fazer um clone da coleção.

1

A diferença entre eles é bem sutil, que não penso que modificará o desempenho do seu código. Mas caso esse nível de desempenho seja importante para você( estamos falando de 2 vezes ou 5 vezes mais rápido), te aconselho a mudar a linguagem para uma de mais baixo nível. Entretanto, segue aqui uma resposta que achei no stackOverflow EN.

  • Ciclos for sao um pouco mais que 2 vezes mais baratos que ciclos
  • foreach em Listas. Iterando em um Array é mais ou menos 2 vezes mais econômico que iterar em uma Lista.
  • Como consequência, ciclos em Array usando for é 5 vezes mais barato que ciclos em List usando foreach(Que creio que seja o que nos fazemos).
1

Tudo depende da sua necessidade, eu acho que primeiramente vem a sua necessidade de manipular/percorrer aquela coleção. Por exemplo:

Eu sempre utilizo for quando preciso manipular os objetos que estou percorrendo, pois no foreach é como se fosse criado uma cópia temporária do objeto e se você modifica-lo não irá afetar o mesmo dentro da coleção. Tem também a vantagem de você saber qual posição o objeto se encontra dentro da coleção. Outro caso onde eu utilizo for é quando preciso percorrer apenas determinadas posições, no foreach você não consegue pois você percorre da posição 0 a X.

Eu uso o foreach em casos onde eu preciso percorrer toda a lista sem exceção.

Essas são só algumas situações que me fazem decidir entre um ou outro. Caso ambas estejam de acordo com o que você precisa, eu acho que você tem que recorrer a performance, percorrer uma lista inteira por exemplo pode ser custoso e utilizar o mais rápido e eficiente pode ser a melhor opção.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.