0

Assistindo muitos tutoriais e vídeo aulas, sempre vejo que é criado um arquivo java para cada ação/classe. Assim como indico na imagem abaixo com a seta numero 1 amarela.

Mas como meu aplicativo está ficando enorme, estou começando a colocar as classes dentro de um único arquivo, já que cada classe será utilizada apenas na opção que for aberta. Assim como indico com as setas em cores vermelhas.

inserir a descrição da imagem aqui

Agora a questão é: estou fazendo isso de forma correta? Ou isto poderá deixar meu aplicativo mais lento e devo fazer com cada classe separada em cada arquivo como era antes mesmo?

Minha ideia é simplificar o melhor possível mantendo uma boa velocidade de execução.

  • 1
    Acredito que nesse caso a performance não é afetada, e sim a organização do seu projeto, isso não vale somente para aplicativos mobile, e sim para qualquer tipo de projeto – MarceloBoni 21/02/18 às 7:10
  • Entendo, eu também acho que pela lógica não deveria afetar. Acho ruim do java, que é necessário digitar umas 15 linhas pra uma ação simples. Em quanto no php a mesma ação poderia ser feita com 1 única linha. Qualquer aplicativo simples que criamos se enche de classes. Então por isso fiz essa pergunta, para que eu não tenha problemas no futuro quanto tiver muitos usuários utilizando. Obrigado por responder amigo. – Fernando VR 21/02/18 às 7:14
  • 4
    Não se preocupe antecipadamente com desempenho. Isso vai te levar a evitar padrões de código perfeitamente válidos e escrever código menos legível. Escreva o código mais correto e limpo que puder. Se surgirem problemas de desempenho, faça as medidas para determinar onde está o problema. Raramente vai ser nesse tipo de detalhe. – Pablo Almeida 21/02/18 às 10:54
  • 1
    Tambem é preciso levar e consideração que o java irá criar arquivos de bytecodes separados para cada classe, mesmo que estejam em um unico arquivo, talvez isso afete apenas o tempo de compilação, mas a performance após compilado acredito que nao. – user28595 21/02/18 às 11:13
  • @Artícuno Do jeito que ele fez compila? Se não me engano o Java só aceita uma classe pública (e N não-públicas) por arquivo, e não N classes públicas (não falando de inner classes). – Piovezan 21/02/18 às 13:41
4

A visão geral da resposta do @Pagotti está certa, se feita do jeito certo. Porém, suas classes não são estáticas. Se não é estático, é de instância. Sabe o que acontece quando algo é de instância? Ele precisa guardar a referência para a instância original.

Como posso provar que é de instância? Nas classes internas, você consegue fazer FragmentList.this, que retorna a referência ao objeto de FragmentList que instanciou a classe, por exemplo, EquipeList.

Internamente, como funciona? Todos os construtores das classes internas recebem um argumento a mais 1, o FragmentList.this. Portanto, criar um objeto de uma classe de "instância" impõe um argumento a mais na pilha do que um construtor normal de classe auto-contida. Também tem a questão que cada objeto vai fazer uma referência a mais, portanto vai ter mais um campo dentro de cada objeto.

Qual o impacto real disso? Só medindo, eu acho que é quase nada para aplicações normais. Saiba que jogos não são aplicações normais. Um jogo precisa ser otimizado de modo que o usuário não tenha a percepção de framemiss. Isso significa que você só tem 16ms entre dois quadros para processar tudo e fornecer uma nova tela (tempo válido para Android, não lembro em outras plataformas). Mas normalmente não é com essa escovação de bit que você consegue dar a performance necessária.

  • 1
    Obrigado pela resposta amigo. Não estou fazendo um jogo não. É um aplicativo simples de classificados. Porém tem muitas telas como FAQ, Sobre a empresa, Formulário de Contato, Festas e Eventos e etc. A questão que comecei a fazer assim é que cada item que chama uma lista no banco de dados ou um link em json, eu preciso criar uma classe adapter para popular a lista. Então em vez de criar um arquivo para cada adapter, estou fazendo ele dentro da classe responsável por cada layout. Ja que é algo simples e creio q não seja pesado para uma performance. Mas entendi sua resposta também. Obrigado ^^ – Fernando VR 21/02/18 às 17:13
  • Há alguma referência para o que está dizendo, Jefferson? – Caique C. 21/02/18 às 20:56
  • @CaiqueC. leitura de bytecode? Também tem a parte do GWT explicando que classes internas não são serializáveis automaticamente porque não tem construtor padrão, pois todos os construtores recebem um argumento implícito. Vou procurar uma referência mais canônica, entretanto – Jefferson Quesado 21/02/18 às 21:09
  • @CaiqueC. ainda não canônico, mas em outra referência: stackoverflow.com/a/70613/4438007 – Jefferson Quesado 21/02/18 às 22:02
  • @CaiqueC. referência canônica: docs.oracle.com/javase/tutorial/reflect/member/… ; vou encaixar na resposta agora – Jefferson Quesado 21/02/18 às 22:44
3

Não tem diferença no desempenho final

Separar um arquivo para cada classe é uma boa prática para deixar código mais legível e organizado. O resultado da execução do programa depois de compilado será o mesmo se você tiver as classes em um arquivo único ou em vários arquivos separados.

  • 1
    Se as classes forem estáticas =/ classe não estática/de instância o desempenho é pior um pouco – Jefferson Quesado 21/02/18 às 11:15
  • Obrigado pela resposta amigo, creio que para o que estou fazendo, e por tudo que me responderam nesse tópico, acho que realmente não terei problemas com o desempenho. Ja fico mais tranquilo para seguir a programação. Obrigado ^^ – Fernando VR 21/02/18 às 17:15
  • @JeffersonQuesado eu tinha entendido que a dúvida dele não se referia a estrutura das classes e sim se colocava em arquivos separados ou tudo junto. Mas lendo a sua resposta entendi que na verdade a questão vai além porque no caso do Java no mesmo arquivo só cabe classe interna, acho que se não for interna ele nem compila. – Pagotti 21/02/18 às 20:33
  • @Pagotti, o caso de ter várias classes como raiz tem o mesmo efeito de serem classes estáticas. Talvez tenha problema de visibilidade, não lembro ao certo como lidar com isso. Só sei que é tão raro ver isso que eu mesmo me esqueço da existência. – Jefferson Quesado 21/02/18 às 22:27

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.