0

Possuo um código onde preciso realizar diversos replaces e para isso fiz da seguinte maneira:

exemplo := "Olá, meu nome é xpto, na verdade xpto da silva xpto"
formated := strings.Replace(exemplo, "xpto", "Fulano")
formated := strings.Replace(formated, "Olá", "oi")

fmt.Println(formated)

Para tentar deixar mais "amigável" resolvi criar uma variável do tipo string que me permita usar o um método "replace" encadeado, que ficaria da seguinte maneira:

exemplo := "Olá, meu nome é xpto, na verdade xpto da silva xpto"
formated := custom(exemplo).replace("xpto", "fulano").replace("olá", "oi")

Para isso fiz:

type custom string

func (c *custom) replace(old, new string) custom {
    content := string(*c)
    return custom(strings.Replace(content, old, new, -1))
}

func main() {
    text := custom("Olá, nome, Olá, nome")
    fmt.Println(text.replace("Olá", "oi").replace("nome", "nombre"))

}

Ao executar o código apenas com 1 replace o mesmo é executado com sucesso, porém se eu tentar encadear outro replace como no exemplo acima recebo o erro de que não é possível acessar o ponteiro nem o endereço de text.replace("Olá", "oi"), acredito que este erro é gerado porque quando retorno o "custom" em replace nenhum endereço de memória é atribuído para ele.

cannot call pointer method on text.replace("Olá", "oi")

cannot take the address of text.replace("Olá", "oi")

Já tentei atribuir o retorno de replace para uma variável para gerar um endereço de memória:

func (c *custom) replace(old, new string) *custom {
    content := string(*c)
    formated := custom(strings.Replace(content, old, new, -1))

    return &formated
}

Só que desta maneira, o Println em main exibirá o endereço e não o valor.

Como posso usar o valor retornado de uma função em um método encadeado?

1

Você pode criar um ponteiro, da seguinte maneira:

func (c *custom) replace(old, new string) *custom {
    content := string(*c)
    r := custom(strings.Replace(content, old, new, -1))
    return &r
}

Então usa-lo como:

func main() {
    text := custom("Olá, nome, Olá, nome")
    fmt.Println(*text.replace("Olá", "oi").replace("nome" ,"xx"))
}

Isso funcionará como o esperado, use o * para recuperar o valor, no print.

Uma outra opção é justamente não usar referencias/ponteiros:

func (c custom) replace(old, new string) custom {
    return custom(strings.Replace(string(c), old, new, -1))
}

func main() {
    text := custom("Olá, nome, Olá, nome")
    fmt.Println(text.replace("Olá", "oi").replace("nome" ,"xx"))
}

Teste isto em https://play.golang.org/p/mrQPxpqDL8s


Qual a diferença de um e de outro? Basicamente se você usa (c *custom) você está dizendo que a entrada é uma referencia, não o valor.

Logo, se você faz:

func (c *custom) replace(old, new string) custom

Você espera uma entrada como referencia, mas tem como saída o valor em si. O Golang tenta "converter automaticamente" (ele usa a referencia ao invés do valor em si), veja que isso funciona:

text := custom("Olá, nome, Olá, nome")
x := text.replace("Olá", "oi")
y := x.replace("nome", "nombre")

fmt.Println(y)

As variáveis são endereçáveis, é possível criar o ponteiro, com &x. O problema é que no Golang você não permite criar ponteiros de qualquer coisa, isso é inválido:

fmt.Println( (&text.replace("Olá", "oi")).replace("nome", "nombre") )

Observe que da o mesmo erro, inclusive se você fizer:

fmt.Println( (&text.replace("Olá", "oi")) )

Isso é justamente o o Go tenta fazer internamente, e é a causa do "cannot take the address of text.replace("Olá", "oi")".

Segundo a documentação em "Address Operator" você só pode criar referencias de variáveis, slices e afins.

Já usando o c custom você espera o valor em si, não o ponteiro dele, assim ele funcionará.

  • eu achei que só conseguiria acessar um valor se usasse um ponteiro para definir o método replace em: func (c *custom); qual a diferença entre usar ou não um ponteiro nesta parte func (c *custom)? – RFL 19/02/18 às 14:13
  • @RFL, editei para acrescentar esse detalhe. Ficaria longo num comentário. – Inkeliz 19/02/18 às 17:39
  • Só lembrando existem mais diferenças, usando o c custom você não pode alterar o valor original, por exemplo veja aqui, isso ocorre justamente porque ele não é um ponteiro pro valor original. Mas, me restringir na diferença neste caso especifico, não em todas as diferenças, que inclusive nem sei se sei todas, ahaha. – Inkeliz 19/02/18 às 17:52

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.