1

Preciso fazer duas iterações no mesmo ResultSet. Pra isso eu fiz o seguinte:

Setei parâmetros em um Statement para tornar o cursor editável, conforme o meu construtor da classe de conexão:

public ConexaoComDb(){


        try {

            Class.forName("org.h2.Driver");

        } catch (ClassNotFoundException e) {
            // TODO Auto-generated catch block
            e.printStackTrace();
        }


        try {

            cn = DriverManager.getConnection("jdbc:h2:./lib/BDContaNoBB", "sa", "");

             stmt = cn.createStatement(
                     ResultSet.TYPE_SCROLL_INSENSITIVE,
                     ResultSet.CONCUR_UPDATABLE);

        } catch (SQLException e) {
            // TODO Auto-generated catch block
            e.printStackTrace();
        }

    }

Depois eu faço um while(resultSet.next()). Depois disso, vem eu seto o result com o first(). Em um método seguinte eu tento iterar de novo com o resultSet.next(), mas ao invés de mostrar a tabela completa com o print, o que aparece é duas vezes a primeira linha, como se não houvesse havido iteração em nenhum dos dois whiles.

Abaixo segue o código do método que realiza a query, gerando conteúdo para o resultSet, e o método que tem o primeiro while (rs.next()):

public void executaBusca(String nomeTable, String colunas, String condicao){


        try {


            rs = stmt.executeQuery("SELECT " +colunas+ " FROM " +nomeTable+
                    " "+condicao);

            imprimeConsulta(rs);
        } catch (SQLException e) {
            // TODO Auto-generated catch block
            e.printStackTrace();
        }
    }

Primeiro while (rs.next()):

public void imprimeConsulta(ResultSet result){

        try {

            metaDadosDoRs = result.getMetaData();
            numeroColunas = metaDadosDoRs.getColumnCount();
            int greaterCel;

            for (int coluna=1; coluna<=numeroColunas; coluna++){
                greaterCel= tamanhoDaMaiorCelula(coluna);
                formatarCelulas(greaterCel, coluna);
            }

            } catch (SQLException e) {
                // TODO Auto-generated catch block
                e.printStackTrace();
            }
    }

Segundo while(rs.next()):

public int tamanhoDaMaiorCelula(int coluna){

        int TamConteudoDaAtual=0;
        int TamConteudoDaAnterior=0;
        int indiceMaiorCel=0;
        int tamMaiorCel=0;
        String conteudo;



        try {


        while(rs.next()){           

            conteudo = rs.getString(coluna);


            TamConteudoDaAtual = conteudo.length();

                if (TamConteudoDaAtual > TamConteudoDaAnterior){
                    indiceMaiorCel = TamConteudoDaAtual;
                    tamMaiorCel = TamConteudoDaAtual;
                 }

            TamConteudoDaAnterior = TamConteudoDaAtual;

        }

        } catch (SQLException e) {
            // TODO Auto-generated catch block
            e.printStackTrace();
        }

        try {

            formatarCelulas(tamMaiorCel, coluna);

        } catch (SQLException e) {
            // TODO Auto-generated catch block
            e.printStackTrace();
        }

        return tamMaiorCel;
        }

E finalmente, o método que imprime a tabela formatada. Que era pra imprimir toda ela, que possui 5 linhas, mas só imprime duas vezes o conteúdo da primeira linha...

public void formatarCelulas(int tamMaiorCel, int coluna) throws SQLException{

        rs.first();

        ArrayList<String> stringFormatada = new ArrayList<String>();

        do {

                int tamQueFalta = rs.getString(coluna).length() - tamMaiorCel;
                char[] arrayDoTamQueFalta = new char[tamQueFalta];

                String tamLast = new String (arrayDoTamQueFalta);

                stringFormatada.add(rs.getString(coluna));
                stringFormatada.add(tamLast);

                System.out.println(stringFormatada.toString());

                stringFormatada.clear();

            }while(rs.next());

        }
  • Você poderia postar a classe ConexaoComDb inteira, para ficar mais fácil de analisar e alterar o código? Além disso, em que contexto você usa o método executaBusca e com quais parâmetros? Estou redigindo uma resposta e o seu código têm vários problemas, mas se você me der essas informações, eu consigo elaborar uma resposta mais precisa e detalhada. – Victor Stafusa 8/02/18 às 14:14
1
  1. Não armazene os Statements e ResultSets em variáveis de instância sem ter um motivo muito forte para fazer isso. Esta forma que você está usando faz com que eles fiquem muito mais difíceis de serem adequadamente gerenciados e muito mais fácil de se fazer besteiras com eles.

  2. Embora você possa ler um ResultSet mais do que uma vez, isso não costuma ser uma boa ideia. O ideal é que você o leia apenas uma vez e monte na memória uma estrutura que corresponde ao que você leu (não necessariamente em um mapeamento 1-para-1, você pode fazer otimizações, simplificações e totalizações enquanto lê o ResultSet). No seu caso você está tentando percorrer duas vezes para cada coluna só para determinar o tamanho da maior string na primeira e ler o dado na segunda. Isso é terrivelmente ineficiente, pois o ideal é minimizar o tráfego de dados com o banco de dados (mesmo que seja o H2 em memória) e portanto você só deveria percorrer o ResultSet uma, e somente uma vez para cumprir o propósito do método executaBusca.

  3. Evite formar SQLs ao concatenar pedaços de Strings. Fazer isso é pedir para ter problemas de segurança com injeção de SQL, e por esse motivo é considerado uma péssima prática de programação.

  4. NUNCA faça isso:

        } catch (SQLException e) {
            // TODO Auto-generated catch block
            e.printStackTrace();
        }
    

    Isso daí é pedir para o seu programa ter erros misteriosos e difíceis de rastrear. É tentar prosseguir em fazer algo que já se sabe que deu errado como se tivesse dado certo.

  5. Isso daqui não deve mais ser necessário:

        try {
    
            Class.forName("org.h2.Driver");
    
        } catch (ClassNotFoundException e) {
            // TODO Auto-generated catch block
            e.printStackTrace();
        }
    

    Veja mais sobre isso nessa outra questão minha.

  6. Gerenciar os seus recursos fica muito mais fácil ao utilizar-se o try-with-resources. No seu caso você não está gerenciando-os adequadamente e nem mesmo com algo que seria próximo do adequado.

  7. Não coloque o modificador public em métodos internos. O método disponibilizado para ser usado externamente é o executaBusca. Os demais métodos são funcionalidades internas do executaBusca que não deveriam ser disponibilizadas para outras classes usarem.

  8. A forma como você faz para tentar formatar uma coluna não funciona. Para demonstrar o porquê, veja esse código:

    import java.util.ArrayList;
    import java.util.List;
    
    class VaiDarErrado {
        public static void main(String[] args) {
            String a = "batata";
            char[] teste = new char[123];
            String s = new String(teste);
            List<String> lista = new ArrayList<>();
            lista.add(a);
            lista.add(s);
            System.out.println(lista.toString());
        }
    }
    

    Eis a saída:

    [batata, ]
    

    Veja o resultado no ideone.

    Ou seja, todo o cálculo de tamanho de coluna e de espaços a serem preenchidos é em vão porque o tamanho do char[] passado ao construtor de String é irrelevante e o que importa nele é quais posições estão preenchidas, que não é nenhuma no seu caso. Além disso não é boa ideia usar ArrayList para concatenar ou formatar Strings. Use o StringBuilder ou então o método format(String, Object...) para isso. O fato de você estar usando System.out.println significa que você quebra linhas após cada dado, e portanto o alinhamento dos espaços extras seria irrelevante. Por fim, mesmo se você arrumar essa questão dos espaços extras e quebras de linha, vai dar errado porque você vai mostrar os dados agrupados por coluna, e não por linha. Ou seja, essa parte está completamente errada e tem que ser refeita do zero.

  9. Usar System.out.println como saída dos dados é algo muito ruim. Isso torna esse método quase impossível de ser reutilizado em um ambiente onde a ideia seria colocar os resultados em uma tela ou então em uma tabela HTML ou coisa assim sem que o código tenha que sofrer significativas alterações. E se o código está numa situação onde ele precisaria sofrer significativas alterações para ser reutilizado, então significa que não é um código bom.

  10. Evite utilizar variáveis com tipos que sejam implementações de interfaces tais como ArrayList e lembre-se da sintaxe do diamante ao usar genéricos. Por exemplo, ao invés disso:

    ArrayList<String> stringFormatada = new ArrayList<String>();
    

    Use isso:

    List<String> stringFormatada = new ArrayList<>();
    

    Observe que embora o construtor chamado ainda seja o de ArrayList, o tipo da variável é List simplesmente. Isso torna-se bastante importante quando você tem parâmetros do tipo ArrayList ou métodos que retornam ArrayList. Quando você usa apenas List, você elimina vários problemas de interoperabiliade que resultariam quando você tiver que interagir com outros tipos de listas.

Bem, agora que enumerei os problemas, vamos começar criando uma classe para representar uma linha da tabela:

import java.util.List;

public final class Linha {
     private final List<String> dados;

     public Linha(List<String> dados) {
         this.dados = dados;
     }

     public void computarTamanho(int[] tamanhosColunas) {
         if (tamanhosColunas.length != dados.size()) throw new IllegalArgumentException();
         for (int i = 0; i < tamanhosColunas.length; i++) {
             String dado = dados.get(i);
             if (dado == null) dado = "<null>";
             int t = dado.length();
             if (t > tamanhosColunas[i]) tamanhosColunas[i] = t;
         }
     }

     public void formatar(StringBuilder sb, int[] tamanhosColunas) {
         if (tamanhosColunas.length != dados.size()) throw new IllegalArgumentException();
         for (int i = 0; i < tamanhosColunas.length; i++) {
             if (i != 0) sb.append(' ');
             String dado = dados.get(i);
             if (dado == null) dado = "<null>";
             sb.append(dado);
             for (int j = dado.length(); j < tamanhosColunas[i]; j++) {
                 sb.append(' ');
             }
         }
         sb.append('\n');
     }
}

Agora uma classe para representar a tabela de resultados:

import java.util.ArrayList;
import java.util.List;

public final class Tabela {
     private final List<Linha> linhas;
     private final int[] tamanhosColunas;

     public Tabela(int qtdColunas, List<List<String>> listao) {
         this.tamanhosColunas = new int[qtdColunas];
         this.linhas = new ArrayList<>();

         for (List<String> listinha : listao) {
             Linha proxima = new Linha(listinha);
             linhas.add(proxima);
             proxima.computarTamanho(tamanhosColunas);
         }
     }

     @Override
     public String toString() {
         StringBuilder sb = new StringBuilder();
         for (Linha lin : linhas) {
             lin.formatar(sb, tamanhosColunas);
         }
         return sb.toString();
     }
}

E então, vamos construir uma instância de Tabela a partir do banco de dados:

Aqui vai a sugestão de como poderia ser a sua classe que conecta com o banco de dados:

import java.sql.Connection;
import java.sql.DriverManager;
import java.sql.PreparedStatement;
import java.sql.ResultSet;
import java.sql.ResultSetMetaData;
import java.sql.SQLException;
import java.util.ArrayList;
import java.util.List;

public final class TabelaDoBd {

    private static Connection conectar() throws SQLException {
        return DriverManager.getConnection("jdbc:h2:./lib/BDContaNoBB", "sa", "");
    }

    public static Tabela executarBusca(String sql) throws SQLException {
        try (
            Connection con = conectar();
            PreparedStatement st = con.prepareStatement(sql);
            ResultSet rs = st.executeQuery();
        )
        {
            ResultSetMetaData metaDadosDoRs = rs.getMetaData();
            int numeroColunas = metaDadosDoRs.getColumnCount();

            List<List<String>> listao = new ArrayList<>();
            while (rs.next()) {
                List<String> listinha = new ArrayList<>(numeroColunas);
                for (int i = 1; i <= numeroColunas; i++) {
                    listinha.add(rs.getString(i));
                }
                listao.add(listinha);
            }
            return new Tabela(numeroColunas, listao);
        }
    }
}

Esses códigos acima resolvem todos os problemas que enumerei, mas acaba delegando a montagem da SQL para fora. Esse detalhe da SQL vir de fora pode ser resolvido se você me dizer sob que circunstâncias você usa ou espera usar o método executarBusca. Para usar esse código, faça assim:

Tabela t = TabelaDoBd.executarBusca("SELECT ID, NOME, TELEFONE FROM CLIENTES");
System.out.println(t);

Você pode acrescentar outros métodos em Tabela e Linha se quiser para fazer outras operações com os dados lidos. Observe que eu os fiz imutáveis pelos motivos que explico nessa outra resposta.

  • :O Impressionante. Vou começar arrumar tudo. Muito obrigado!! – Lucas Pletsch 8/02/18 às 21:12
  • 1
    @LucasPletsch Há várias formas de sse fazer isso. Você pode montar o HTML no Java, você pode usar JSP, pode usar JSF, pode usar uma ferramenta de templating (velocity, mustache, thymeleaf, freemarker, etc), pode formatar como XML, JSON ou outra coisa e montar o HTML no Javascript com jQuery, enfim, há muitas formas, e possivelmente você pode precisar usar mais do que uma delas. Seja como for o caminho, se você não estiver usando Jackson, GSON, JAXB ou outra coisa que gere JSON/XML direto a partir do objeto, o melhor é acrescentar métodos específicos em Linha e Tabela para isso. – Victor Stafusa 8/02/18 às 23:48
  • 1
    @LucasPletsch No entanto, a regra aqui é não deixar o ResultSet aberto. Primeiro você lê tudo do banco de dados e constrói um objeto em memória que representa isso tudo que você leu, e só depois você faz alguma coisa com esse objeto. A exceção seria se o que você estiver carregando do banco de dados for algo que tenha vários megabytes ou gigabytes merecendo ser tratado e consumido enquanto o ResultSet ainda estiver aberto, mas isso é bem mais difícil e trabalhoso de se fazer corretamente e como o seu caso é simples, é melhor deixar para quando você estiver bem mais experiente com o Java. – Victor Stafusa 8/02/18 às 23:54
  • 1
    @LucasPletsch As strings do campo dados da classe Linha não têm os espaços adicionais, eles são acrescentados justamente no método formatar. O segundo for é para preencher os espaços faltantes. O espaço acrescido no if é para separar uma coluna da outra. O método computarTamanho só calcula os tamanhos, ele não acrescenta espaços em nenhuma string (esses ssão acrescentados só no método formatar). Dessa forma, dado.length() e tamanhosColunas[i] vão normalmente ser valores diferentes. – Victor Stafusa 10/02/18 às 17:46
  • 1
    Sobre o ponto 4, você poderia colocar a famosa frase: toda exceção costurada sem ser corretamente tratada mata uma fada – Jefferson Quesado 15/03/18 às 2:36

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.