4

Em Java, quando tenho a seguinte instrução:

int[] ns = new int[5];

surgem as seguintes dúvidas:

  1. É criado um objeto de que tipo?
  2. Para cada valor em um índice, eu o chamo de instância?
  • 1
    Como diz o titulo, é criado um array, só que com todas as posições zeradas, assim: [0,0,0,0,0]. Os índices não tem instancia porque é um array de tipo primitivo e tipos primitivos não são instanciáveis. Se fosse um array de tipo não primitivo(como por exemplo String[] arr = new String[5];) seria um array onde todos os indices estariam nulos, pois o fato de instanciar a lista nao quer dizer que objetos do tipo suportado por ela serão instanciados dentro do array. Veja a prova: ideone.com/rBXNuC – user28595 3/02/18 às 18:06
  • A resposta resolveu sua dúvida? Acha que pode aceitá-la? Veja o tour se não souber como faz. Isso ajudaria muito indicar que a solução foi útil para você. Também pode votar em qualquer pergunta ou resposta que achar útil no site todo. – Maniero 3/08/18 às 21:25
3

É criado um objeto de que tipo?

ns terá um objeto do tipo array de int e não poderá ser mudado. Note que por ser um tipo por referência a variável terá um ponteiro para o objeto real.

Para cada valor em um índice, eu o chamo de instância?

Para cada valor em um local que pode ser acessado por um índice haverá uma instância de tipo int. Por ser um tipo por valor, a instância já fica ali mesmo na variável, ou seja, na variável ns[0] terá um inteiro de 4 bytes, em ns[1] também, e assim por diante.

System.out.println(1);
System.out.println("x");
System.out.println(new Object());
System.out.println(new ArrayList());

O primeiro tem um objeto instanciado do tipo int e ele é usado para imprimir. O objeto originalmente está na parte estática do código. Quando chama-se o método println() uma cópia dele é passada como argumento, portanto o parâmetro receberá uma nova instância de int idêntica ao original. Temos certeza que é uma nova instância porque o valor do argumento poderia mudar sem problemas (neste caso não muda porque é uma constante) e não afetaria o valor que está sendo usado dentro de println(), afinal são duas instâncias completamente diferentes. Há uma instância, é um objeto, baseado em tipo primitivo. Não vou entrar no detalhe que alguma implementação pode obrigar fazer boxing e o valor ser copiado para o heap, o que é ineficiente.

O segundo é muito parecido. O que muita gente não entende é que o literal de string na verdade é um new String("x"). O tipo string se parece com um tipo primitivo porque ele tem semântica de valor, mas na verdade ele é um tipo por referência. Ele provavelmente será alocado no heap por causa do new, mas isso não é garantido, pode haver um otimização e ser alocado no stack (isto é apenas detalhes de implementação). Note que neste caso nem haverá uma alocação de fato, porque a string estará na parte estática do código e a referência necessária apontará para este endereço.

O terceiro cria um objeto por referência, provavelmente alocado no heap, e ele é do tipo Object. Como não há estrutura nele, a alocação ficará vazia (mas consome espaço de memória mesmo assim (se não me engano 20 bytes).

O quarto cria um objeto da mesma forma, e ele será derivado de Object. Não confunda object com Object. Um é uma palavra que usamos para designar coisas presumivelmente materiais, o outro é o nome de uma classe raiz usada em algumas linguagens ditas orientadas a objeto, como é o caso do Java.

Veja Alocação de memória em C# - Tipos valor e tipos referência. Em Java é igual.

  • 2
    haverá uma instância de tipo int. - mas int é um tipo primitivo não instanciável, como pode ser considerada uma instância? – user28595 3/02/18 às 18:09
  • E por que você acha isto? – Maniero 3/02/18 às 18:10
  • Não se usa new para iniciar uma variável primitiva, o próprio exemplo citado mostra isso, quando o array é criado com zeros nas posições. – user28595 3/02/18 às 18:14
  • 1
    @gato Nem precisa ter métodos para ser um objeto. As pessoas se apegam muito a uma definição capenga dada por OO. E passei a abominar o uso do termo atributo de vez. O raciocínio é este mesmo, eu só mudaria um pouco o texto porque instância e objeto são sinônimos aí. Existe instância de um tipo, baseado em uma definição (classe, estrutura, protótipo, etc.), a instância é um objeto, a instanciação cria um objeto. A próxima versão do Java vai derrubar muita gente do cavalo porque acreditam em coisas que não existem. – Maniero 3/02/18 às 20:38
  • 2
    @Maniero Concordo com o seu pensamento, mas pare com a arrogância em seus comentários e/ou respostas, e aí sim, terei prazer em lê-los para aprender com eles. Aliás com tanta experiência como escreveu ter, deveria saber que quando se discute um assunto é primordial que a educação e o respeito estejam presentes. – Alexandre S. V. Oliveira 6/02/18 às 14:25

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.