2

O que no momento estou buscando fazer é renomear todos arquivos em uma pasta, onde também ha outros arquivos de formato diferente. Veja o Exemplo:

PASTA - ANTES

1.txt 2.txt 3.txt 

Daniela.jpg Amanda.jpg Lucia.jpg

O que não estou conseguindo é exatamente criar um laço for com comando sed e/ou mv para que, eu possa atingir o objetivo.

PASTA - DEPOIS

Daniela.txt Amanda.txt Lucia.txt 

Daniela.jpg Amanda.jpg Lucia.jpg

Mesmo que pareça estranho para quem lê, tenha em mente que quero copiar os nomes permanecendo a extensão.

Exemplo do que tentei:

cd /home/$USER/pasta/

QUANTIDADE=`ls *.jpg | wc -l`     

LISTA=`ls *.txt`
for ARQUIVO in `seq $QUANTIDADE`
do 
  mv "$ARQUIVO" "$LISTA"
done

cd ..

Instruções - Para quem desejar ter uma idéia formulada na mente do que é necessário pra ajudar na questão. Deixo claro aqui um passo-a-passo pra que possam recriar em seu sistema MAC; Minix; OpenBSD; FreeBSD ou GNU/Linux o meu ambiente de trabalho. À saber:

1 - Crie um diretório denominado "pasta" em seu diretório pessoal /home/user:

$ mkdir pasta

2 - Popule a pasta criada anteriormente com arquivos fictícios:

$ touch 1.txt 2.txt 3.txt /home/$USER/pasta/

$ touch Daniela.jpg Amanda.jpg Lucia.jpg /home/$USER/pasta/

3 - Por fim, copie o script do exemplo. Dê permissão de execução comum:

$ sudo chmod +x <script.sh> 

Agora, basta apenas realizar os teste para ver no que dá.


Não tenho comando rename em meu sistema então por favor quem desejar me ajudar respondendo a pergunta, não elabore com essa ferramenta.

Um outro detalhe fica por conta que, prefiro usar sintaxe que rode em Bourne shell ao invés de Bash. Nada contra, é somente por questões de portabilidade.

  • Não entendi sua dúvida, vc quer mudar o nome de todos os arquivos independente do formato? Ou quer renomear determinado tipo de arquivo baseado em outro tipo de arquivo? – Alessandro Schneider 1/02/18 às 11:23
  • Temos um problema, todos os 01 serão renomeados para Daniela, 02 para Amanda e 03 para Lucia? Caso não, primeiramente teremos que ter um DE-PARA informando que tal nome de arquivo irá para outro nome de arquivo. Temos que ter um padrão de nomes. – Diego 1/02/18 às 11:38
  • @AlessandroSchneider Você entendeu sim! É isso mesmo como disse em seu comentário - [...]renomear determinado tipo de arquivo baseado em outro tipo de arquivo. – Diego Henrique 1/02/18 às 12:33
2

Se entendi direito vc quer renomear todos os arquivos txt com os nomes de arquivos jpg, no exemplo a baixo considerei que tem o mesmo quantidade de arquivos de ambos os formatos.

#!/bin/bash
# Pega o diretório onde deseja fazer a ação
Dir=$(pwd)
# Lista todos os arquivos do tipo txt
files=$(ls -1 $Dir | grep .txt)
# Lista todos os arquivos do tipo jpg
rename=$(ls -1 $Dir | grep .jpg | cut -d. -f1)
# Declara o array
array=($(echo $rename))
# Posição do array
po=0
# faz o for renomeado arquivo por arquivo, com o nome declarado na possição do array
for i in $files; do
    mv $i ${array[$po]}.txt
    ## Adiciona mais um para alterar a possição do array
    po=$[po + 1]
done

Vejo várias formas de chegar ao seu objetivo, essa foi a mais simples.

2

Devido a questão de portabilidade, resolvi trazer este script como parte da solução. Observando que, a resposta do caro colega Alessandro Schneider foi dada a altura. No entanto, ela somente tem suporte ao Sr. Bash, no que diz a síntaxe array[isso não ha no bourne shell]. Por isso resolvi pelejar mais um pouco afim de elaborar algo que cumprisse também a tarefa e não fizesse uso de vetores.

Veja solução:

Bourn Shell

#!/bin/sh

cd /home/$USER/pasta

qtd=$(ls *.jpg | wc -l)

ext1=$(ls -1 *.txt)

ext2=$(ls -1 *.jpg)

num=0
while [ $num -lt $qtd ]
do 
  for j in $ext1
   do
     for p in $ext2
      do
        mv $num.${j##*.} ${p%.*}.txt
        num=$[num + 1]
    done
  done
done

cd ..

Explicação

1 - Definimos o Shebang para Bourne Shell por ser comumente utilizado e distribuído em diversos sistemas GNU/Linux.

#!/bin/sh   

2 - Entramos na pasta que contém os arquivos a serem renomeados.

cd /home/$USER/pasta

3 - qtd - quer dizer quantidade máxima de arquivos JPG no qual vamos fazer uso de seu nome para podermos renomear os demais arquivos TXT.

qtd=$(ls *.jpg | wc -l)

4 - Lista arquivos TXT

ext1=$(ls -1 *.txt)

5 - Lista arquivos JPG

ext2=$(ls -1 *.jpg)

6 - num- quer dizer número inicial da contagem, começa em 0

num=0

7 - While[Enquanto] - é utilizado para repetir até aonde nós determinar, no meu código irá quantificar até o número máximo de arquivo '*.jpg'. Então, enquanto $num é menor que $qtd continua, senão pare!

while [ $num -lt $qtd ]     

8 - O primeiro e segundo for por sua vez, faz o trabalho de intercalar as duas variáveis estipulada no ínicio. Onde vão renomeado arquivo-a-arquivo, com o nome declarado pela posição.

  for j in $ext1
    do
    for p in $ext2
        do

Obs.: Aqui entra processo de nomeiar os arquivos *.txt para com o nome dos arquivos *.jpg. Repare que entre linhas do laço for temos:

    mv $num.${j##*.} ${p%.*}.txt    

Note - o comando mv seguido de Expansão do Parâmetro do Shell:

  • Queremos capturar apenas a extensão depois do "."

    ${j##.}
    
  • Queremos capturar apenas a string antes do "."

    ${p%.*}
    

9 - Neste ponto, vamos incrementar sempre para o próximo arquivo e/ou número do arquivo a ser processado.

       num=$[num + 1]           

10 - Não querendo visualizar o resultado de saída no terminal[console], usamos:

done &>/dev/null    

.. a frente de "done".

Por fim, saímos da pasta de trabalho e voltamos um ponto acima para o diretório anterior

cd ..


Importante! - Este script, é em seu perfeito funcionamento tão somente com números ordinais: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 etc ...

Não podendo operar com devido papel sobre números que acompanha em sua posição décimo, vigésimo, trigésimo e assim por diante, o número "0". Veja:

00 01 02 03 04 05 06 07 08 09 .. 020 021 .. 034 035 ... e assim por diante.

0

Não dá para associar 1.txt com Daniela.jpg, 2.txt com Amanda.jpg e 3.txt com Lucia.jpg, pois os arquivos serão listados em ordem alfabética.

Creio que o usuário precisa (ou quer) um arquivo de descrição .txt referente às fotografias .jpg, de modo que, lendo o Amanda.txt, o texto descreva o que se ver ou se verá na foto Amanda.jpg, como, uma sinopse de um cartaz de filme. Fica bem mais fácil assim:

  1. Antes de escrever a 'sinopse' sobre a foto, crie os arquivos .txt;
  2. Abra um terminal no diretório/pasta onde estão os arquivos .jpg (pode ter 3 ou 300 arquivos) e execute o script abaixo de uma linha.
for arqv in `ls *.jpg | cut -d. -f1`; do touch $arqv.txt; done

Para cada .jpg, sera criado um .txt. Agora o usuário edita os .txt colocando o conteúdo correspondente.

New contributor
Mario Bugre é um usuário novo. Seja gentil ao pedir esclarecimentos, comentar, e responder. Consulte nosso Código de Conduta.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.