4

Sempre que vou adicionar alguma biblioteca manualmente no arquivo build.gradle (Module: app) do Android Studio 3, eu utilizo o formato implementation, porque essa é a forma que o próprio Android Studio utiliza por padrão, mas sempre que pesquiso na internet qual biblioteca é necessária para um recurso especifico, encontro exemplos utilizando o formato compile.

Em todos os casos eu sempre substitui compile por implementation e nunca deu problema, mas estou curioso pra saber qual a diferença entre os dois formatos de adicionar bibliotecas ao projeto.

dependencies {
    //...
    implementation 'com.google.android.gms:play-services:11.8.0'
    //...
}

dependencies {
    //...
    compile 'com.google.android.gms:play-services:11.8.0'
    //...
}
  • Até onde eu sei, implementation passou a ser suportado na versão mais nova do gradle – Yago Azedias 28/01/18 às 23:12
5

A configuração compile está obsoleta

É uma das grandes mudanças vindas do gradle:3.0, que a google anunciou em 2017 na google I/O

A configuração compile está agora depreciada e você deve substituir por implementation ou api. Onde a configuração api deve ser usada para declarar dependências na qual serão exportadas pela biblioteca da API, enquanto que implementation deve ser usada para declarar dependências na qual são de uso interno do componente. Exemplo:

dependencies {
   api 'commons-httpclient:commons-httpclient:3.1'
   implementation 'org.apache.commons:commons-lang3:3.5'
}

As dependências que aparecem nas configuração de api serão expostas transitivamente aos consumidores da biblioteca e, como tal, aparecerão no caminho de compilação dos consumidores.

As dependências encontradas na configuração de implementation, por outro lado, não serão expostas aos consumidores e, portanto, não serão vazadas no classpath de compilação dos consumidores. Isso permite uma compilação mais rápida graças ao tamanho reduzido do classpath.

Se você tiver um conhecimento de inglês, aqui esta a documentação.

Substitua no seu código:

  • compile por implementation
  • testCompile por testImplementation
  • debugCompile por debugImplementation
  • androidTestCompile por androidTestImplementation

Este artigo fala um pouco dessa e de outras mudanças que ocorreram na nova versão. Além de mostrar como migrar de uma versão mais antiga do gradle para a mais atual.

A configuração Compile ainda existe, mas não deve ser utilizada por não oferecer as garantias que as configurações api e implementation fornecem.

2

Encontrei a resposta no Stackoverflow em inglês, segue a tradução:

É uma das mudanças de ruptura que vem com gradle: 3.0 que o Google anunciou no IO17 gradle: 3.0

A compile configuração está agora obsoleta e deve ser substituída por implementation ou api

Dos documentos do gradle :

dependencies {
    api 'commons-httpclient:commons-httpclient:3.1'
    implementation 'org.apache.commons:commons-lang3:3.5' 
}

As dependências que aparecem nas configurações api serão expostas transitivamente aos consumidores da biblioteca e, como tal, aparecerão no classpath de compilação dos consumidores.

As dependências encontradas na configuração implementation, por outro lado, não serão expostas aos consumidores e, portanto, não serão vazadas no classpath de compilação dos consumidores. Isso vem com vários benefícios:

Dependências não vazam no ranking classpath de consumidores mais, então você nunca irá depender acidentalmente de uma dependência transitiva compilação mais rápida graças ao tamanho reduzido do classpath menos recompilações quando as dependências de implementação mudam: os consumidores não precisariam ser recompilados publicação mais limpa: quando usado em conjunto com o novo plugin maven-publish, as bibliotecas Java produzem arquivos POM que distinguem exatamente o que é necessário para compilar contra a biblioteca e o que é necessário para usar a biblioteca no tempo de execução (em outras palavras, não Misture o que é necessário para compilar a própria biblioteca e o que é necessário para compilar contra a biblioteca).

A configuração de compilação ainda existe, mas não deve ser usada, pois não oferecerá as garantias oferecidas pela api e implementation.

Basta substituir:

  • compile por implementation
  • testCompile por testImplementation
  • debugCompile por debugImplementation
  • androidTestCompile por androidTestImplementation

Esclarecendo: O consumidor é o módulo que usa a biblioteca. No caso do Android, é o aplicativo Android.

implementation x api: Se seu aplicativo depende da biblioteca x, que depende de y, z. Se você usar implementation apenas x api será exposto, mas se você usar api y, z também será exposto.

Fonte: What's the difference between implementation and compile in gradle Ask

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.