1

Necessitava de ajuda para perceber qual o cálculo correto da ordem de crescimento deste excerto de código (função de N=2^M)

int sum=0;
 for (int i = 0; i < = N; i++)
   for(j = 1; j <= N; j++)
     for(k = 1; k <= N; k=k+j)
       sum++;

Os dois primeiros ciclos FOR tem ordem de crescimento O(N) mas no caso do terceiro ciclo FOR fiquei com dúvidas. E depois será necessário somar todas as ordens de crescimento a fim de obter a solução final.

  • No terceiro laço, você terá O(floor(N/j)) passos para cada j, portanto será o somatório com j variando dentro de [1,N] – Jefferson Quesado 25/01/18 às 8:55
2

Como você mesmo havia suspeitado, a segunda iteração afeta a terceira iteração. Sendo mais específico, para todo j entre [1, N], a terceira iteração será repetida em torno de N/k vezes. Já a primeira iteração é completamente alheia e independente a isso.

Focando nas duas iterações mais externas, para cada i, elas serão executadas a seguinte quantidade de vezes:

somatório de N/k para k em <code>[1,N]</code>

Isso, então, é N vezes uma parte de uma série harmônica. Como foi informado que N= 2^M, então a soma da série harmônica até N vai dar 1+M/2 (prova no artigo linkado). Aplicando à fórmula acima, temos então O(N(1 + M/2)).

Como a primeira fórmula é independente, ela fará N repetições daquela ordem de grandeza, portanto rodará em O(N*N(1 + M/2)). Como estamos em notação Big-O, e como M = lg N, então a ordem de crescimento assintótica da função é O(N^2 * lg N)

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.