3

Olá, pessoal!

Eu tenho um arquivo .txt de dados com duas colunas (em X tenho os valores em dias de observações e em Y o Fluxo Medido de uma amostra)

Pretendo calcular o Período com que esses dados se repetem e desejaria fazer isso usando a ACF (autocorrelation function) no Python, mas até agora não conseguir.

O que tenho feito é o seguinte:

import numpy as np
import matplotlib.pyplot as plt
from scipy import stats

dado = np.loadtxt(r'.../file.txt') #busco meu arquivo no meu PC

t = dado[:,0] #esta é apenas a coluna que corresponde ao tempo
y = dado[:,1] #esta é apenas a coluna que corresponde ao fluxo medido

# Fazer uma filtragem a partir da Transformada Rápida de Fourier (Fast Fourier Transformed - FFT)

fft_of_signal_with_noise = np.fft.fft(y)
# Normalizar o tempo
N = len(t)
f = np.fft.fftfreq(len(fft_of_signal_with_noise),1600)
frequency_of_signal  = 1.0 


def bandpass_filter(x, freq, frequency_of_signal=frequency_of_signal, band = 0.05):
    if (frequency_of_signal - band) < abs(freq) < (frequency_of_signal + band):
        return x
    else:
        return 0

F_filtered = np.asanyarray([bandpass_filter(x,freq) for x,freq in zip(fft_of_signal_with_noise, f)]);

filtered_signal = np.fft.ifft(F_filtered);

Porém ainda não obtive sucesso em encontrar o valor correto do Período desta amostra, por exemplo.

OBS: esta amostra apresenta cerca de 1600 dias, porém o arquivo tem na coluna X cerca de 64.000 (sessenta e quatro MIL) pontos!

Alguém pode ajudar-me a encontrar o valor do Período com que se reperte?

  • humm mas esse seu código não implementa autocorrelação, já conseguiu resolver o seu problema? se ainda não conseguiu eu posso tentar explicar como efetuar os cálculos ... – ederwander 2/05/18 às 19:12
  • Ainda não obtive sucesso, mas adoraria ver como funciona. – Luciano Alencar 21/05/18 às 18:56
  • Espero que a minha resposta te ajuda – ederwander 23/05/18 às 13:20
1

Antes de iniciar qualquer coisa, preciso te passar algumas informações...

Existem duas maneiras de efetuar autocorrelação, no seu exemplo pude observar que tentou efetuar autocorrelação no domínio da frequência, a equação correta para efetuar Autocorrelação no domínio da frequência é:

inserir a descrição da imagem aqui

É importante saber que também é possível efetuar autocorrelação no domínio do tempo:

inserir a descrição da imagem aqui

Este último funciona meio que na Força Bruta, um pseudo código para autocorrelação da equação acima seria:

AC=zeros( 4096 , 1 );
for k=1:4096/2,
    sum = 0;
    for n=1:4096/2,
        sum = sum + (x(n)*x(n + k));

    end
    AC(k) = AC(k) + sum;
end

A autocorrelação vai retornar os pontos mais parecidos dentro do sinal, o retorno dessa função(tanto no domínio do tempo quanto do domínio da frequência) vai demonstrar picos indicando as posições onde o sinal possui maior semelhança, estes picos podem ser traduzidos como periodicidade/frequência, geralmente eu acho a diferença/subtraio a posição de um pico pelo outro para encontrar a periodicidade do sinal analisado.

De cara eu consigo saber a taxa de amostragem dos seus dados, pelos valores apresentados:

esta amostra apresenta cerca de 1600 dias, porém o arquivo tem na coluna X cerca de 64.000 (sessenta e quatro MIL) pontos!

Isso quer dizer que você possui uma taxa de amostragem de 40 amostras por dia = 64000/1600=40, ou seja em 1 dia é recolhido 40 amostras que compõem os seus dados, se você quiser saber a periodicidade de 30 dias, vai precisar de 30*40=1200 amostras, quando você utiliza fourier é preciso se preocupar com a ordem de resolução, dá uma lida nessa minha resposta.

Posso demonstrar como encontrar a periodicidade de um conjunto de dados usando Fourier, como eu não tenho os seus dados em mãos, para demonstrar vou criar uma senoide com frequência em 500Hz e com uma taxa de amostragem em 44100hz, isso me diz que estamos procurando uma periodicidade de 44100/500=88.2000, guarde esse número é o que estamos procurando como resultado para essas minhas entradas de dados, para demonstrar segue o plot de uma senoide à 500hz com taxa de amostragem em 44100hz(essa taxa de amostragem diz que a cada 1 segundo eu estou coletando 44100 amostras), veja o plot:

inserir a descrição da imagem aqui

É um sinal/dado simples, consigo a olho nú encontrar repetições, deste modo eu marquei o período onde a olho parece ocorrer a primeira repetição, olhá lá x=89, lembra do valor que estamos perseguindo lá encima né ? 88.2000, ou seja a olho nú eu consigo definir a periodicidade desses dados, mas e como fazer isso utilizando a primeira equação ?

Segue meu código:

import numpy as np

#inicio gerando o sinal mostrado no plot
Fs = 44100
freq = 500
nsamples = 4096
sinal = np.arange(nsamples)
sinal = np.sin(2 * np.pi * freq * sinal / Fs)
#fim, sinal criado

#aplicando primeira equação
Mag = np.abs(np.fft.rfft(sinal,nsamples*2))**2

AC=np.fft.irfft(Mag[0:nsamples])
#fim da equação

#encontrar onde estão os picos dentro da AutoCorrelação 
peaks = []
k=3

while(k < nsamples - 1):
        y1 = (AC[k - 1])
        y2 = (AC[k])
        y3 = (AC[k + 1])
        if (y2 > y1 and y2 >= y3):
           peaks.append(k)

        k=k+1

periodo = np.mean(np.diff(peaks))

print("Periodo usando a diferenca de picos da Autocorrelacao")

print(periodo)

O Resultado desse algoritmo:

C:\Python33>python.exe AC.py
Periodo usando a diferenca de picos da Autocorrelacao
88.1555555556

Bingo 88.1555555556 praticamente o resultado esperado...

Existe uma pegadinha nessa parte do código np.fft.rfft(sinal,nsamples*2)), para efetuar Autocorrelação e não Convolução(são parecidos, mas não iguais), você tem que computar o dobro de samples nsamples*2 isso aplica zeropad na segunda metade do sinal, ou seja metade são os seus dados e a outra metade é composto de zeros...

Existe outra maneira de achar a Frequência/Período que é somente aplicar fourier e observar onde existem picos, a Série de Fourier existe pra esse propósito a transformada de Fourier de um sinal periódico gera um espectro discreto no domínio da frequência, somente utilizando Fourier:

import numpy as np


Fs = 44100
freq = 500
nsamples = 4096
sinal = np.arange(nsamples)
sinal = np.sin(2 * np.pi * freq * sinal / Fs)

Mag = np.abs(np.fft.rfft(sinal,nsamples*2))**2


index = Mag[0:nsamples/2].argmax()

print("Periodo usando o maior componente espectral de Fourier")

print(1 / (index / nsamples/2))

Resultado:

C:\Python33>python.exe FFT.py
Periodo usando o maior componente espectral de Fourier
88.0860215054

Sem precisar de AutoCorrelação cheguei bem próximo, tendo em vista que a ordem de resolução para esse exemplo é de 44100/ 4096 = 10,7666015625hz

Claro além desses dois métodos você ainda pode utilizar Cepstrum ou autocorrelação no domínio do tempo da segunda equação...

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.