3

Ao utilizar Ajax, eu crio uma requisição assíncrona para o meu servidor. Se eu utilizar N requisições ajax simultaneamente, eu ainda estou tratando estas requisições de forma síncrona no servidor?

Caso sim, para criar uma requisição assíncrona tanto no client-side quanto no server-side, eu precisaria utilizar programação com threads no servidor?

Quais são os métodos de se criar requisições assíncronas tanto front-end quanto back-end?

2 Respostas 2

3

Se eu utilizar N requisições ajax simultaneamente, eu ainda estou tratando estas requisições de forma síncrona no servidor?

Depende da implementação do servidor. Normalmente, o método de resposta possui na declaração algo como public async Task<>, o que indica que a resposta será processada como uma thread em separado (ou seja, de forma escalável).

Caso sim, para criar uma requisição assíncrona tanto no client-side quanto no server-side, eu precisaria utilizar programação com threads no servidor?

Exatamente.

Quais são os métodos de se criar requisições assíncronas tanto front-end quanto backend?

Supondo que sua aplicação seja ASP.NET MVC, usando Web API 2 ou não, o protótipo do método fica mais ou menos assim:

public async Task<IEnumerable<Noticia>> GetNoticias()
{
    return await db.Noticias.ToListAsync<Noticia>();
}
  • async indica que o método é executado de forma assíncrona;
  • Task serve para indicar para o objeto que manipulará a sua thread qual o tipo de retorno que será feito;
  • await suspende a thread até que o retorno seja atribuído. A suspensão da thread não interrompe outros fluxos que estejam sendo executados;
10
  • Como havia imaginado. Então em um método que não utiliza Async não é assincrono? Se eu realizar N requisições para um método não Async, este será tratado na thread main e irá ter seu retorno de forma síncrona, correto? – Vinícius 30/07/14 às 19:10
  • @Vinícius Exatamente. – Leonel Sanches da Silva 30/07/14 às 19:12
  • @Vinícius Eu realmente gostaria de saber a sua necessidade. É para fins de estudos? É para fins de escalabilidade? Qual o propósito? – Guilherme Oderdenge 30/07/14 às 19:16
  • @GuilhermeOderdenge, Existe uma página em um dos sistemas que utilizo que faz mais de 50 requisições Ajax para o servidor. Eu suspeitava que independente da quantidade de requisições, estava sendo executada de forma sincrona, como Cigano esclareceu. A aplicação é em webforms. – Vinícius 30/07/14 às 19:18
  • 1
    @Vinícius Entendi. Então, vá de threads! Vou deixar a minha resposta para fins de conhecimento. – Guilherme Oderdenge 30/07/14 às 19:30
2

Imagine o seguinte cenário: 50 usuários estão acessando a sua aplicação simultaneamente. Eles fazem coisas lá, e algumas delas são requisições do cliente para o servidor – tais requisições são assíncronas.

Quando isso acontece, várias requisições paralelas e simultâneas são enviadas para o seu servidor e ele resolve como lidar com isso.

Ao disparar mais de uma requisição (assíncrona ou não) por vez para o servidor, o comportamento do mesmo não é baseado necessariamente em um método por você empregado.

Vamos analisar uma pergunta sua:

[...] eu precisaria utilizar programação com threads no servidor?

Um processo assíncrono é disperso às threads – não são coisas que devem ser comparadas porque tem propósitos relativamente diferentes.

Então, para deixar bem claro: você não precisa fazer absolutamente nada no servidor se não achar necessário. As suas requisições são feitas para o servidor através de um método/verbo e dependendo do encaminhamento de um intermediário – controllers, por exemplo –, o seu aplicativo deve reagir de uma forma específica.

Por que threads são diferentes de processos assíncronos?

Threads dão a habilidade para um aplicativo de trabalhar com processos concorrentes. Um computador consegue navegar na internet e reproduzir música simultaneamente por causa delas: são processos paralelos que consomem processamento – processamento esse que é (re)aproveitado para executar múltiplas tarefas.

O seu aplicativo é uma coisa só: o que ele faz é de responsabilidade dele; se ele vai inserir alguma informação no banco de dados E exibir uma mensagem na tela: o problema é totalmente e exclusivamente dele – que, por sua vez, é um processo único.

A responsabilidade de disponibilizar o banco de dados para a inserção da informação e o navegador que é onde você vai exibir a mensagem é de responsabilidade do sistema operacional. Aqui, portanto, é onde entra as threads. A princípio, você não precisa e/ou vai gerenciar.

Mas e se eu realmente quiser usar threads?

Você pode. As linguagens oferecem meios e mecanismos pra isso – o C#, aliás, faz isso muito bem. O que estou querendo apontar é que você não necessariamente precisa.

Ambientes e linguagens web são equipados naturalmente para lidar com processos paralelos e você pode, na maioria das vezes, investir o seu tempo focando somente nas suas requisições; no seu "AJAX".

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.