0

Tenho varias tabelas que fazem MasterDetail entre si, não vou colocar a estrutura aqui porque é muito complexo,são 26 tabelas envolvidas.

O erro é o seguinte: numa tabela tem um registro que quando aberto pelo FastReport ele simplesmente me da um "Access violation" sem pé nem cabeça que não consigo ver qual o problema, já abri a tabela comparei a registros que funcionam e nada, nada de achar o problema.

Se eu ignorar aquele único registro ele funciona.

Editei o conteúdo da tabela onde há texto colocando um simples "x" e funcionou, a impressão que tenho que é deve ter algum caractere no meio que não é aceito pela combinação PostgreSQL x FastReport.

O usuário usa muito copiar e colar no sistema e é necessário, pois muitos documentos estão em Word para serem transportados para o meu sistema, mas não consigo identificar qual caractere vem do word que causa esse problema.

O erro esta abaixo:

    [Window Title]
Sistema

[Content]
EAccessViolation error raised, with message : Access violation at address 0040C0B1 in module 'perfil.exe'. Read of address F3746176

[OK]

No notepad++ já exibi todos os caracteres pra ver se achava, mas sem chance.

Na aplicação Delphi abro o registro sem erro, mas quando mando visualizar o relatório feito em FastReport ele da o erro.

O problema está na compatibilidade PostgreSQL e FastReport, mas já estou sem parâmetro para resolver o problema.

  • Tenta definir o charset a ser utilizado na conexão antes de qualquer interação com o Banco SET NAMES='UTF-8' ou SET NAMES='LATIN1' – Marcos Regis 22/01/18 às 20:50
  • Eu já faço isso, o problema é que só no FastReport que ele grita – Marcelo 22/01/18 às 21:37
  • Então talvez o problema seja no FastReport e não no PostgreSQL? – Anonimo 23/01/18 às 18:51
  • Eu já tive esse problema usando FastReport. O problema está na hora de "printar" caracteres "nocivos". Uma forma simples seria usar uma função de Normalize() que remove ou substitui os caracteres nocivos por outros. – Marcos Regis 23/01/18 às 21:31
  • 1
    {Substitui caracteres especiais por equivalentes ASCII} Function ReplaceNonAscii(const s: String) : String; var i, pos: Integer; const undesiredchars: String= '/ÀÁÂÃÄÅÆÇÈÉÊËÌÍÎÏÐÑÒÓÔÕÖ×ØÙÜÚÞßàáâãäåæçèéêëìíîïðñòóôõö÷øùüúþÿ'; const replaces: String= ' AAAAAAACEEEEIIIIDNOOOOOxOUUUbBaaaaaaaceeeeiiiionooooo ouuuby'; Begin SetLength(Result, Length(s)); for i:=1 to Length(s) do if (s[i] in [#32, #48..#57, #65..#90, #97..#122]) then Result[i]:= s[i] else begin pos:= AnsiPos(s[i], undesiredchars); Result[i] := replaces[pos+1]; end; end; – Marcos Regis 23/01/18 às 21:33
0

consegui resolver o problema, como envolve muitas tabelas e inner joins não foi fácil, mas achei o problema, acontece que outro programador criou uma procedure no postgres que retornava character varying de tamanho não definido e o delphi reconhece como string que tem o limite de 255 caracteres e esse result pode ultrapassar essa marca, como pra visualizar utilizo um TMemo no delphi ele não grita, mas o TfrxMemo do FastReport não estava conseguindo entender isso como uma string de tamanho 255 com mais caracteres.

Agora faz sentido o accessviolation porque o texto tentava ocupar um espaço de memoria limitado a 255 caracteres

Solução em passos:

1 - Modificar a função postgresql para que retorne tipo TEXT e não Character Varying, assim o delphi reconhece como TMemoField que é o correto 2 - Reconstruir os componentes do delphi para que peguem o novo tipo 3 - Reconstruir os componentes FastReport para que peguem o novo tipo

Agora tudo ok

Grato pela ajuda dos colegas, as vezes não dão a resposta certa, mas com suas respostas nos faz ir descartando opções que talvez não teríamos pensado.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.