16

Eu sei que em C# existem tipos valor e tipos referência e uma das diferenças entre eles é no gerenciamento da memória. O que decide como as variáveis vão se comportar é o tipo delas, então se for um int vai ser tipo valor, se for instância de uma classe Cliente, por exemplo, vai ser um tipo referência.

No Javascript não tem diferença de tipos. Todas as variáveis são instanciadas com a palavra-chave var. Então como funciona o gerenciamento de memória no Javascript? Existe essa diferença, de algumas variáveis serem armazenadas diretamente na pilha e outras serem armazenadas no heap somente tendo uma referência na pilha?

  • 1
    Sua definição do C# ficou meio vaga. A diferença entre tipos de referência e de valor é basicamente a declaração. structs são valor, classes são referência. – André Leria 29/01/14 às 14:41
  • Dê uma olhada nesse material. Possui informações a respeito da linguagem com relação a gerencia de memória. Creio que é isso que desejas saber. developer.mozilla.org/en-US/docs/Web/JavaScript/… – touchmx 29/01/14 às 14:49
  • 1
    Sim, eu sei @AndréLeria, eu só citei um exemplo. Obrigado por completar. – Leonardo 29/01/14 às 14:52
  • 1
    Não quis ser rude, só esclarecer mesmo. Seu exemplo foi bom de qualquer maneira. – André Leria 29/01/14 às 14:53
15

No Javascript não tem diferença de tipos. Todas as variáveis são instanciadas com a palavra-chave var.

JavaScript tem sim um sistema de tipos

Quando você armazena um valor em uma variável, esse valor tem um tipo. O tipo de um dado valor nunca muda, mas o valor guardado numa variável pode ser trocado. Qualquer variável pode conter um valor de qualquer tipo, a qualquer momento, e por isso não faz sentido declarar o tipo da variável. O tipo é uma característica dos valores, e as variáveis (pense nelas como lugares onde se guardam valores) são agnósticas quanto a eles. Em outras palavras, as variáveis não são amarradas a nenhum tipo, mas sempre contêm valores que pertencem a algum dos tipos disponíveis.

Os tipos

Cinco dos seis tipos em JavaScript têm valores primitivos: Undefined, Null, Boolean, String e Number. Valores primitivos como undefined, null, true, "texto" e 10 são imutáveis. Undefined e Null são tipos especiais que possuem um só valor cada, respectivamente undefined e null.

O sexto tipo é Object, que inclui arrays, funções e outros. Objetos são conjuntos de propriedades, que podem guardar valores de qualquer um dos tipos já citados. Propriedades podem ser acrescentadas a um objeto ou removidas dele a qualquer momento, e valores de propriedades também podem ser alterados. Portanto, objetos são mutáveis.

Existem ainda outros tipos que a especificação define para uso próprio, para descrever como a linguagem deve funcionar. Eles não estão disponíveis para os usuários da linguagem (nós), nem precisam ter correspondentes diretos na implementação.

Valor versus referência

Eu não conheço bem o C#, mas pelo que entendi sobre value types e reference types, é possível traçar um paralelo com o JavaScript. Deixe de lado a questão do local de alocação, que discutirei mais adiante, e foque no comportamento dos tipos quando um valor é atribuído a uma variável ou passado para uma função ou método.

Pode-se considerar que os tipos primitivos do JavaScript funcionam como os value types, enquanto que os objetos funcionam como os reference types. Vou explicar com um exemplo:

var meuObjeto = {};

Aqui cria-se um objeto, que fica guardado na variável meuObjeto. Mas será mesmo? O que é guardado nessa variável é um valor do tipo Object. O objeto em si (com suas propriedades, métodos, etc.) fica guardado em algum lugar da memória, gerenciado pelo interpretador da linguagem. E o valor do tipo Object é uma referência a esse objeto.

Dizer que objetos são referências quer dizer apenas que com a referência em mãos você pode acessar o objeto, e não que a referência seja um ponteiro para o local onde o objeto está armazenado na memória. Essa distinção é muito importante. Pense na referência como um valor como qualquer outro. Agora considere o seguinte exemplo:

var a, b;
a = {};
b = a;
b.umaPropriedade = "um valor";
b == a; // true
a.umaPropriedade; // "um valor"
b = { outroObjeto: true };
b == a; // false

Aqui, b não é "uma referência a a"; b contém uma referência a um determinado objeto, e a contém outra referência ao mesmo objeto. Assim, pode-se alterar uma propriedade desse mesmo objeto por meio de a ou b. Mas não se pode sobrescrever o objeto que está em a por atribuição de um novo valor a b. O que b = { outroObjeto: true } faz é somente armazenar em b uma nova referência, a um outro objeto. O primeiro objeto continua existindo, e a referência contida em a ainda aponta para ele.

Esse mesmo conceito também serve para entender como os objetos são passados para funções:

function teste(obj) {
    obj.novaProp = "foo";        // o objeto fora da função é afetado
    obj = { outraProp: "bar" };  // o objeto fora da função NÃO é afetado
}
var o = {};
teste(o);
o.novaProp;  // "foo"
o.outraProp; // undefined

Isso quer dizer que em JavaScript não existe passagem "por referência". O objeto é passado por valor, só que o valor passado em teste(o) é uma referência.

Então como funciona o gerenciamento de memória no Javascript? Existe essa diferença, de algumas variáveis serem armazenadas diretamente na pilha e outras serem armazenadas no heap somente tendo uma referência na pilha?

Ao programar em JavaScript, tenha em mente que o acesso à memória fica a cargo do interpretador da linguagem. Não se manipula a memória diretamente em JavaScript. A especificação da linguagem sequer menciona como a memória deve ser tratada, isso fica integralmente a cargo da implementação. Por isso não é possível dizer onde cada dado fica armazenado sem conhecer bem como cada interpretador funciona. Eu não conheço isso, então não posso afirmar nada a respeito.

Mas se você está preocupado com o uso de memória pelo seu JavaScript, lembre-se do seguinte:

  • Existe um garbage collector nos engines de JavaScript
  • Esse garbage collector é executado em momentos arbitrários (geralmente quando o interpretador não está ocupado com o seu código)
  • O garbage collector só liberar a memória ocupada por um objeto se não houver nenhuma referência "viva" a esse objeto.
  • Ou seja: cuidado com objetos capturados em closures, eles podem acabar ocupando memória eternamente!

As dúvidas que me surgiram ao preparar e finalizar esta resposta geraram uma pergunta no SOen, com uma resposta bem interessante.

9

Javascript tem uma diferença entre os tipos de dados sim, apesar de ser uma linguagem de tipagem fraca. Você pode encontrar os tipos de dados que o javascript oferece suporte aqui.

Por isso, Javascript não permite a passagem de valores por referência, mas é possível contornar essa limitação passando um objeto como parâmetro, como pode ser visto no exemplo a seguir:

var A = new Array();

function swap(A, a, b){
        var c = A[a];
        A[a] = A[b];
        A[b] = c;
}

E, além de ser fracamente tipada, como a maioria das linguagens de script, o Javascript tem tipagem dinâmica, o que, junto ao fato de ser fracamente tipada, torna a linguagem mais dinâmica.

  • 2
    Então, números, booleans, strings, null e undefined são como os tipos valor do C#, armazenados diretamente na pilha enquanto que objetos são como os tipos referência, criados no heap contendo referências na pilha? Obrigado. – Leonardo 29/01/14 às 15:03
  • 1
    Basicamente, sim. – Felipe Avelar 29/01/14 às 16:15
3

Em Javascript existem tipos Primitivos e tipos Complexos.

Primitivos seriam string, number, boolean e undefined. Tipos primitivos são copiados por valor. Então:

var x = 1, y = x;
x = 2;
console.log(x);//vai mostrar 1

Complexos são objects, functions e arrays. Tipos complexos são copiados por referência. Então:

var x = [1,2], y = x;
y[0] = 3;
console.log(x);//vai mostrar [3,2]

Então acredito que seja parecido com C#.

Referência: https://github.com/airbnb/javascript#types

1

Javascript é uma linguagem "fracamente tipada".

O tipo da variável é determinado pelo interpretador em tempo de execução e pode ser alterado durante a execução do programa, conforme o conteúdo da variável é alterado.

Diversas linguagens que são definidas dessa forma, principalmente linguagens interpretadas como javascript.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.