6

Ao compilar apenas com -c e ao visualizar os símbolos com $nm ficheiro.o, o que significa o símbolo C e qual a secção que lhe é atribuída?

Já li que significa que o símbolo é comum e que é data não iniciada, mas em que casos é que este símbolo é atribuído e qual a diferença para o símbolo B/b?

2

Vejamos...

De forma sucinta, simplista e considerando o Linux, o C, o GCC, Assembly e as fases de compilação:

  • Dados globais e estáticos não inicializados e inicializados com 0 são colocados na seção .BSS;
  • Dados inicializadas com valores não-zero são alocadas a seção .DATA ou .RODATA no caso de constantes;
  • Ao compilar em objeto (usando -c no GCC), os dados não inicializados vão para a seção COMMON - que existe no GCC por retrocompatibilidade. Quando ligados (linking) para formar o executável, são jogados na seção .BSS preenchidos com zero conforme necessário;

Provavelmente outros compiladores e SOs comportam-se de forma similar mas com algumas diferenças de comportamento. A exemplo, preencher completamente de zeros um dado não inicializado ou mesmo fazê-lo em tempo de execução conforme necessário.

Respondendo

Desta forma, dado a base acima, temos o seguinte:

  • O símbolo b é atribuído a dados locais não inicializados, preenchidos de zero pelo desenvolvedor ou inicializador do programa. São colocados em .BSS;
  • O símbolo B é atribuído a dados globais não inicializadas, preenchidos de zero pelo desenvolvedor ou inicializador do programa. São colocados em .BSS;
  • O símbolo C é atribuído a dados não inicializados quando se pula a fase de 'ligação' (linking). São colocados em COMMON pois podem conter outras referências iguais;

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.