7

Eu criei uma biblioteca para desenvolvimento de jogos em C++. Só que a minha biblioteca precisa de uma outra para fazer a exibição das imagens na tela, o SDL2. Assim cada vez que alguém quiser usar a minha biblioteca, a pessoa teria que linkar a minha e o SDL2. Ex:

g++ -o main.exe main.cpp -lminha_lib -lSDL2

Então gostaria de saber se existe alguma forma de contornar esta situação, ao invés de ter que linkar as duas a pessoa só precisaria de linkar a biblioteca que criei. Ex:

g++ -o main.exe main.cpp -lminha_lib
  • 1
    Windows mesmo? Que eu tenho a impressão de que no Linux seria possível apenas adicionar o .a da outra biblioteca dentro da sua. Ou então até mesma desempacotar a biblioteca estática e reempacotar os demais arquivos objeto com os da sua biblioteca – Jefferson Quesado 4/01/18 às 3:05
  • 1
    Eu estou usando o Linux, mas gostaria de uma solução que resultasse para os dois sistemas. Já tentei adicionar o .a da outra biblioteca na minha mas não resultou, na hora de compilar o código cliente dá erro de linkedição. Eu também estive lendo sobre a segunda solução que você propôs, mas fiquei sabendo que é muito arriscado, porque se tiver dois símbolos iguais (funções ou variáveis) nos dois arquivos .a, uma deles é perdido no momento da reempacotação (mas ainda não testei a hipótese). – user72726 4/01/18 às 11:16
2

Se a SDL2 oferecer uma versão estática da biblioteca você pode compilar o seu projeto embutindo a SDL2 na sua biblioteca, assim o seu usuário final só precisa linkar contra a sua biblioteca.

Você pode ver essa discussão aqui: http://forums.libsdl.org/viewtopic.php?p=39289

http://translate.google.com/translate?js=n&sl=auto&tl=pt&u=http://forums.libsdl.org/viewtopic.php?p=39289

A ligação estática funciona, mas recomendo que você use HAVE_LIBC e o Biblioteca de tempo de execução Visual C ++ neste caso. As implementações SDL para As funções específicas do Visual C ++ podem causar problemas de outra forma.

Se o anexo for concluído, ele contém um arquivo em lotes (gmail não me deixou enviar como um .bat. Basta renomeá-lo.) E dois arquivos C que pode ser semelhante à sua situação. Baixe a fonte SDL 2 e extrai-o ao lado desses arquivos. Eu também incluí o SDL_config_windows.h para MSVC 2010 se você criar com isso. Eu acho que o HAVE_X define para HAVE_LIBC são adaptados para 2012.

Se você executar build.bat no ambiente de compilação, ele deve renderizar uma DLL com SDL 2 estáticamente ligado e um executável importando alguns funciona a partir dele. Eu tenho algumas opções específicas x86 para suprimir avisos, mas alterá-los para x64 para criar uma compilação de 64 bits. Trabalhe perfeitamente.

Além disso, pode ser útil se pudermos ver como você se encaixa juntos. cl.exe e link.exe invocações e tudo isso.

E claro que isso tem implicações de licenciamento, mas parece que para a versão 2 isso foi modificado conforme apresentado aqui: https://wiki.libsdl.org/Installation#Static_linking

http://translate.google.com/translate?js=n&sl=auto&tl=pt&u=https://wiki.libsdl.org/Installation#Static_linking

Ligação estática O SDL 2.0, ao contrário de 1.2, usa a licença zlib , o que significa que você pode criar uma biblioteca estática conectada diretamente ao seu programa ou simplesmente compilar o código C da SDL diretamente como parte de seu projeto. Você está completamente autorizado a fazer isso. No entanto, encorajamos você a não fazer isso por vários motivos técnicos e morais (consulte docs / README-dynapi.md ) e não abrangerá os detalhes de como neste documento. Você pode não vincular SDL 1.2 na maioria dos casos devido ao licenciamento da LGPL, mas você realmente deve parar de usar o SDL 1.2 de qualquer maneira.

  • Tem como colocar o conteúdo desses links para ficar visível para todos? – Jefferson Quesado 5/01/18 às 15:10
  • @JeffersonQuesado coloquei as partes que achei que eram as mais importantes e inclui o link para tradução. – prmottajr 5/01/18 às 15:19
1

No código da sua biblioteca você inclui o código da SDL2. Seria uma biblioteca só na hora de requisitar. É uma gambiarra, mas pode dar certo.

  • Gambiarra grande. Ainda mais não sabendo o que se precisa para compilar a outra biblioteca (a pergunta foi para o caso geral, o exemplo apenas que usa a SDL2). Precisaria ter as dependências de compilação dela, o que definitivamente não é adequado quando se trabalha em alto nível – Jefferson Quesado 4/01/18 às 3:09
1

Baixe a biblioteca SDL2 e incremente-a em seu código. Imagino que você já deva ter feito isso, o jeito mesmo seria o usuário ter que linkar nas duas para o código rodar. Se você já adicionar essa biblioteca dentro do arquivo de seu código o usuário terá apenas que fazer uma vez.

  • Não entendi o quizeste dizer com " adicionar essa biblioteca dentro do arquivo de seu código". Gostaria que me explicasses de forma mais detalhada. – user72726 1/01/18 às 19:01

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.