2

Quero criar um arquivo chamado config.py e colocar algumas configurações dentro de um dicionário para sempre que precisar invocar esses parâmetros.

Mas como eu chamo esse parâmetro no Python?

Por exemplo, vou criar a classe Config.

class Config:

@classmethod
def getConfig(self):
    parameters = {
        'url_m'                 : 'domain',
        'url_ws_m'              : 'domain.api',
        'url_get_token'         : 'domain.token',
        'url_external_access'   : 'external',
        'name_ws_m'             : 'service'
    }

    return parameters

No outro app fiz assim:

from pp.core.Config import *
.
.
.
a = Config().getConfig()['url_m']

Assim funcionou. Mas existe um método mais elegante de importar a classe com o método ou esse é o jeito mais correto mesmo?

  • Onde tem esse config.py? – Miguel 29/12/17 às 16:38
  • Eu criei numa pasta. – Diego Souza 29/12/17 às 16:46
  • Criou onde? Na raiz? dentro da main app? dentro de outra app? Talvez ajudasse se colocasse a estrutura como está agora – Miguel 29/12/17 às 16:48
  • Criei dentro da pasta core dentro da pasta principal do projeto. – Diego Souza 29/12/17 às 16:49
  • Seria legal se você usasse o configparser: docs.python.org/3/library/configparser.html – Franklin Timóteo 29/12/17 às 21:17
2

Dá pra ficar mais simples e elegante sim. Use o módulo apenas e crie uma função que dê acesso a um dicionário interno do módulo. Ex:

Arquivo "Config.py"

_parameters = {
    'url_m'                 : 'domain',
    'url_ws_m'              : 'domain.api',
    'url_get_token'         : 'domain.token',
    'url_external_access'   : 'external',
    'name_ws_m'             : 'service'
}

def get(key):
    return _parameters[key]

E para usar, chame assim:

import pp.core.Config as Config

a = Config.get('url_m')

A classe, no teu caso, está apenas colocando uma camada de complexidade que vc não precisa.

  • Na verdade, esse seu método get também é uma "camada que não é precisa": o dicionário definido no módulo pode ser usado diretamente. – jsbueno 30/12/17 às 3:24
  • Como faria isso @jsbueno? – Diego Souza 30/12/17 às 11:34
  • Fica elegante mesmo Eric. Eu conheço esses recursos, mas não lembro de usar. – Diego Souza 30/12/17 às 11:43
  • Por que sua variável começa com underscore? Eu venho do PHP, então estou acostumado com camelCase... – Diego Souza 30/12/17 às 11:44
  • 1
    Sim. A função get não é realmente necessária. Eu poderia dar um from Config import parameters (nesse caso eu faria sem underscore) e simplesmente usar parameters['myKey']. Porém eu quis fazer um exemplo mais próximo de os parâmetros serem read only. É uma questão de preferência pessoal. O proprio settings.py do django usa essa semantica de dicionário em que os parâmetros podem ser alterados em runtime. O jeito que eu pus é só uma maneira de fazer. Não a única. – Eric Chiesse 2/01/18 às 16:59
1

Você não precisa criar uma class pra isso. Você pode criar um arquivo config.py com um dicicionario e depois importar esse dicionário onde deseja usar.

No arquivo config.py

parameters = {
    'url_m'                 : 'domain',
    'url_ws_m'              : 'domain.api',
    'url_get_token'         : 'domain.token',
    'url_external_access'   : 'external',
    'name_ws_m'             : 'service'
}

E no foo.py

from config import parameters

a = parameters['url_m']

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.