1

Eu tenho um servidor, e dentro dele eu armazeno vídeos que são exibidos através do . Porém, se a pessoal conseguir o link do vídeo pelo Inspecionar Elemento ela consegue baixar o vídeo. Há alguma forma de eu bloquear o download de arquivos? Apenas a exibição do vídeo.

  • No fim não importa qual método você usa, se o usuário realmente quiser salvar o vídeo, basta ele filmar a tela. Isso tudo é tempo jogado fora. – Raizant 21/12/17 às 3:23
5

TL;DR

Sim, é possível.

Maneiras

Uma das maneiras mais eficiente, é utilizar DRM para proteção dos vídeos.

Como não há uma descrição precisa do que é o DRM (Digital Rights Management), algumas pessoas separa-o em 4 elementos.

  1. Direitos digitais gerenciáveis
  2. Encriptação
  3. Gestão de licença
  4. Player

Direitos digitais gerenciáveis

Os direitos digitais gerenciáveis permitem uma ampla negociação do seu conteúdo, isso inclui compras, alugueis etc. Seja via streamming ou até mesmo downloads (Como é o caso de plataformas que já oferecem vídeos offline). Com eles vocês podem determinar quem tem autorização para acessar determinado conteúdo.

Encriptação

Aqui é onde as tecnologia de DRM fazem para proteger seu conteúdo. Essa criptografia pode ocorrer antes ou durante do streamming. E, evidentemente, antes do download.

Dessa forma apenas quem possuir a chave de acesso poderá visualizar o conteúdo.

Gestão de Licença

Nessa área as tecnologias de DRM ficam encarregadas de verificar as chaves de acesso e os dispositivos do usuário.

Player

Nesse elemento, o player fica responsável por se comunicar com o servidor responsável por gerenciar as chaves.

Alguns navegadores utiliza a API Javascript Media Source Extensions MSE e a extensão Encrypted Media Extensions EME


Media Source Extensions (MSE)

Esta API é responsável por gerir o fluxo para transmissão dos segmentos¹. A MSE dar-te-á suporte para uma transmissão adaptativa², Splicing adaptável, Mudança de tempo, Controle de desempenho e tamanho de download.

O funcionamento é bem simples:

  1. Os dados são solicitados via requisição;
  2. Após isso são enviados para o Response.ArrayBuffer();
  3. Que, por sua vez, envia para o MediaSource.SourceBuffer();
  4. Finalmente é executado na tag audio ou video do HTML5.

"Fluxo de dados básicos do MSE: Requisição > Envio para Response > Tratamento com MediaSource > Execução com as tag audio ou vídeo"


Encrypted Media Extensions (EME)

A EME é uma extensão recomendada pela W3C, a proposta dela, a grosso modo, é estender o HTMLMediaElement para fornecer algumas apis para controle da reprodução de conteúdo criptografado.

Para informações técnicas recomendo dá uma lida na proposta Encrypted Media Extensions


Como funciona o DRM

O funcionamento pode ser resumido nos passos abaixo (para proteção antes do streaming):

Resumido:

  1. Conversão dos arquivos (ffmpeg e mp4box são exemplos de ferramentas)
  2. Verifica as chaves de acesso
  3. Gera a licença necessária
  4. Executa, no player, os segmentos com a licença gerada.

Detalhado:

Funcionamento do DRM


Como esses vídeos são divididos em segmentos?

Normalmente o pessoal usa o HTTP Live Streaming da Apple ou MPEG-DASH. Nesta opção você pode utilizar o Bento4 para essa função.


Vale a pena investir em DRM?

Depende do seu conteúdo. Caso você realmente queira, vale muito a pena.

Enquanto eu escrevia essa resposta, um usuário comentou sobre o usuário filmar o conteúdo. Será mesmo que isso vai acontecer? A resposta é simples, isso vai acontecer.

Porém, em um post sobre Tecnologias de Vídeo, o Wesley William citou o fato do pessoal até poder gravar. Mas será que o pessoal vai realmente ter disposição para gravar e jogar na net? No caso da School Of Net, acredito que tenha diminuído bastante a pitaria.

Um dos comentário é referente a isso. O usuário informou que antes da proteção conseguia baixar, depois dela, não foi mais possível.

Alternativas

Uma alternativa é utilizar marca d'água nos vídeos (exemplo, isso pode ser gerado automaticamente com o ffmpeg, mas há um custo de processamento de dados para fazer isso.

Links Úteis

Links que não foram citados da resposta e que acho interessante a leitura


Nota 1: Esses segmentos são vários "pedaços" do vídeo. Isso melhora a performance do carregamento. Informações técnicas podem ser encontradas nesse artigo.

Nota 2: Transmissão adaptativa é a maneira como o player vai se adapta conforme o dispositivo ou à rede. Ou seja, caso a conexão esteja ruim, a qualidade do vídeo é afetada.

  • Há uma outra maneira de fazer isso também, de graça. Você pode informar ao servidor para permitir o acesso a determinado arquivo apenas se o useragent for igual à "PlayerDRM" ou pode verificar se a requisição tem terminado header. Isso só irá funcionar para quem não entende o funcionamento da web, a depender do teu público alvo, pode testar. Caso seja necessário posso adicionar outra resposta. – Valdeir Psr 21/12/17 às 3:55
  • +1. Eu penso dessa forma: Se o conteúdo é relevante para ser armazenado ou distribuído, não importa a proteção, o usuário vai dar um jeito. Do contrário, caso o interesse seja minimo em salvar o vídeo e o usuário não consiga, ele nem vai perder o tempo tentando gravar, então na teoria seria eficaz, mas se o interesse dele é tão baixo, não vejo motivos para perder muito tempo fazendo toda essa implementação. – Raizant 21/12/17 às 3:58
  • @Raizant como não sei o conteúdo dele vou pegar algumas plataformas que conheço. O Alura, por exemplo, posta 15 videos-aulas de 12 mins/cada. Pouquíssimas pessoas estariam dispostas a gravar o conteúdo somente para jogar na internet. Eles tem dezenas de cursos. Isso seria muito cansativo. O conteúdo pode ser interessante, mas logo, logo o cara vai cansar de fazer isso. Agora ele tem que se perguntar sobre os custos, se realmente vai a pena para o conteúdo dele. Inclusive, ele pode optar por utilizar serviços como o safestream.com/#video que adiciona uma marca d'´agua c/ infos no vídeo. – Valdeir Psr 21/12/17 às 4:30

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.