4

Gostaria de pedir que o usuário digitasse alguma coisa e descobrir qual o tipo do que ele escreveu. Até agora eu só conheço o input(), mas o input() só retorna o tipo String. Se eu por int(input()) ou float(input()) caio no mesmo problema:

Não posso fazer:

n = input()  
if n == int:  
  print('Tente novamente')  

e nem:

n = int(input())  
if n == str:  
  print('Tente novamente') 

Pois eu já especifiquei o tipo da variável. Como eu faço pro programa descobrir o tipo para que eu efetue a condição com base no tipo dela?

5

Mesmo que ele digite 1 ou 1.0 será string de qualquer forma, uma string pode ter formato numérico normalmente, só porque 1 é um numero não quer dizer que o tipo dele vai ser int.

O que você pode fazer é usar duas para detectar qual formato a string se assemelha e então fazer o cast, por exemplo:

import re

entrada = input()

if re.match('^\d+$', entrada):
    entrada = int(entrada)
elif re.match('^\d+\.\d+$', entrada):
    entrada = float(entrada)

print(type(entrada), entrada)

A regex ^\d+$ da primeira if vai procurar do começo ao fim da string se tem o formato de numero, sem ponto.

A regex ^\d+\.\d+$ da primeira if vai procurar do começo ao fim da string que comece com formato numérico até chegar a um ponto, assim que chegar no ponto irá procurar o numero após ele, se ocorrer o match irá entrar na if

Acaso não reconheça nenhum ele irá imprimir como string mesmo


Sobre Python 2.7

Apenas para constar, na versão 2.7 do Python o input() fazia a avaliada do conteúdo por conta própria (como se rodasse o "eval"), então se fizesse um script assim:

entrada = input()

print type(entrada), entrada
  • Quando o input fosse 1 retornaria: <type 'int'> 1

  • Quando o input fosse 1.0 retornaria: <type 'float'> 1.0

  • Quando o input fosse "1" retornaria: <type 'str'> "1"

Então o equivalente do input() do Python 3 para o Python 2 na verdade seria o raw_input()

1

A resposta está na pergunta. Não tem o que fazer. Você sempre saberá o tipo do valor, não importa como ele é obtido e saberá o tipo da variável naquele momento. Na verdade linguagens como Python não possuem tipos de variáveis, apenas uma etiqueta dizendo que tipo ela está representando naquele momento.

Se o código já sabe qual é o tipo não tem porque descobrir alguma coisa.

Se está usando uma função que recebe um valor que pode ser de vários tipos aí pode usar a função type() para identificar qual é o tipo daquele objeto.

  • A pergunta é supondo justamente que eu não sei o que o usuário irá escrever. Ai aso ele escreva um número int() o programa irá realizar uma certa ação, já se escrever uma frase str() o programa irá executar outra ação... Aí como eu faço pra descobrir o tipo do que ele inseriu? – Iago Tito 15/12/17 às 3:40
  • Isto que você está falando não existe. Se você quer verificar o conteúdo do texto, aí a pergunta é totalmente outra do que você escreveu, tipo é algo sabido. – Maniero 15/12/17 às 3:42
  • Entendi, então vou refazer a pergunta. – Iago Tito 15/12/17 às 3:52
  • Aí você vai invalidar as respostas já postadas. – Maniero 15/12/17 às 4:01
  • Não não, vou fazer outra pergunta, mas perguntando "Como verificar o conteúdo do texto: se é int, float ou str?" Seria assim? – Iago Tito 15/12/17 às 4:06
1

Outra forma simples é utilizar a ast.literal_eval.

Assim, você não abre brechas em segurança utilizando a função eval, nem precisa prever todos os formatos de entrada com expressões regulares.

import ast

while True:
    entrada = input('Entre com alguma coisa:')
    valor = ast.literal_eval(entrada)
    print(type(valor))

Veja funcionando no Repl.it

O resultado seria algo como:

>>> Entre com alguma coisa: 1
<class 'int'>
>>> Entre com alguma coisa: 3.14
<class 'float'>
>>> Entre com alguma coisa: 1,2,3
<class 'tuple'>
>>> Entre com alguma coisa: [1,2,3]
<class 'list'>
>>> Entre com alguma coisa: '1'
<class 'str'>
>>> Entre com alguma coisa: "1"
<class 'str'>
0

Colega, utilizando o método eval() é possível pegar e interpretar o valor do dado inserido na variável. Exemplo:

numero = input()

try:
    if type(eval(numero)) == type(1):
        print("tipo inteiro")
    elif type(eval(numero)) == type(1.0):
        print("tipo real")
    else:
        print('não é um tipo numérico, %s' % type(numero))
except NameError as n:
    print('não é um tipo numérico, %s' % type(numero))

Talvez assim seja mais simples. Lazy way mode.

  • Tá dando erro quando eu ponho uma string(). Aparece isso: File "<string>", line 1, in <module> NameError: name 'teste' is not defined – Iago Tito 15/12/17 às 3:42
  • acredito que agora funcione. Pode testar. Com eval, quando inserimos uma string ele reconhece apenas valores definidos no código. – Afonso Medeiros 15/12/17 às 4:08
  • Funcionou, agora me resta aprender a usar isso... Obrigado – Iago Tito 15/12/17 às 4:12
  • 2
    Por quê exatamente fazer type(1) e type(1.0) se você sabe que os tipos serão int e float? – Anderson Carlos Woss 15/12/17 às 14:17
  • Seria apenas para comparar os resultados de strings, mas pode-se substituir por int ou float ou outro tipo que quiser. ele vai comparar. – Afonso Medeiros 15/12/17 às 19:51
0

use a função isinstance(). Ex, quero verificar algo que o usuário digitou, se é um inteiro para selecionar alguma opção, basta:

valor = input("Digite um valor inteiro") // usuario digita "a"
print(isinstance(valor, int) // Saida = False

Claro que o valor que o usuário digita será sempre string, mas com essa função fica mais fácil o entendimento para conversão ou posteior conversão.

  • 1
    Mas acho que isso não foi o perguntado. Como bem disse, se o retorno será sempre string, a condição isinstance(valor, int) sempre será falsa, então não faz sentido usá-la. E se usar o int para converter, cairá na resposta do Maniero: se o programa sabe o tipo, não tem porque verificar. Então sua resposta ficou bem confusa e não deu para entender o que quis dizer. Aliás, comentários inline no Python usa-se #, não //. – Anderson Carlos Woss 4/09/18 às 15:43
  • Tudo que o usuário digita é string, porém, consigo converter uma string "1" para int, mas não consigo converter uma str "a" para int. Apesar de tudo ser string, nem tudo pode ser convertido, entendeu? Ele pode por exemplo tentar converter o input e depois verificar se a conversão ocorreu corretamente e isinstance() é uma ótima forma para isso. Usado com try except então, ele solucionaria o problema. Mas quis apenas acrescentar algo. A maioria escreveu várias linhas pra fazer a mesma coisa que a função. Quanto aos comentários estou ciente, mas quis representar o debug se não entendeu. – Danilo Sampaio 5/09/18 às 13:32

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.