5

Digamos que você acesse um objeto que você não sabe como ele foi criado e quer saber se ele foi instanciado como new \Acme\Foo() ou se foi apenas retornado \Acme\Foo;

Qual o teste mais prático ? (removido o requisito "sem usar Reflection")

Exemplo:

<?php

$foo = App::getService('foo');

App::getService() retornou um objeto que está armazenado em $foo;

$foo é um objeto dinâmico?

  • @gmsantos veja se o exemplo ajudou ? – gpupo 21/07/14 às 19:57
  • Porque não utilizar reflection? – Marcelo Aymone 21/07/14 às 20:39
  • removido o requisito "sem usar Reflection" – gpupo 21/07/14 às 23:50
3

É bem simples! Você pode usar is_object():

<?php
class Foo {

    public function hello()
    {
        return 'world';
    }

    public static function hi()
    {
        return 'Joe';
    }
}

$foo = new Foo();
$bar = Foo;

var_dump($foo instanceof Foo);//true;
var_dump($bar instanceof Foo);//false
var_dump(is_object($foo)); //true
var_dump(is_object($bar)); //false

echo $foo->hello(); //world
echo $bar::hi();//Joe
  • Ótima resposta e simples. Puxa, como não lembrei deste método!!! – gpupo 22/07/14 às 12:11
  • Nesse seu exemplo, $bar contém uma string, por isso dá false. – bfavaretto 22/07/14 às 12:37
  • Não @bfavaretto. $bar é Foo em sua forma estática. Veja a melhoria de meu exemplo? – neoprofit 22/07/14 às 12:41
  • $bar = Foo gera um notice, e o valor é interpretado como string (ideone.com/F4jN2O). Quando você usa o operador de resolução de escopo ::, o nome da classe é resolvido dinamicamente, em tempo de execução. – bfavaretto 22/07/14 às 12:53
  • Mas isto em um contexto de namespaces tem comportamento diferente. – gpupo 22/07/14 às 13:13
4

Até onde eu sei, não é possível retornar referência a uma classe em PHP sem usar Reflection. Então, o cenário em que algo retornaria \Acme\Foo, e não uma instância, dependeria de Reflection. Seja como for, você pode checar se uma variável contém uma instância de determinada classe com o operador instanceof:

class Foo {

}
$foo = new Foo();
$fooEhInstancia = $foo instanceof Foo; // true

Um exemplo ao vivo (repare o notice em stderr)

  • Não acho que isso responde a pergunta. A mesma refere-se ao caso de instâncias dinâmicas ou estáticas e não a simplesmente saber a origem de um objeto. – EduardoFernandes 22/07/14 às 0:04
  • Verdade. Pense que você não sabe que é Foomas precisa saber se é dinâmica ou estática apenas – gpupo 22/07/14 às 0:07
  • 1
    O que vocês querem dizer com instância dinâmica e instância estática, @gpupo? – bfavaretto 22/07/14 às 0:16
  • 1
    @gpupo Não há referências à classes e, PHP. Como já comentei na resposta aceita, os métodos de reflexão retornam sempre uma String com o nome da classe. No entanto, o que é possível fazer é saber se a String representa uma classe válida com o método class_exists. – utluiz 22/07/14 às 14:52
  • 1
    @utluiz para o teste unitário que tenho em mente, apenas testar se é um objeto instânciado está ótimo. Mas a explicação é muito boa – gpupo 22/07/14 às 14:55
2

Veja no exemplo abaixo:

<?php

class MyClass
{
  public function func1(){}
  public static function func2(){}
}

$reflection = new ReflectionClass('MyClass');

$func1 = $reflection->getMethod('func1');
$func2 = $reflection->getMethod('func2');

var_dump($func1->isStatic());
var_dump($func2->isStatic());

Nele são testados os métodos da classe MyClass. Existem, dois, um estático (func2()) e outro dinâmico (func1()). Esse código foi obtido do desse link do stackoverflow em inglês.

  • 2
    Não sei o motivo, mas a pergunta pede "sem usar reflection"... – brasofilo 21/07/14 às 20:16
  • removido o requisito "sem usar Reflection" – gpupo 21/07/14 às 23:49

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.