4

De acordo com o que eu li em algum lugar, o FOREIGN_KEY_CHECKS:

... especifica se deve ou não verificar restrições de chave estrangeira para tabelas InnoDB.

Ou seja, se o cara quer desabilitar a checagem de chaves estrangeiras, ele faz:

SET FOREIGN_KEY_CHECKS = 0;

Eu sei que é comum usar esse comando em caso de dumps para fazer migração de banco, backups e coisas do tipo... Mas fico me perguntando se algo que pode desabilitar a checagem de chaves estrangeiras pode ser ou não nocivo para uma aplicação.

Tenho as seguintes perguntas:

  • Em que tipos de cenários seria válido ou não usar FOREIGN_KEY_CHECKS com o valor 0?
  • FOREIGN_KEY_CHECKS é algo a ser considerado em restringir em ambiente de produção? É algo que pode causar algum tipo de incosistência na minha aplicação/banco de dados?
  • Se for possível desabilitar a modificação em FOREIGN_KEY_CHECKS, como é o procedimento?
  • Uma analogia. A porta da sua casa tem uma tranca , deixar a porta aberta no dia da mudança trás algum risco !? Não seria mais seguro trancar e esperar o pessoal do caminhão tocar a campainha a cada peça que tragam !? – Motta 18/11/17 às 18:59
  • 1
    Pessoalmente, o cenário que enxergo para usar isto é o do servidor que ainda não esta em produção, ou seja, um suposto servidor que será "o novo", tecnicamente não é necessário usar no servidor de origem (até aonde eu entendo), porque geralmente é possivel fazer o backup todo fazendo "a leitura" (e dependendo do método que usará para o dump). A "falha" de segurança, ou melhor falha de integridade só realmente é possivel se você expor o novo servidor, mas não tem muito sentido para deixar algo que ainda não esta "pronto" ativo para outras pessoas né? :) – Guilherme Nascimento 5/09/18 às 18:00
3

Não diria que traria problemas para seu banco de dados, em 100% dos casos, garantindo-se você mesmo que isto não trará prejuízo futuramente. Eu utilizo essa funcionalidade somente para recuperação de backups, mas jamais durante a execução de uma query pela Aplicação, pois desativa-la pode facilitar ataques ou anormalidades no banco. Mas como tudo na informação, cada caso é um caso, por exemplo:

  • Durante recuperação de backups muito grandes, alguns servidores possui limitação no tempo de execução do SQL, manter desabilitado pode ser mais rápido.

  • Em alguns casos, o banco de dados vem desatualizado para você dar manutenção, com chaves estrangeiras entre campos que não são utilizados.

  • Também tem alguns outros casos específicos, onde as tabelas são preenchidas em uma ordem aleatória, e em vez ficar gastando tempo para ordena-las, alguns preferem desativar a verificação.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.