1

Esse é um joguinho que simula uma corrida. No entanto, quando um jogador atinge o nível 3 quero que pare o loop e zere todos os dados, mas não consigo usar o break para que quando o nível de um dos jogadores seja 3, interrompa o jogo e termine.

import random
class Jogador:
    def __init__(self, nome):
        self.nome = nome
        self.nivel=0
        self.passos= 0
        self.passos_parcial=0

    def mostra_tudo(self):
        print 'nivel',self.nivel
        print 'passos', self.passos
        print 'bonus', self.bonus

    def andar(self):
            self.passos_parcial = random.randint(1,60)
            self.passos+=self.passos_parcial
            self.checknivel()
            self.victory()
            print self.nome, "Andou mais", self.passos_parcial, "e está a", (120 - self.passos), "do próximo nível"

    def checknivel(self):
        if self.passos>=120:
              self.nivel+=1
              self.passos= self.passos-120
              print self.nome, 'está no nível', self.nivel

    def victory(self):
            if self.nivel == 3:
                print self.nome, 'ganhou'
                self.nivel=0
                self.passos= 0
                self.passos_parcial=0
                break



a=Jogador('Jogador 1')
b=Jogador('Jogador 2')
while True:
    a.andar()
    b.andar()
  • Quando você chamar o método andar, o jogador andará uma quantia inferior a 60 passos e após é chamado o método victory, que possui um laço infinito: o while ficará executando para sempre, pois o jogador andou nem 60 passos e continua no nível 0. Qual a função deste while? – Woss 16/11/17 às 10:39
  • Na verdade eu tentei botar esse 'while' pq não tem como botar o break em laço 'if'. Mas a duvida mesmo é essa... fazer quando o 'self.nivel == 3' parar o laço. Tentei fazer isso no 'victory' – Marcos Vinícius 16/11/17 às 10:42
  • 1
    Esse é o ponto: não precisa do laço, então no precisa do break. Tente deixar apenas o if. Já adiantando, as nomenclaturas dos métodos está um tanto estranhas. Não é uma boa prática misturar nomes em português e inglês. – Woss 16/11/17 às 10:44
  • Mas quando chamo a classe lá em baixo, vai acontecer que o só vai chamar uma vez o andar lá em baixo. Sendo que é para chamar até que o nivel seja igual a 3. Ai depois é para zerar os dados pq acabou o jogo. – Marcos Vinícius 16/11/17 às 10:49
  • quem deu downvote nessa questão? está perfeitamente respondível e boa. – jsbueno 16/11/17 às 11:08
2

O break tem utilidade limitada para casos como esses: ele sai de um único laço na mesma função.

Você está criando o jogo com uma boa separação de o quê faz o quê, mas aparentemente o desespero para fazer break funcionar bagunçou seu código.

Todo jogo vai ter um trecho que é o que chamamos de laço principal - "mainloop": o trecho que tem que ser repetido a cada frame, ou a cada interação com o jogador, para o jogo funcionar. Nesse código é fácil notar que o trecho que faz isso está na sua função andar, que atualiza posições, chama funções de atualização e verificação, e imprime o estado atual do jogo. Para esse código fazer sentido, é a função andar que é o laço principal, que precisa ser executada a cada interação do jogo.

Atualização - só percebi depois de escrever que você de fato vai ter vários "jogadores". No caso, você vai ter um "laço principal" em outro ponto do programa, que chama a função andar em cada interação: é lá que deve estar o bloco try...except que descrevo no final. Se optar pela variável, tem que ser uma variável global, não um atributo então.

Então, o while True que foi parar na função victory deveria estar cobrindo todo o bloco que está em andar. E sim, daí, precisamos de um mecanismo para que a função victory possa interromper esse laço, e essa é a sua dúvida.

Existem duas formas: você pode manter uma variável com o estado global do jogo (no caso, simplesmente um atributo da classe Jogador): o while em andar verifica essa variável, e a função victory atualiza a mesma:

...
def __init__(...):
    ...
    self.vitoria_aconteceu = False
    ...
    self.andar()
...
    def andar(self):
        while not self.vitoria_aconteceu:
            self.passos_parcial = random.randint(1,60)
            self.passos+=self.passos_parcial
            self.checknivel()
            self.victory()
            print self.nome, "Andou mais", self.passos_parcial, "e está a", (120 - self.passos), "do próximo nível"

...
    def victory(self):
        if self.nivel == 3:
            ...
            vitoria_aconteceu = True

Agora, imagine que esse é um jogo complexo, com várias instâncias de Jogador, e vários testes para parar o jogo: um jogador pode morrer, ou achar o tesouro, ou ainda chegar num ponto em que há uma mudança de fase para um outro mapa.

As funções poderiam ter mais níveis - em um outro tipo de jogo, a morte de um jogador pode acontecer na atualização de posição de um objeto de classe Tiro, em seu método atualizar (e esse método não teria acesso ao atributo na classe principal do jogo).

Então, uma forma comum de tratar o problema é criar exceções customizadas, e colocar o bloco do laço principal dentro de um try...except.

Criar uma exceção customizada pode soar complicado, mas é a coisa mais simples do mundo: são classes vazias que herdam de Exception.

Você pode até criar uma exceção para cada tipo de acontecimento que acarretaria uma saída do loop principal, e aí, um bloco de except apropriado para cada uma:

class GameException(Exception): pass

class VicrotyException(GameException): pass

class LostException(GameException): pass

...

    def andar(self):
        try:
            while True:
                self.passos_parcial = random.randint(1,60)
                self.passos+=self.passos_parcial
                self.checknivel()
                self.victory()
                print self.nome, "Andou mais", self.passos_parcial, "e está a", (120 - self.passos), "do próximo nível"
         except VictoryException:
                print(self.nome, "ganhou")
                ...
...
    def victory(self):
        if self.nivel == 3:
            # Levanta uma excelççao de vitória,
            # que dsvia o código para o except correspondente:
            raise VitctoryException

As exceções não são de forma alguma algo ruim, como pode parecer - para maiores informações veja minha resposta sobre exceções:

Por que fazer uso de exceções em Python utilizando o raise?

Mais duas dicas gerais para o seu código:

  • você está suando Python 2 por que? É uma linguagem do milênio passado, com suporte cada vez menor - tente passar a utilizar Python 3.6

  • Tente manter uma consistência de nomenclatura: você está usando variáveis e métodos com nomes em português e inglês meio ao acaso. Idealmente use em inglês: você nunca sabe quando seu projeto vai ficar legal, e você vai querer colocar no github e ter colaboradores internacionais.

  • Eu achei um tanto quanto overpower usar exceção neste caso em específico. Particularmente eu faria no laço principal do jogo a verificação do estado da partida (vitória/empate/derrota/_the show must go on_). Mas é uma sensação minha, estou acostumado a tentar seguir um fluxo mais semelhante ao que a Unity faz – Jefferson Quesado 16/11/17 às 14:41
  • 1
    Você pode achar "overpower", mas em muitos casos é menos complexo, e é um pattern bastante usado. Não é algo como um "hack" - é usado para controle de fluxo em programação mesmo. – jsbueno 16/11/17 às 15:22
  • Eu sei, o final da iteração do for é indicado pelo lançamento de uma exceção. Mas acho que devido ao meu (pouco) costume eu acho overpower. Sensação de matar moscas com bazucas. – Jefferson Quesado 16/11/17 às 19:13

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.