10

Sempre quando pesquiso sobre "atualizações periódicas" e "notificações em tempo real" para aplicações Web, me deparo com o termo long polling.

Pelo pouco que entendi, parece se referir à atualizações periódicas feitas com AJAX, por exemplo, com um setInterval do JavaScript,

Mas eu gostaria de saber mais aprofundadamente:

  • O que é long polling?

  • Usar long polling, para fins de manter uma aplicação atualizada, gasta muito recurso do servidor?

  • O termo long polling se aplica, na programação, apenas no contexto Web, AJAX, JavaScript e afins?

  • 1
    Comet não tem a ver com long polling? Se sim, relacionada: pt.stackoverflow.com/q/32563/64969 – Jefferson Quesado 11/11/17 às 3:29
  • Olha, eu não sei se irá ajudar muito, mas achei um site bem informativo sobre Long Polling, caso queria dar uma olhada, acho que encontrará oque procura: imasters.com.br/artigo/23436/javascript/veja-como-o-long-polling-pode-te-ajudar-a-desenvolver-aplicacoes-em-tempo-real/?trace=1519021197&source=single – Alis 14/11/17 às 17:32
  • Apenas para associar a pergunta com outra que possui uma exemplificação pt.stackoverflow.com/questions/64080/… – marcusagm 18/11/17 às 6:43
14
+50

O Long Polling é uma técnica que simula uma indisponibilidade do servidor para manter uma conexão HTTP aberta. Essa técnica foi criada a partir da necessidade de comunicação em tempo real com um servidor web.

Contexto

Com a necessidade de se obter dados em tempo real do servidor, antigamente, os desenvolvedores criavam rotinas que enviavam uma requisição de tempos em tempos (como você mesmo descreveu) para "perguntar" se havia mudanças no modelo de dados da aplicação. Caso houvesse, a resposta da requisição conteria esses dados e então os mesmos poderiam ser atualizados na aplicação.

Esse tipo de rotina consumia uma quantidade grande de recursos quando a aplicação tendia a ser escalável (crescer de forma acelerada). Vamos simular:

Imagine uma página que envia a cada 5 segundos uma requisição AJAX para um endpoint específico a fim de descobrir se houve mudanças de notificações, por exemplo. Isso não se torna um problema com poucos usuários simultaneamente conectados. Mas digamos que a aplicação cresça de 10 usuários para 100 usuários conectados simultaneamente.

Vamos pensar maior. Imagine 1.000 usuários conectados. Em 5 segundos, 1.000 requisições serão enviadas para o mesmo endpoint. Após mais 5 segundos, mais 1.000 e assim por diante. Dependendo da arquitetura da aplicação, isso começa a sobrecarregar o servidor. Especificamente aquele endpoint.

"A solução" - Long Polling

Quando um cliente faz uma requisição o servidor simula uma indisponibilidade de dados e faz com que a requisição HTTP não tenha resposta enquanto não houver mudanças no modelo dos dados da aplicação.

Isso resolve o problema? Sim e não. Sim, por que não é necessário ficar enviando requisições de tempos e tempos para checar essas mudanças. Não, por que isso causou outro problema de desempenho. As requisições HTTP não foram especificadas para isso. Estender uma requisição HTTP pode "parecer" resolver o problema da quantidade de requisição enviadas ao mesmo endpoint, mas na verdade ela também consome muito recurso justamente por que está sendo usada inadequada.

A verdadeira solução - WebSockets

Escrevi um post sobre WebSockets e sua implementação em Java (mas tem implementações pra quase todas as linguagens atuais). Sugiro que dê uma olhada por que lá eu explico com detalhes sobre a especificação e também dou exemplos práticos que da pra reproduzir ai na sua casa.

Comunicação em tempo real com WebSockets

Enfim.. Foque seu estudo em implementações WebSockets e seja feliz com a verdadeira comunicação em tempo real.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.