0

Tentativa de criar uma matriz dinâmica recorrendo a malloc(). Estou em dúvida se os parâmetros que envio para os diferentes ciclos da função estarão certos.

int size=0,i,j,n=20;
char str[]="Ola. Tudo bem?\n Sim e contigo?\n Comigo esta tudo bem! Que tens feito?\n Trabalho no projeto!\n";
char **matriz;
int *linha;
int *coluna;
size = strlen(str);
printf("%d\n",size);


*linha = (int*)malloc(n*sizeof(int));
*coluna = (int*)malloc(n*sizeof(int));

for (i=0; i<size; i++)
{
    while (str[i]!='\n')
    {
        matriz[*linha][*coluna] = str[i];
    }
    if (str[i]=='\n')
    {
        *(linha++);
        *(coluna)=0;
    }
}
printf("%s",matriz);
6
  • Mas a matriz é suposto guardar que informação ? Um array de strings ? Isto é uma tentativa de fazer um split por \n ? Que resultado estaria a espera do ultimo printf("%s",matriz); ?
    – Isac
    10/11/2017 às 10:35
  • "fazer um printf que me mostrasse se a matriz ficou corretamente ordenada" - como assim? split por \n não iria ordenar as strings, apenas guarda-las na ordem em que aparecem.
    – Isac
    10/11/2017 às 11:06
  • Acho que o melhor é tentar tornar o mais claro possível o que o seu código pretende fazer, exemplificando até com dados de entrada e saída esperada. Digo isto porque há varias coisas que não estão bem no código o que não permitem perceber de forma exata a intenção, como por exemplo: utiliza a linha e coluna como array de inteiros, mas guarda o numero ASCII de uma letra, e depois incrementa o próprio ponteiro do array (*(linha++);) como se fosse um número. No fim mostra a matriz como uma string quando ela é um array de strings que nem tem as alocações em memoria com malloc
    – Isac
    10/11/2017 às 12:20
  • Fiz este exemplo partindo do código apresentado. Veja se é isso que está a procura.
    – Isac
    10/11/2017 às 12:26
  • Existem muitas formas de fazer split algumas mais simples até utilizando strtok, eu tentei utilizar uma mais parecida à logica que tinha. Apenas utilizei a função memcpy para simplificar a copia dos caracteres, mas podiam ter sido copiados a mão com um for. O pormenor que torna o processo mais simples é contar primeiro os separadores para saber quantas strings tem de alocar
    – Isac
    10/11/2017 às 12:43

2 Respostas 2

3

A resposta do Isac está correta. Resolvi só dar uma opção que dá maior eficiência de velocidade pagando o preço de fragmentar mais a memória. Se é uma opção melhor é debatível e precisaria analisar cada caso e testar muito bem. Só quis dar uma opção. Esta forma costuma ser mais idiomático para C.

#include <stdlib.h>
#include <stdio.h>

int main() {
    char str[] = "Ola. Tudo bem?\n Sim e contigo?\n Comigo esta tudo bem! Que tens feito?\n Trabalho no projeto!\n";
    char **matriz = malloc(sizeof(char *) * 255);
    int linha = 0;
    matriz[linha] = malloc(255);
    for (int caractere = 0, coluna = 0; str[caractere] != '\0'; caractere++, coluna++) {
        if (str[caractere] == '\n' || str[caractere] == '\0') {
            matriz[linha][coluna] = '\0';
            matriz[linha] = realloc(matriz[linha], coluna + 1);
            matriz[++linha] = malloc(255);
            coluna = -1;
        } else {
            matriz[linha][coluna] = str[caractere];
        }
    }
    matriz = realloc(matriz, sizeof(char *) * linha);
    for (int i = 0; i < linha; i++) {
        printf("%s\n", matriz[i]);
    }
}

Veja funcionando no ideone. E no repl.it. Também coloquei no GitHub para referência futura.

Me baseei no algoritmo do Isac mesmo, mas eliminei a necessidade de percorrer tudo 3 vezes.

Como há uma memória alocada em excesso precisa cortar o que não for usado. Há a limitação que só pode ter 255 frases com 254 caracteres cada. Nada foi verificado se isto está estourando, mas o algoritmo original também não verifica se o malloc() falha ou até outros problemas que possam ocorrer.

Também é possível ir realocando conforme a necessidade de caractere em caractere, mas isto provavelmente deixará mais lento. Tem como fazer algoritmos híbridos.

3
  • Aí já é outro código, é outro problema. Não tem como saber sem ver o código.
    – Maniero
    10/11/2017 às 18:46
  • Não, precisa fazer outra, esta já foi respondida, se alterar as respostas dadas ficam inválidas e mistura problemas.
    – Maniero
    10/11/2017 às 18:51
  • Cria outra pergunta. Tem erros visíveis neste código, mas parece que ele está executando como devia pelo menos nesse exemplo trivial, não?
    – Maniero
    10/11/2017 às 18:56
2

Pelo que indicou nos comentários está a tentar dividir uma string em pequenas strings de acordo com um separador, o que se costuma de chamar de split. No caso apresentado o separador a ser considerado é o \n, de mudança de linha.

O seu código tem vários pequenos problemas que não permitem que funcione corretamente:

  • *linha = (int*)malloc(n*sizeof(int)); - Aqui fez com que o valor apontado pelo ponteiro linha seja um array de ints, o que não pode ser. Sendo linha um int* tem de apontar para um inteiro apenas. Este mesmo erro é visível como aviso de compilação:

    assignment makes integer from pointer without a cast [enabled by default]

    O mesmo acontece para o coluna.

  • while (str[i]!='\n') - Este while testa enquanto a letra não é um \n mas dentro dele o i não avança, logo será um ciclo/laço infinito.

  • matriz[*linha][*coluna] = str[i]; - Aqui utiliza um array bidimensional matriz mas este não tem espaço alocado previamente, quer de forma estática ou dinâmica (com malloc), o que lhe vai dar um acesso a memória que não lhe pertence, e potencialmente dar um Segmentation Fault.

  • printf("%s",matriz); - No fim a matriz é mostrada como se fosse uma string normal, ou seja um char* quando é na verdade um char**. A forma correta de mostrar é com um ciclo/laço.

Tentando pegar um pouco na lógica que tem e alterar de forma a que consiga fazer o split, pode utilizar outra abordagem. A que costuma ser mais simples é contabilizar a quantidade de separadores que existem e com essa quantidade alocar o array para essas strings. Depois cada string é alocada à medida que percorre a frase original e considerando cada um dos respetivos tamanhos:

int size=0;
char str[]="Ola. Tudo bem?\n Sim e contigo?\n\n Comigo esta tudo bem! Que tens feito?\n Trabalho no projeto!\n";

size = strlen(str);
printf("%d\n",size);

int separadores = 0, i;

//contar quantos separadores existem
for (i=0; i < size; ++i){ 
    if (str[i] == '\n'){
        separadores++;
    }
}

//a quantidade de elementos é o numero de separadores mais um
char **matriz = malloc(sizeof(char*)*(separadores+1));
int ultimo = 0, j=0;

//percorrer todas as linhas para construir cada string
for (i=0; i < size; ++i){ 
    if (str[i] == '\n' || i == (size-1)){ //se apanhou um '\n' ou está no fim
        if (i-ultimo > 1){ //if para considerar separadores seguidos

            //criar espaço para a string que apanhada até esta letra. A string vai 
            //desde o ultimo indice até ao i, logo tem o tamanho i-ultimo
            matriz[j] = malloc(sizeof(char)*(i-ultimo));
            memcpy(matriz[j], str+ultimo, i-ultimo); //copia os carateres
            matriz[j][i-ultimo]='\0'; //coloca o terminador no fim pela vez do \n
            j++; //j marca a string que se está a construir
        }

        ultimo=i+1;//atualiza o inicio da próxima string
    }
}

//mostrar todas as strings construidas. A quantidade delas é dada por j
for(i=0; i < j;++i){
    printf("%s\n",matriz[i]);
}

Veja o exemplo desta lógica no Ideone

Note que utilizei a função memcpy para simplificar o código em si, mas esta apenas copia bytes de um sitio na memoria para outro. Podia implementar está logica à mão utilizando um simples for. A assinatura da função é:

memcpy(destino, origem, tamanho_em_bytes)

Para a utilizar é necessário incluir <string.h>.

Documentação para o memcpy

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.